Como lidar com a depressão nas festas de fim de ano?


  • +A
  • -A

As festas de fim de ano, para muitas pessoas, marcam uma época de alegria, de reunir a família, relembrar os bons momentos vividos nos últimos meses e fazer planos para o ano que está prestes a começar. Para outras, no entanto, as celebrações de Natal e Ano Novo podem agravar um problema que as acompanha há certo tempo, a depressão.

Encontros familiares podem piorar a depressão

 

A depressão é uma doença psiquiátrica complexa e que requer cuidados especiais durante o fim do ano. “As reuniões familiares podem trazer à tona lembranças desagradáveis ou entristecedoras para alguns pacientes. Eles podem ter expectativas e formas de lidar com fatos passados de forma diferente”, explica a psiquiatra Lee Fu-I. Essas situações podem piorar o quadro depressivo.

Por outro lado, mesmo parecendo contraditório, as festas também podem motivar um paciente e retirá-lo do estado de depressão. “Encontros com pessoas que fazem o paciente se sentir querido, acolhido e seguro para emitir opiniões e queixas, como em uma ‘zona de conforto’, podem ajudá-lo a melhorar”, diz a médica.

Como ajudar uma pessoa depressiva?

 

A reação de um paciente diante da chegada desse período varia de acordo com inúmeros fatores, como projetos inacabados, ausência de um familiar e fracasso profissional. Há uma crença de que todos precisam ser felizes durante as celebrações de Natal e de Ano Novo, o que é particularmente difícil para pacientes depressivos. Eles precisam da compreensão e do respeito dos familiares e amigos.

Todos podem ajudar alguém que sofre com a depressão. O primeiro passo deve ser sempre incentivar o tratamento e não menosprezar a doença. É importante também não expor o paciente a situações desconfortáveis nem falar de assuntos delicados. Sua opinião sobre as festividades deve ser ouvida e é preciso que alguém ajude-o a lidar com a ansiedade e estresse que podem surgir.

Dra. Lee Fu-I é psiquiatra e atua no Programa de Atendimento de Transtornos Afetivos da Infância e da Adolescência na Faculdade de Medicina da USP. CRM-SP: 57813

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
depressao
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

10 comentários para "Como lidar com a depressão nas festas de fim de ano?"

cristina

O texto é superficial e pouco orientativo para um assunto tão complexo. O conteúdo apresentado não corresponde à chamada.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Cristina, a depressão é um transtorno mental que vai muito além da tristeza profunda. A doença provoca também apatia, insegurança, ansiedade, insônia, problemas de concentração e até pensamento suicidas. E ao contrário do que muitos pensam, não é fácil sair dela. É preciso receber acompanhamento médico, fazer o tratamento corretamente com os medicamentos indicado. Conforme informado na matéria todos podem ajudar alguém que sofre com a depressão. O primeiro passo deve ser sempre incentivar o tratamento e não menosprezar a doença. Abraços.

Sandra

Gostei do comentário, pois tenho esse problemas a anos e sempre que estou saindo vem a recaída. Não falo muito pois percebo que algumas pessoas acham que é besteira, e não é. Isso fiz pela minha trajetória de vida.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Sandra, a depressão é uma das doenças psiquiátricas mais frequentes no mundo, causando apatia, problemas de autoestima e até pensamentos suicidas. Apesar disso, ainda há muita desinformação e preconceito a respeito da doença. É preciso mudar este quadro, já que qualquer pessoa pode sofrer com a depressão e, assim, precisar de ajuda dos familiares e de um profissional especializado. Inicialmente, o mais importante é buscar um médico psiquiatra. Ele é o profissional capacitado para diagnosticar corretamente se há presença de depressão, identificar o tipo da doença e se há presença de outros problemas psiquiátricos que podem estar associados, algo determinante para a escolha do tratamento. Até logo.

Leida Cazeli

Fimuitas co muito triste final de ano , foram muitas perda , este final de ano vou passar com Deus ,tenho dois filhos homens ,não me sinto apoiada por eles e principalmente pelas noras e neta adulta

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Leida. Para muita gente, essa época do ano é de solidão e isolamento. Duas boas dicas são descobrir um hobby novo ou se juntar a um grupo novo. Você se conhecerá melhor e ainda fará novas amizades, também é uma boa oportunidade para ser voluntário de uma instituição de caridade ou organização comunitária local e fornecer apoio essencial e incentivo para outras pessoas necessitadas. Um abraço!

Leila

Parabéns pelo excelente trabalho que o Cuidados pela Vida vem prestando aos seus leitores.Continuem, estão ajudando muitas pessoas com esclarecimentos importantíssimos sobre os transtornos mentaisGrata.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Leila, para nós é uma grande satisfação saber que nossas matérias tem lhe impactado de uma forma tão positiva. Continue por aqui para acompanhar novas matérias e mais dicas de saúde e tratamentos. Abraços.

Rosangela

Oi, estou com depressao e pensamentos ruim muito ruins, estou esperando surgir vaga para internacao, estou muito triste e preocupada por isso estar acontecendo bem no final de ano , tenho minha familia que me apoia um namorafo que me ajuda bastante , preciso de ajuda urgente.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Rosangela. A depressão é um dos transtornos mentais mais frequentes na população brasileira e tem um impacto muito grande na saúde dos pacientes afetados. Lembre-se que você não está sozinha, converse com amigos e familiares sobre essa situação e procure a ajuda de um médico psiquiatra. Desejamos sorte no seu tratamento e recuperação!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.