Como manter a pele hidratada mesmo com o uso de álcool em gel?

  • +A
  • -A

A pandemia de COVID-19 popularizou um hábito que era incomum para a maioria das pessoas: o constante uso de álcool em gel para a higienização das mãos. Apesar de necessário e importante para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, o álcool em gel pode prejudicar a hidratação da pele da mão. Para te ajudar a manter a pele hidratada mesmo usando o gel higienizante, separamos algumas dicas com a ajuda da dermatologista Cristiane Simões. Confira!

Álcool em gel remove a camada de gordura da pele

 

Para a higienização, o álcool gel é um excelente antisséptico, mas pode prejudicar a pele, como destaca Cristiane: “Em contato constante com a pele, pode desencadear coceira, reações alérgicas e irritações, uma vez que é muito eficiente em retirar a camada de gordura que protege nossa pele”. Por isso, é natural perceber a pele ressecada e áspera conforme o uso prolongado do produto. 

As opções de álcool em gel hidratante, na opinião da dermatologista, devem ser observadas com cuidado. “Como não existe eficácia comprovada, o ideal é usarmos o álcool em gel com a sua função original e redobrar o cuidado de hidratação da pele após sua higienização e sempre que possível”, recomenda a médica.

Hidratação é essencial após passar álcool em gel

 

Uma das maneiras de evitar a desidratação pelo uso constante de álcool em gel é investir bem na hidratação da pele da mão. “Peça ajuda a um dermatologista ou escolha um hidratante específico para a área do corpo em que o produto será utilizado e deixe-o disponível para que você não se esqueça de usá-lo com frequência”, diz Dra. Cristiane. 

Uma alternativa é substituir o uso do álcool gel, quando puder, pelo sabonete antisséptico, que agride menos a pele. Também é importante garantir que o álcool em gel usado seja  adequado para você. “O ideal é usar um hidratante específico para cada tipo de pele, atentando para a composição, que precisa ter substâncias que deixem o produto espesso e emoliente”, comenta a especialista, que finaliza: “Ele deve ser capaz de criar uma película protetora que previne a desidratação. O melhor produto é sempre aquele orientado pelo seu dermatologista”.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Cristiane Simões

Dra. Cristiane Simões

Dermatologia

CRM: 52-811254 / RJ

TAGS
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Como manter a pele hidratada mesmo com o uso de álcool em gel?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.