Autismo básico: O que os pais devem saber sobre o transtorno?


  • +A
  • -A

A primeira coisa que os pais de crianças com autismo devem saber é que o transtorno em questão se manifesta cedo, em geral antes da criança ingressar na escola, e que não tem cura. Mesmo assim, há tratamento e este é fundamental para que seu filho consiga desenvolver suas habilidades e, assim, ter uma melhor qualidade de vida.

É essencial também saber que, por tratar-se de um espectro, o autismo apresenta casos extremamente graves e outros tão leves que o diagnóstico poderia até mesmo passar despercebido. Ou seja, é uma doença que se manifesta em diferentes intensidades, então os pais devem buscar o tratamento adequado para os sintomas específicos de seu filho (que pode, inclusive, ser medicamentoso).

 

Características do autismo que os pais precisam saber

 

“A criança com autismo apresenta prejuízos persistentes na comunicação social e na interação social em múltiplos contextos. Por exemplo, apresentam dificuldade para estabelecer uma conversa normal; para iniciar ou responder a interações sociais; para ajustar o comportamento e se adequar a contextos sociais diversos”, informa a psiquiatra Ana Cláudia Ducati.

A especialista também aponta que é muito comum as crianças autistas não fazerem contato visual adequado, apresentarem movimentos repetitivos com as mãos ou movimentos de balanceio com o corpo. É frequente ainda a seletividade alimentar e uma adesão inflexível à rotina, o que pode levar a uma reação de ansiedade exagerada caso a rotina seja quebrada. Ter interesse sempre nas mesmas coisas também é algo muito comum.

 

Por que é importante que os pais conheçam bem o autismo?

 

“Conhecer o que é o Transtorno do Espectro Autista é fundamental para os pais, pois assim poderão entender quais são as necessidades de seus filhos e auxiliá-los da melhor maneira possível. Além disso, conseguirão de uma melhor forma adequar suas expectativas com seus filhos e compreender que qualquer evolução já um ganho. Muitos comportamentos da criança com autismo podem incomodar os pais, mas quanto mais entenderem que isso faz parte do diagnóstico, mais fácil será de aceitá-los”, completa a psiquiatra.

 

Dra. Ana Claudia Ducati Dabronzo é psiquiatra geral e da infância e adolescência, formada pela Universidade de São Paulo (USP). CRM: 150.562

Foto: Shutterstock

TAGS
autismo
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Autismo básico: O que os pais devem saber sobre o transtorno?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.