Cateterismo: Saiba como funciona o exame cardíaco

  • +A
  • -A

O cateterismo é um exame considerado invasivo e que é utilizado na cardiologia para diagnosticar e analisar a gravidade de doenças no coração. Os principais problemas são o infarto e a angina, caracterizada por uma dor no peito, mas também serve para identificar doenças das válvulas e do músculo cardíacos e defeitos do nascimento, conhecidos como cardiopatias congênitas. Para saber mais sobre esse exame, conversamos com o cardiologista Rubens Mattar Júnior, que esclarece algumas dúvidas comuns sobre o cateterismo.

Como é feito o cateterismo?

“O exame consiste em puncionar ou dissecar uma artéria na região da virilha ou na região do punho, por onde é introduzido um tubo fino e flexível que se chama cateter. Ele é guiado até o coração para analisar o funcionamento do órgão”, explica o cardiologista.

Durante o procedimento, são feitas imagens de raios X para levar o cateter ao coração. O especialista, então, analisa o tamanho das cavidades, a anatomia das válvulas, pressões entre as cavidades do coração e se há presença ou não de placas que podem provocar o infarto do miocárdio. Todo o processo pode levar de 30 a 60 minutos.

Chances de complicações do cateterismo são menores que 2%


“O cateterismo é feito em ambiente hospitalar e, ao término do procedimento, o cardiologista retira o tubo plástico e aplica uma pressão ou promove a sutura para prevenir sangramento local”, afirma o profissional. O risco de complicações do exame não ultrapassa 2% e vão desde hematomas e reações alérgicas até infecções, arritmias graves, insuficiência renal, além de infarto e AVC com menos de 0,2% de chance.

Além do diagnóstico de problemas no coração, o cateterismo também tem como objetivo possibilitar o tratamento dessas doenças quando possível. No caso de infarto do miocárdio, o cateterismo irá mostrar o estado das artérias e qual delas é a responsável pelo quadro de infarto. Dr. Rubens explica que, então, é indicada a angioplastia para manter um fluxo de sangue adequado para o coração.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Rubens Mattar Júnior

Dr. Rubens Mattar Júnior

Cardiologia

CRM: 30054 / SP

TAGS
cardiovascular
coracao
infarto

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

5 comentários para "Cateterismo: Saiba como funciona o exame cardíaco"

reginaldo j. l.

como e feito o cateterismo pelo braco e mais pratico do que pela verilha

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Reginaldo, como explica o cardiologista Rubens Mattar Júnior: “O exame consiste em puncionar ou dissecar uma artéria na região da virilha ou na região do punho, por onde é introduzido um tubo fino e flexível que se chama cateter. Ele é guiado até o coração para analisar o funcionamento do órgão”. A escolha do local para a realização do exame será feita após a avaliação do médico. Abraços.

Jureni flor

Tem algum risco de vida pra pessoas mais velhas?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Jureni, segundo a especialista Dra. Ana Catarina de Medeiros Periotto, atualmente não existem casos em que a realização do exame deve ser desestimulada: “Como a técnica se desenvolveu muito nos últimos anos e os riscos de complicações diminuíram muito, não há problema de saúde que contraindique totalmente o cateterismo”. O cateterismo é feito em um laboratório de hemodinâmica, localizado dentro de um hospital, com todos os recursos de medicamentos disponíveis e internação, caso o paciente necessite. Caso o paciente se sinta inseguro, o ideal é conversar com o médico para que ele possa explicar o procedimento e sanar todas as dúvidas do paciente. Abraços.

Andreia

Meu pai tem 80 anos, já foi submetido a duas angioplastia. Uma na artéria principal em 2010 e outra na secundária em 2017. Infelizmente teve o stent fechado em 100% na secundária e 50% na principal. Agora devido alguns sintomas o médico indicou o cateterismo. Será que pode ser realizado ou terá algum risco devido estes stent terem fechado.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.