Entrar e sair de ambientes com ar-condicionado pode prejudicar a saúde?


  • +A
  • -A

Sair de um ambiente com ar-condicionado e encarar a alta temperatura da rua não é apenas incômodo para o corpo, como também é algo que pode prejudicar a saúde do sistema respiratório. Segundo o otorrinolaringologista Silvio Keniti Iwamura, essa variação brusca pode causar manifestações na pele, abaixar a imunidade do organismo, gerar problemas cardíacos e até fazer o humor oscilar.

Mudança brusca de temperatura facilita casos de rinite


O ar-condicionado por ser frio, seco e, em alguns casos, sujo pela falta de manutenção do aparelho, pode provocar reações nasais que, dependendo do grau e da temperatura da rua, são capazes de desencadear uma
crise de rinite. “Os nervos e ramificações que estão presentes no nariz conseguem captar vários tipos de alterações na qualidade do ar, que são enviadas até o sistema nervoso e lá geram respostas de reação de acordo com o estímulo recebido”, explica o profissional.

A falta de limpeza do ar-condicionado pode provocar o acúmulo de vários agentes, chamados de alérgenos. Quando estas substâncias entram em contato com a mucosa do nariz, podem causar desde irritações até rinites e infecções, especialmente diante de variações grandes de temperatura. Entre os sintomas da rinite estão espirros, tosse, nariz entupido e irritação nos olhos, no nariz, na boca e na garganta.

Reduzir o choque térmico evita problemas respiratórios


Por outro lado, ao notar os
efeitos do ar-condicionado na respiração, o próprio corpo tenta se adaptar à temperatura do ambiente. “Caso o ar que respiramos esteja frio por causa do ar-condicionado, haverá uma dilatação dos cornetos que levará a um aumento do fluxo de sangue, regulando a temperatura do ar”, diz o especialista.

Parte da solução, portanto, é não exagerar na temperatura do ar-condicionado. “Alguns otorrinolaringologistas defendem manter uma diferença de até oito graus Celsius entre o ar-condicionado e o ambiente para minimizar o impacto do choque térmico“, afirma o médico. Além disso, beber muita água e limpar o aparelho com frequência também ajudam a evitar problemas.

Dr. Silvio Keniti Iwamura é otorrinolaringologista, graduado pela Universidade São Francisco (USF) e especializado no Instituto Felippu de Rinologia, Otorrinolaringologia e Base de Crânio. CRM-SP: 73821

Foto: Shutterstock

TAGS
gripe
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Entrar e sair de ambientes com ar-condicionado pode prejudicar a saúde?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.