A terapia comportamental pode ajudar crianças com autismo? Como?


  • +A
  • -A

O autismo é um quadro sem cura, mas que pode ser controlado com o tratamento adequado. Existem diversas abordagens para cuidar do paciente autista e uma delas é a terapia comportamental. Esta visa encarar individualmente cada caso, analisando os sintomas e buscando formas de ação efetivas para o indivíduo desenvolver suas potencialidades.

Benefícios da terapia comportamental no tratamento do autismo

A terapia comportamental pode ajudar crianças com autismo intervindo nos sintomas centrais do transtorno. Há uma intervenção estruturada conhecida pela sigla em inglês ABA (análise aplicada do comportamento) que é bastante utilizada com bons resultados”, informa a psiquiatra Erika Mendonça.  

Dentre os principais sintomas do autismo que a terapia comportamental visa tratar, destacam-se a dificuldade de interação, comunicação e para entender comportamentos sociais normais; movimentos e discurso repetitivos; e irritabilidade. Para desenvolver essas deficiências, é importante incentivar o paciente a praticar atividades estimulantes com foco na cognição e interação.

Outras abordagens importantes para o tratamento do autismo

Em paralelo à terapia comportamental, outras abordagens devem ser adotadas para complementar o tratamento do autismo. O acompanhamento fonoaudiológico é um exemplo, já que a linguagem está comprometida em graus variáveis. “A terapia ocupacional também deve ser mencionada, visto que atua nas alterações de processamento sensorial”, completa Érika.

O tratamento farmacológico também é essencial, ajudando em muitos casos no controle dos sintomas. Os remédios não tratam o quadro em si, mas ajudam a amenizar as dificuldades dos pacientes, como hiperatividade, agressividade, compulsividade etc. Como o autismo é um transtorno de diferentes intensidades, nem sempre os medicamentos serão imprescindíveis (autismo leve), porém eles são vitais em muitos casos.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Érika Mendonça de Morais

Dra. Érika Mendonça de Morais

Psiquiatria

CRM: 124933 / SP

TAGS
autismo
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "A terapia comportamental pode ajudar crianças com autismo? Como?"

Rosimeiri costa Mattos da Silva

Gostaria de saber o que é terapia comportamental?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rosimeiri. A Terapia Comportamental, ou Terapia Analítico Comportamental é uma forma de intervenção aos problemas psicológicos que se destaca pela objetividade e pelos resultados mensuráveis. É baseada na filosofia de ciência conhecida como Behaviorismo Radical e na ciência do comportamento. Continue nos acompanhando para receber mais informações e dicas como essa. Abraços.

Grace Nakayama

Meu filho tem TEA, faz terapia ABA e tem ajudado muito. Junto com todas as outras terapias e medicação. Tem sido fundamental, porque nós pais aprendemos a lidar em várias situações.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Grace. Ficamos felizes por saber da melhora do seu filho. Com o tratamento adequado é possível trazer grande melhora na qualidade de vida do seu filho e na sua também. Desejamos sucesso no tratamento. Abraços.

aida arreira

boa tarde meu neto tem 5 anos e autista ,mas os pais nao tem paciencia para lidar com o menino principalmnte o pai nao fica junto com o menino porque trabalha mas nos finais de semana nao quer saber de ficar junto procura ficar longe ,eu cho um abisurdo deveria dar amor carinho para o filho ,fas terapia comportamental 1 vez por semana porque e muito caro as sessoes nao tem condicçoes de pagar o medico disse que ele precisa de mais sessoes de terapia ele e muito agitado,nesse caso a mae que acompanha deveria faser as sessoes em casa ,mas nao tem tempo ta na escola e muito inteligente ,tem unimed mas nao cobriu o tratamento por ser caro demais obrigada ….. Meu nome e AIDA

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Aida. Conhecer o que é o Transtorno do Espectro Autista é fundamental para os pais, pois assim poderão entender quais são as necessidades de seus filhos e auxiliá-los da melhor maneira possível. O tratamento para o autismo, pode ser realizado não somente via terapia comportamental, mas também com terapia ocupacional, acompanhamento com fonoaudiólogo e em alguns caso o tratamento medicamentoso também ameniza o quadro. Desejamos sucesso no tratamento do seu neto. Abraços!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.