Imunidade: como saber se estamos com o organismo protegido e forte contra doenças?

  • +A
  • -A

Para manter a imunidade alta e o organismo protegido sempre, é necessário cuidar da saúde em diferentes frentes. Com uma alimentação balanceada, rica em nutrientes e vitaminas importantes; controle do estresse; sono de qualidade; bons hábitos de higiene; vacinação em dia; e tratamento adequado de doenças e quadros alérgicos, você estará dando um enorme passo nesse sentido.    

Mesmo tendo todos esses cuidados, às vezes é importante checar por meio de exames se está de fato tudo bem com a saúde, pois é possível que a imunidade esteja sendo ameaçada sem que haja sinais indicando isso. “Existem exames básicos que identificam se há algum problema com a imunidade, se ela está baixa. O mais fácil e rápido e que qualquer médico pode solicitar é o hemograma completo”, aponta a imunologista Roberta Silva.

 

Detalhes dos exames que avaliam a imunidade

 


Segundo a médica, é possível avaliar três grupos do sangue importantes neste exame: o grupo das células vermelhas, das plaquetas e dos leucócitos. O primeiro é importante para avaliar a presença de anemias, que podem indicar, por exemplo, baixa concentração de nutrientes importantes por alimentação inadequada. O segundo está ligado à coagulação sanguínea e o último, diretamente ligado à defesa do organismo.

“O grupo dos leucócitos é o carro chefe do sistema imunológico. É um grupo de células de defesa que pode estar alterado nas doenças de imunidade. Leucócitos muito altos ou muito baixos significam uma reação imunológica muito intensa ou a falta dela. Os níveis desse grupo no hemograma são essenciais para indicar se o organismo do indivíduo está protegido e forte contra doenças ou não”.  

 

Infecções em crianças não significam que a imunidade esteja baixa

 


A especialista destaca que algumas faixas etárias estão sujeitas a mais infecções virais,
principalmente do trato respiratório superior (resfriados), sem que isso signifique necessariamente que o sistema imunológico não esteja saudável ou protegido. “Isso se dá por imaturidade imunológica e maior exposição  a microorganismos infecciosos no primeiro ano de vida. Essas infecções tem resolução rápida e sem complicações em pessoas saudáveis”, conclui Roberta.

 

Quando pensar em COVID-19?

 

A COVID-19 é uma doença causada por um tipo de coronavírus conhecido como SARS-CoV-2, que apresenta principalmente sintomas respiratórios muitas vezes semelhantes a quadros gripais.

Os sintomas mais comuns do COVID-19 são febre, cansaço e tosse seca, sendo que alguns pacientes podem apresentar ainda dores no corpo, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta ou diarreia. Em alguns casos também pode causar tosse com catarro. Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente.

O sintoma que merece maior atenção e que deve ser levado em consideração para que os pacientes procurem imediatamente um serviço de saúde é a falta de ar ou dificuldade de respirar, que pode significar uma piora do quadro pulmonar.

 

Se você tiver dúvidas sobre os sintomas e diferenças entre a Gripe, Resfriado e Coronavírus, acesse: https://cuidadospelavida.com.br/cuidados-e-bem-estar/gripe-e-resfriado/comparacao-entre-os-sintomas-resfriado-comum-gripe-e-covid-19

 

Referências:

  1. Wei-jie Guan et al. Comorbidity and its impact on 1,590 patients with COVID-19 in China: A Nationwide Analysis. MedRxiv 2020.
  2. Ministério da Saúde. https://www.saude.gov.br/o-ministro/746-saude-de-a-a-z/46490-novo-coronavirus-o-que-e-causas-sintomas-tratamento-e-prevencao-3 acessado em 13/04/2020.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Roberta Rodrigues da Silva

Dra. Roberta Rodrigues da Silva

Alergia e Imunologia

CRM: 94054 / SP

TAGS
coronavirus
covid-19
imunidade

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

25 comentários para "Imunidade: como saber se estamos com o organismo protegido e forte contra doenças?"

Simone

Meu exame deu Leucopenia então vou morrer

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Simone, o número de leucócitos na corrente sanguínea varia de acordo com a idade do paciente e, claro, com seu estado de saúde. No entanto, é preciso sempre levar o resultado do exame a um profissional qualificado para que ele possa avaliá-lo e passar as orientações necessárias. Abraços.

