Superalimentos: o que são? Quais os benefícios para a imunidade do corpo?

  • +A
  • -A

Você já ouviu falar nos superalimentos? De nome, talvez, essa classificação te pareça estranha, mas você vê muitos deles diariamente na mesa, na geladeira ou nas prateleiras do supermercado. Para as crianças, a ingestão de superalimentos é muito importante para a manutenção dos sistemas de defesa do organismo e, consequentemente, da saúde. Para comentar um pouco sobre esse assunto, convidamos a nutricionista Suely Iglesias, que deu dicas sobre a importância de uma alimentação super saudável na vida dos pequenos. 

O que são superalimentos


Muitos são os alimentos que fazem bem para a nossa saúde. Porém, para serem considerados
superalimentos, é necessário ser polivalente. “Para considerarmos um alimento como superalimento, devemos atentar para sua composição nutricional. Consideramos a concentração de proteínas, vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e outros compostos de grande valia, disponíveis em larga escala. Alimentos que contêm nutrientes e compostos bioativos capazes de oferecer um elevado número de efeitos positivos para o nosso organismo irão se encaixar nessa categoria”, explica Suely. 

Além de serem ricos em nutrientes e bons para a imunidade, os superalimentos ainda têm outras vantagens. “Todos têm em comum diversas vitaminas, minerais e compostos bioativos em quantidades suficientes para proporcionar benefícios extras: têm nutrientes de excelência para os cabelos e pele, outros são ótimos para promover a saúde da mente, reduzir a glicose no sangue, para regulação do sistema endócrino ou regular o colesterol”, cita a especialista. 

O que os alimentos mais poderosos do mundo fazem pela imunidade?

 

Mas afinal, quais são esses superalimentos e o que eles podem fazer pela imunidade dos pequenos? Suely dá a dica de alguns protagonistas dessa seleta categoria: 

“Salmão, atum e sardinha: Boas fontes de ômega-3, antioxidantes e atuam na saúde cardiovascular. 

Azeite de oliva extravirgem: tem gorduras monoinsaturadas, ômega-9, vitaminas A, E e K, ferro, cálcio, magnésio, potássio e aminoácidos, além de propriedades antioxidantes. 

Ovos (galinha, codorna e pato): são boas fontes de colina, que atua na manutenção das membranas celulares e na manutenção da boa visão.

Lentilha: rica em fibras alimentares, ferro, vitaminas e proteína vegetal. 

Abacate: é fonte de gordura monoinsaturada, benéfica para o organismo. Pode ser um forte aliado na perda de peso e redução das triglicérides. Em sua composição, temos também ácido fólico e vitaminas B6, E e K. 

Açaí: ajuda a combater os índices de LDL – o colesterol prejudicial – na corrente sanguínea. 

Kiwi: anti-inflamatório, antioxidante, laxativo e anticancerígeno, fonte de vitamina C, E, B6, de potássio, magnésio, cobre, fosfato e fibras alimentares. Auxilia os sistemas imune e cardiovascular.

Alho: rico em vitaminas do tipo A e C, essenciais para o bom funcionamento do sistema imunológico. 

Iogurte Natural: é fonte de probióticos, microrganismos que ajudam a saúde intestinal, o que é fundamental para a imunidade, uma vez que 80% das células do sistema imunológico ficam no intestino.” 

Entretanto, a nutricionista destaca que somente os superalimentos não bastam para garantir a saúde e o bom funcionamento da imunidade das crianças: “É preciso evitar os alimentos minimamente processados, embutidos, enlatados e industrializados de maneira geral. Fazer uma alimentação mais natural, priorizar o consumo de frutas, verduras, legumes, alimentos in natura, carne, peixes e ovos”. 

Outros hábitos diários, inclusive alimentares, também são destacados pela especialista para que os superalimentos funcionem: “Também é importante rodiziar os alimentos para ter uma oferta significativa de todos os nutrientes, evitar a monotonia alimentar e lembrar que um alimento sozinho não faz mágica: há todo um estilo de vida, que inclui sono, alimentação, atividade física, para manter o organismo em equilíbrio”.

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Suely Iglesias

Suely Iglesias

Nutrição

CRM: 95100018 / RJ

TAGS
imunidade

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Superalimentos: o que são? Quais os benefícios para a imunidade do corpo?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.