Quais são os melhores exercícios físicos para quem tem DPOC?

  • +A
  • -A

A DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica) é um grupo de doenças que engloba a bronquite e o enfisema pulmonar. Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), cerca de 7,3 milhões de brasileiros têm sua capacidade respiratória comprometida pela DPOC. Contudo, uma das formas de melhorar a qualidade de vida de quem sofre com a doença é a prática de exercícios físicos regulares. O pneumologista José Eduardo Martinelli deu algumas dicas de atividades físicas para quem tem DPOC e como tirar o melhor proveito delas. 

Natação e hidroterapia são boas opções de atividades

 

Para quem convive com a DPOC, sintomas como falta de ar, fadiga, pigarro na garganta e tosse, são comuns, mas isso pode melhorar com a prática de exercícios físicos adequados. O pneumologista destaca a natação e a hidroterapia como atividades que beneficiam o aparelho respiratório: “Os mais recomendados seriam exercícios que trabalhem a resistência física e promovam o ganho de massa muscular”.

Porém, o ideal é não ficar restrito somente a esses dois exercícios e fazer o que você realmente gosta, desde que com a recomendação de um profissional adequado. “O fisioterapeuta ou educador físico poderá abordar o melhor exercício, sempre começando devagar. O que ocorre muito com pacientes de DPOC é que eles perdem peso e juntamente massa muscular. Perder a massa magra também torna o paciente mais fraco”, alerta Dr. Martinelli.

DPOC: o que é importante saber antes de praticar exercício físico?

 

Os exercícios são necessários para manter a saúde e o bem-estar de qualquer pessoa, mas é mais importante para quem sofre com a DPOC, especialmente para quem tem o abdômen avantajado. “É muito comum o paciente estar com o abdômen muito protuso, o que atrapalha muito a respiração. Quando você inspira, o diafragma abaixa para que o pulmão ganhe volume e, ao expirar, o diafragma sobe. Se há um abdômen muito saliente, o diafragma vai encontrar uma resistência para abaixar durante a inspiração”, afirma o médico.

Logo, a atividade física irá ajudar na perda de barriga, mas esse não é o único benefício. “A atividade física controlada auxilia em outros aspectos, como na fisioterapia respiratória, que são exercícios que melhoram a respiração e a condição clínica”, explica Martinelli. “O paciente que tem DPOC, quando entra em crise, quase sempre também entra em pânico, dificultando a respiração. Aprender a respirar e ter controle sobre a própria respiração é essencial nesses momentos. Além disso, melhorar o condicionamento físico é fundamental para que o paciente melhore a sua condição clínica”. 

Também é preciso alinhar os objetivos com o seu médico antes de mergulhar de cabeça numa atividade física. “Nem todos os pacientes com DPOC podem fazer exercícios; isso depende muito da idade, das comorbidades associadas, se há problema cardíaco”, alerta o pneumologista. “Se houver condições clínicas de fazer exercício físico, ele irá melhorar. Por isso, respeitando as condições de saúde, o exercício físico é recomendado para todos os pacientes”, informa o especialista. 

 

Dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT): https://sbpt.org.br/portal/video-dpoc-2019/

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. José Eduardo Martinelli

Dr. José Eduardo Martinelli

Geriatria

CRM: 27875 / SP

TAGS
dpoc
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

10 comentários para "Quais são os melhores exercícios físicos para quem tem DPOC?"
Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.