É possível perceber a aproximação de uma recaída da depressão?


  • +A
  • -A

A aproximação de uma recaída da depressão pode ser percebida da mesma maneira que ocorre quando se nota a presença do primeiro quadro depressivo: por meio dos sintomas. Prostração, tristeza, perda de apetite, insônia, apatia, falta de prazer em realizar atividades que normalmente seriam estimulantes, são alguns exemplos. Quando estes voltam a se fazer presentes, é sinal que uma recaída está a caminho.

Indícios de uma recaída de depressão

“Se o paciente já teve um episódio depressivo, fez tratamento, apresentou remissão dos sintomas e voltou a apresentá-los depois de um certo tempo, isso pode ser  indicativo de recidiva de depressão. Os sintomas são: tristeza, sentimento de vazio, falta de esperança, choro fácil, anedonia (perda da capacidade de sentir prazer), perda ou ganho de peso, insônia ou excesso de sono, agitação ou lentificação psicomotora, cansaço excessivo, sentimento de culpa, pensamentos de ruína e morte, falta de concentração, dentre outros”, informa a psiquiatra Camila Cucco.

Segundo a especialista, a reincidência de um episódio depressivo pode ocorrer em eventos estressores, como perda do emprego, separação, morte de um ente querido, pressão no trabalho, entre outros. “Então, se o  indivíduo passou por alguns desses estressores e começou a manifestar sintomas depressivos, é importante ficar atento, pois pode ser um novo episódio iniciando”, completa a psiquiatra.

Como evitar recaída da depressão?

Para evitar uma recaída da depressão é necessário, primeiro, realizar o tratamento do primeiro episódio depressivo até o fim, ou seja, só interrompê-lo quando receber alta do médico. Isso diminuirá as chances de um novo episódio acontecer. Caso os sintomas ameacem aparecer mesmo assim, deve-se retomar o contato imediatamente com o especialista, para que ele possa determinar como proceder a partir daí.

“Fazer o tratamento durante o período indicado pelo psiquiatra, praticar atividade física, buscar ambientes leves no trabalho, dormir bem, cuidar da alimentação e cuidar da saúde física e mental de modo geral, são alguns cuidados indicados e necessários para quem deseja evitar recaída da depressão”, conclui Camila.

Dra. Camila Cucco é médica psiquiatra formada pela Univali e possui especialização em psiquiatria pela Fundação Mário Martins. CRM: 12979

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Camila Cucco

Dra. Camila Cucco

Psiquiatria

CRM: 12979 / SC

TAGS
depressao
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

13 comentários para "É possível perceber a aproximação de uma recaída da depressão?"

Rogério Rendeiro

Muito obrigado!Continuem a mandar esses textos. Leio todos!

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Rogério. Ficamos contentes com sua manifestação. Continue nos acompanhando para mais matérias como essa. Até mais.

Heliana da Silva Moura

Por favor me ajudem. O psiquiatra me passou exodus. Foi consulta particular. Quando consegui consulta pelo plano, ele suspendeu disse não ser bom e passou sertralina. Só que ele foi muito grosso comigo. Me deixou insegura. Me dem conselho. Obrigada

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Heliana. É normal que os quadros de depressão se manifestem em intensidades diferentes, dependendo de cada caso. Um paciente pode, por exemplo, iniciar com depressão leve e evoluir até chegar no fase mais crítica. Em outros casos, já na primeira vez que o paciente sofre com os sintomas da doença, ela se apresenta em estágio mais avançado (moderado e grave). Só é possível fazer a indicação do medicamento mais adequado para você diante de uma consulta presencial. Desejamos sucesso no seu tratamento. Abraços.

VIVIANE BRASIL PEREIRA

Gostei muito da matéria, e minha pergunta é, essa recaída pode ocorrer mesmo quando estou tomando os medicamentos.Pois tenho todos esses sintomas, principalmente a tristeza excessiva, sentimento de culpa, falta de sono quando me deito e sono excessivo durante o dia.E estou tomando Citalopran.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Viviane. Segundo a especialista, a reincidência de um episódio depressivo pode ocorrer em eventos estressores, como perda do emprego, separação, morte de um ente querido, pressão no trabalho, entre outros. Para evitar uma recaída da depressão é necessário, primeiro, realizar o tratamento do primeiro episódio depressivo até o fim. Converse com seu psiquiatra para que ele possa avaliar seu quadro clinico atual e se necessário realizar as alterações e readequações no tratamento. Abraços.

Celso Almeida

Olá, sofro de depressão a bastante tempo, estou em tratamento, tomando o exodus. Sinto sono durante todo o dia, já acordo cansado… O médico passou um outro remédio, o BUP para eu tomar junto, só que não tá resolvendo, me tornando improdutivo. O que devo fazer? Por favor, me ajudem…

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Celso. É normal que os quadros de depressão se manifestem em intensidades diferentes, dependendo de cada caso. Um paciente pode, por exemplo, iniciar com depressão leve e evoluir até chegar no fase mais crítica. Em outros casos, já na primeira vez que o paciente sofre com os sintomas da doença, ela se apresenta em estágio mais avançado (moderado e grave). É crucial para sua saúde que você converse com seu psiquiatra, para que ele possa realizar as readequações necessárias no tratamento atual tornando-o eficaz contra a doença. Desejamos sucesso no seu tratamento. Até breve.

Maria Helena

Acompanho sua página e aprendo muito com elas. Obrigada. Bjos.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Maria. Ficamos felizes com seu comentário. Continue nos acompanhando para receber mais informações e dicas sobre saúde e tratamentos. Até logo.

Leila

Boa Tarde!Trato de depressão e síndrome do panico a algum tempo, tomava outro medicamento, já estava em processo de desmana para retirada do medicamento, mas infelizmente tive uma recaída com uma crise de panico então fui ao meu medico e ele entrou com novos medicamentos hoje tomo Exodus e lexotan tenho passado bem , mas ministro eles somente a noite então passo o dia bem. ( Se a dica ajudar Heliana)Abraço

Edinete Tertuliano da Silva Rocha

Estou com recaída de depressão,como aqui é difícil conseguiruma consulta com especialista eu me tranco,me acabo comendo doce a e choro.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Edinete. Agradecemos por compartilhar seu comentário conosco. Buscar o atendimento com o profissional é crucial para controlar as crises, e trazer também grande melhora na sua qualidade de vida. Continue nos acompanhando para receber mais informações sobre saúde, doenças e dicas de tratamentos. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.