Luiz Antonio Pereira da Silva

Meus leucócitos sempre foram baixos… todo hemograma que faço aparece leucopenia ou está no limite , tenho 50 anos e desde os 20 e assim. Raramente pego uma gripe , há anos nao tenho uma febre , nunca fiquei internado para nada… prático atividade física frequente o que as vezes sinto e fadiga e stress… com surgimento de herpes. Mais nada !

Lucimar Assumpção

Boa tarde, tive pneumonia já estou curada tem 7 meses, minha boca ficou tipo áfita, fui ao médicoestava com candidíase tanto na boca e orgãos genitais Ele disse que eu estava com imunidade baixa, inclusive se eu tinha HIV! Não, porque tinha feito na campanha de HIV e Hepatite.DEu que não tenho nenhum dos 2.Afinal que tipo de exame de sangue tenho que fazer se continuo ou se estou com imunidade baixa????Pois perguntei se podia tomar A vacina da febre Amarela, ele respondeu que Não; mas não pediu exame p/ confirmar… Por favor, gostaria de fazer o tal exame de sangue para me sentir mias tranquila ou Não…Obrigada. Ah! já vou fazer 60 anos, mas gostaria de saber.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Lucimar, você pode realizar uma consulta com o clínico geral e explicar para ele o que ocorreu, assim ele irá solicitar os exames necessários para sanar suas dúvidas. Abraços.

joao

sempre tenho gripequando to gripado sinto indisposiçao e dores no corpo será que é baixa imunidade?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi João, temos em nosso site uma matéria que pode te auxiliar, segue o link: https://cuidadospelavida.com.br/cuidados-e-bem-estar/gripe-e-resfriado/dores-corpo-gripe
Lembrando que isso não te isenta de comparecer em uma consulta com o médico para obter maiores orientações. Abraços.

Euclenia

Olá bom dia.Meu filho o ano passado deu um baile em nós. Tinha crises de tosse seguido de febre alta e bronqueolite. E o estranho é que todos os exames de sangue e urina davam normal!!!!!! Depois que iniciamos um tratamento (sem de os médicos por receituários mas sem diagnóstico preciso), ele está melhor, graças a Deus não teve mais crises!!!!! O PIOR DE TUDO é não ter diagnóstico, é um tiro no escuro pra ver se acerta!!!!

neale machado

Soube que tinha leucopenia aos 14 anos. Hoje tenho 57. Tive muitas infecções, até febre reumática. Faço exames a cada seis meses, já tomei leucogen, gamaglobulina, e BCG. Quando este ano meus leucócitos chegaram no nível normal, foi por causa de uma infecção viral. Faço dieta correta, pratico exercício, só não consigo evitar muito o estress do dia a dia. Um médico uma vez disse que era genético, seria sempre assim.

Carlos de o. Batista

Os assuntos mencionados são de grande monta p conhecimento e entendimento pois muitas das vezes ficamos na parede mesmo c respostas dada por médicos enfim queria saber se alguém possa me ajudar nesta pergunta: tenho uma dormência e quentura nas pernas,pé e pequenos incômodo nas partes posterior joelhos (articulações ), agora vamos os contraataques: já fiz RPG,acupuntura, outras fisioterapia e certo q tenho problemas na lombar protusoes, faço exercício físico ,minha glicose normal , já tomei vitamina b12 e fiz exames de circulação e nada encontrado será q tem alguma medicamento p amenizar este encomendo. Abs

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Carlos, é complicado diagnosticá-lo apenas com essas informações. É necessário realizar avaliação com o médico especialista para que ele possa realizar o diagnóstico e, caso seja necessário, prescrever um tratamento. Abraços.

Edinamarta

Quais são os valores de referências normais para:células vermelhas, das plaquetas dos leucócitospara a idade de 68 anos?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Edinamarta, o número de leucócitos na corrente sanguínea varia de acordo com a idade do paciente e, claro, com seu estado de saúde. No entanto, é preciso sempre levar o resultado do exame a um profissional qualificado para que ele possa avaliá-lo e passar as orientações necessárias. Abraços.

willian alves da silva

ola,ue sou vegetaria a praticamente 1 ano e nuca fiz nenhum exame para saber se meu organismo esta reagindo bem a falta de carne, ultimamente percebi que q meu cabelo na parte da fresta esta com falhas e tb a minha sombrancelhas. isso pode ter alguma coisa aver com a falta de carne no organismo e com qual especialista eu devo falar para fazer os exames.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Willian, realize uma consulta com o clíncio geral para que ele possa solicitar alguns exames, se necessário ele irá te encaminhar para outro especialista. Abraços.

