Sono em dia: você sabia que noites mal dormidas podem prejudicar sua imunidade?


  • +A
  • -A
Imagem do post Sono em dia: você sabia que noites mal dormidas podem prejudicar sua imunidade?

Quantas vezes você já ouviu falar que dormir bem traz benefícios para sua saúde? Isso é verdade. Estar em dia com o sono torna o organismo mais forte, ou seja, ele fica com imunidade alta contra doenças. Mas quando deixamos a desejar na hora de descansar, com poucas horas de repouso, ficamos mais fracos e propensos a adoecer.

Por que o corpo fica mais fraco?

Quando nos preparamos para dormir, estamos prontos também para fazer com que o nosso corpo trabalhe internamente. Aos nos desligarmos do mundo exterior, o sono regulará quase todas as funções fisiológicas e os demais comportamentos do ser humano, incluindo a imunidade. “Durante o sono estamos em um estado pró-inflamatório e esse estado, quando equilibrado, favorece a função do sistema imunológico”, conta a imunologista Érica Azevedo.

A médica ainda exemplifica alguns estudos que reforçaram a ideia de que estar com o sono em dia colabora na vulnerabilidade do organismo: “Existem estudos mostrando que pacientes que tiveram mais horas de sono após vacinação desenvolveram imunidade contra o patógeno mais que aqueles que tiveram menos horas. Alguns estudos também associam maior número de doenças comuns (resfriados e gripes) em pessoas com menos horas de sono”.

As oito horas de sono

Sem dúvida, dormir é importante e não podemos abrir mão deste momento em nossos dias. O sono é uma “necessidade fisiológica” e não tem como se descuidar neste assunto sem sofrer consequências, seja no sistema imunológico ou em outro sistema do organismo.

Mas existe fórmula certa para dormir? Muito se fala que oito horas de sono são ideais para o organismo, no entanto, essa necessidade pode variar de pessoa para pessoa: “A necessidade do sono varia muito conforme a idade. Os bebês precisam mais horas de sono. Conforme a criança vai ficando mais velha, a necessidade do sono vai diminuindo progressivamente. A maioria dos adultos precisa mesmo de oito horas, embora alguns possam necessitar de mais e outros fiquem bem com menos”, explica a médica.

Baixa imunidade e infecções

Já vimos que, se dormimos pouco, ficamos vulneráveis, abrindo portas para uma série de doenças. Alguns sinais de baixa imunidade são constantes resfriados, cansaço, queda de cabelo e pneumonia: “Quando a imunidade não funciona bem, o que vai acontecer é que a pessoa vai apresentar maior número de infecções. A gravidade dessas infecções será maior conforme o comprometimento do sistema imunológico”, finaliza Azevedo.

Dra. Érica Azevedo é médica alergista e imunologista pela Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia – Asbai. Atende em seu consultório na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro/RJ – CRM: 52-83907-8 –  ericaazevedo.com.br

TAGS
imunidade
insonia
psicologico
respiracao
sono

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Sono em dia: você sabia que noites mal dormidas podem prejudicar sua imunidade?"

Ronaldo Silva Mendonça

Achei excelente o teor do texto da Dra Érica. A maioria das pessoas negligencia com relação a este assunto, mas na prática podemos perceber que a qualidade de vida tem relação com a quantidade de horas de descanso e sono.

Marcia

Tenho imunidade baixa, não durmo bem, mas nao quero tarde remédios para dormir! Já tomei algumas vezes e é muito difícil sair do vício depois.Já tomei os naturais mas não sinto efeito algum!Durmo tarde e acordo muito na madrugada…

Rocha

Auto hemoterapia ,melhora 70% da inmunidade ,estou 5 anos sem um resfr

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.