Hipertensão: o que explica alguns casos não terem sintomas e outros sim?

  • +A
  • -A

Uma das particularidades da hipertensão é o fato de a doença ser silenciosa, ou seja, a maioria dos casos não tem qualquer sinal ou sintoma. Mas, existe uma parcela dos indivíduos com pressão alta que manifesta sintomas. Quais seriam, então, os motivos que levam uma pessoa a ter sintomas e outras não? 

Para a cardiologista Ana Catarina Periotto, não há uma regra específica para o aparecimento dos sintomas: “Eles não têm relação com a gravidade da hipertensão. Ela é uma doença silenciosa e pode não manifestar sintoma algum na maioria das pessoas. Algumas têm maior sensibilidade e percepção do que outras”.

Ausência de sintomas dificulta por busca por diagnóstico e tratamento


A falta de sintomas pode fazer com que parte dos pacientes encare a hipertensão como algo sem tanta importância, o que é errado, já que a pressão alta é uma das maiores causas de morte no planeta: segundo o relatório Global Burden of Disease, publicado pela revista Lancet, foram mais de 10 milhões de mortes em 2019. 

A profissional explica que, normalmente, a procura por um tratamento médico acontece apenas durante um estágio avançado da doença. “Há pessoas que só descobrem a hipertensão quando já tiveram alguma complicação relacionada, como AVC ou insuficiência renal. Por isso, devem-se realizar medidas ocasionais da pressão arterial após os 35 anos”, alerta a especialista. 

Tontura e dor no peito podem ser sintomas da hipertensão


Para os casos em que existem sintomas, a cardiologista alerta sobre a possibilidade do paciente não distinguir exatamente os tipos de sintomas da hipertensão e de outras enfermidades, o que também pode dificultar a busca por auxílio médico. 

“Muitos podem apresentar dor de cabeça, tontura, fadiga ou dor no peito, mas os sintomas são pouco específicos, ou seja, não são exclusivos da hipertensão, podendo ser confundidos com enxaqueca, bronquite, má digestão”, informa a cardiologista. Outros sintomas que podem ser causados pela pressão alta são falta de ar e zumbido no ouvido.

Principais medidas de prevenção


Para evitar o risco de desenvolver a hipertensão, o Ministério da Saúde recomenda algumas mudanças no estilo de vida, como:

Mantenha um peso adequado. Caso precise, altere seus hábitos alimentares, como evitar refeições gordurosas;
evite o sal, utilizando outros temperos para ressaltar o sabor dos alimentos;
– pratique atividade física regularmente;
– aproveite seus momentos de lazer sozinho, com a família ou amigos de forma moderada;
– evite fumar;
– modere o consumo de álcool;
– controle o diabetes.

 

Dados da revista Lancet: https://www.thelancet.com/journals/lancet/issue/vol396no10258/PIIS0140-6736(20)X0042-0 

Dados do Ministério da Saúde: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z-1/h/hipertensao-pressao-alta

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Ana Catarina de Medeiros Periotto

Dra. Ana Catarina de Medeiros Periotto

Cardiologia

CRM: 141696 / SP

TAGS
cardiovascular
dor-no-peito
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Hipertensão: o que explica alguns casos não terem sintomas e outros sim?"
Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.