Silvana

Olá. Minha filha agora está com 6 anos, e desde que nasceu já enfrentou 4 internações com pneumonia e bronquiolite, já passei em vários especialistas que disseram ser Normal. Agora um pediatra pediu para fazer tratamento de 6 meses com leucogen e cewin, enquanto o alergista pediu para fazer tratamento com deflazacort, ranitidina,cetirizine e budesonida. Estou perdida em meio tantas medicações, sem saber ao certo se fará efeito, ou se será mais um de vários que já foram administrados. Me sinto impotente com essa situação.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Silvana, sentimos muito pela situação de sua filha. O medicamento Leugogen faz parte do programa Cuidados pela Vida. Em caso de dúvidas estamos a disposição. Abraços.
Para se cadastrar acesse: https://cuidadospelavida.com.br/cadastro-passo1

Marcia Furlan

Você poderiam informar quais alimentos ajudam a reforçar a imunidade?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Marcia, devemos evitar sobretudo alimentos com muitos aditivos químicos, com alto teor de gorduras ruins, e alimentos ricos em açucares. A nutricionista Bianca Genoese afirma: É preciso investir em alimentos que contenham vitamina C, A e E, além de selênio, zinco e vitamina B6. “A vitamina C pode ser encontrada em frutas cítricas, como limão, laranja, acerola, além de espinafre, couve e brócolis. Já a vitamina A vem da cenoura, abóbora, batata doce e o selênio de cereais, frutos do mar e castanha do Pará”. Ela afirma também que a alimentação no geral deve ser também sempre balanceada, e quanto mais colorido for o prato, maior a diversidade de vitaminas e minerais! Confira a matéria na integra logo abaixo. Abraços!

https://cuidadospelavida.com.br/cuidados-e-bem-estar/alimentacao/dieta-de-protecao-alimentos-para-aumentar-imunidade

Adalberto

Desde 1978 estou sofrendo por ter contraído sífilis, fui diagnosticado inicialmente com LESÃO MEDULAR VALSCULAR POR SIFILIS, Mononucleose Infecciosa e Imunodeficiência Celular. Preciso de tratar com especialista na área, gostaria saber se é possível um atendimento. Meu estado de saúde está ficando complicado a cada dia.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Adalberto. O programa cuidados pela vida dá algumas dicas relacionadas à saúde, porém não prestamos atendimento à pacientes. Aconselhamos que procure um especialista o quanto antes para que seja indicado um tratamento adequado. Abraços!

Ione Oliveira

Olá, tenho uma filha de 5 anos desde os 6 meses de idade ela sofre com gripe e muita tosse.Já levei ao médico várias vezes, fiz exames de sangue e raio-X, e nunca da em nada .Os exames ficam tudo normal.Os médicos dizem que é por causa do clima.Ela pode ter a imunidade baixa?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Ione. Algumas crianças ainda não possuem o sistema imunológico totalmente desenvolvido e por isso acabam ficando mais suscetíveis a doenças como gripe, resfriados, etc. O exame de sangue pode a diagnosticar se a imunidade da criança está baixa ou normal, no caso dela como o exame já foi feito, aconselhamos que na próxima consulta você relate ao médico sobre essa frequência com que ela adoece. Continue conosco para mais matérias como essa. Abraços!

Carlos Henrique

Boa noite! Eu tenho alergia alimentar e respiratória, mas rinite muita secreção nas vias aéreas superiores. O sistema do alérgico é imunidade baixa ou muita defesa? Porque ficava muito resfriado atoa.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Carlos Henrique. As principais causas da rinite alérgica são os alérgenos dispersos no ambiente intra e extra-domiciliar. Quando inalados pelo paciente alérgico, eles provocam os sintomas (coriza, tosse, dor de garganta, espirro, congestão nasal e irritação). “Esses alérgenos podem ter origem de animais domésticos, como cães, gatos ou roedores; baratas; plantas (pólen) e fungos, por exemplo. No Brasil, de modo geral, o alérgeno mais frequentemente associado aos sintomas de rinite são os ácaros da poeira domiciliar”, segundo a Dra. Maria Fernanda Ferraro. Dependendo da causa a imunoterapia pode ou não ser indicada. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.