É possível diagnosticar a DPOC em seus estágios iniciais?


  • +A
  • -A

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é o conjunto de condições respiratórias formado por principalmente pelo o enfisema e pela bronquite. Ela torna a respiração mais difícil por causa da inflamação dos brônquios, canais responsáveis pelo transporte do ar, e do aumento da produção de muco.

Causas e sintomas da DPOC

As principais causas para o desenvolvimento da DPOC são o tabagismo e a exposição à poluição ambiental. Além da falta de ar, um paciente com DPOC pode sentir aperto no peito e sonolência em excesso. Febre, aumento da tosse e do muco, além de lábios e unhas azuis são outros sintomas da doença que merecem ser investigados.

É possível e muito importante diagnosticar a doença precocemente. Ao se deparar com um ou mais sintomas da doença, procure um médico especialista. Sem o tratamento adequado, a DPOC pode se agravar e trazer grandes prejuízos para a qualidade de vida.

Como funciona o diagnóstico

“Indivíduos expostos a fumaças nocivas e fumantes há mais de dez anos que apresentam pigarro, mesmo sem cansaço ou falta de ar significativos, devem realizar um exame de imagem do tórax e espirometria”, afirma o pneumologista Ciro Kirchenchtejn. A espirometria mede a quantidade de ar que o paciente consegue inspirar e também a velocidade com que o ar circula no sistema respiratório.

Esses dois exames são capazes de detectar alterações no corpo causadas pelo tabagismo. Feito o diagnóstico, é importante que o paciente promova mudanças em sua vida, já que alguns fatores podem piorar o quadro de saúde, como explica Kirchenchtejn. “O principal é continuar a fumar. Até os fumantes passivos têm risco aumentado de desenvolver ou piorar a DPOC. O aumento do trânsito e da poluição também contribuem para aumentar a incidência.”

Dr. Ciro Kirchenchtejn é pneumologista formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e atua no Hospital Alemão Oswaldo Cruz em São Paulo. CRM-SP 50579

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

17 comentários para "É possível diagnosticar a DPOC em seus estágios iniciais?"

Beatriz

Infelizmente sou tabagista aliás estou em luta contra este mal,a única coisa que não tenho são as pontas do dedo azul, adorei a reportagem, gostaria de ler mais a respeito.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Beatriz, o tabagismo pode trazer diversos malefícios a sua saúde, para quem tem doenças respiratórias pode ser ainda mais prejudicial. Temos mais uma matéria que pode trazer novos conhecimentos sobre o tema abordado. Confira no link abaixo. Abraços.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/asma-e-bronquite/papel-corticoides-dpoc

Francisca Alves Pereira Carlos

Como posso fazer acompanhamento, de pessoas que desejam parar de fumar?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Francisca, busque ajuda de um médico para que ele possa indicar o tratamento mais adequado ou algum programa contra o tabagismo. Abraços.

gloria raiol

Sou fumante passiva. Quais exames tenho q fazer???

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Gloria, para se manter uma boa saúde é indispensável exames de rotina. Procure seu pneumologista para que ele possa indicar os exames necessários. Até logo.

Rita helena nogueira da silva

Tenho dpoc to com muita secreçao n tenho saido de casa.Fui em varios pneumologistAs só receitam bombinha Que devo fazer pra acabar comtanta secreçao

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rita, o mais aconselhável sem duvidas é sempre seguir o tratamento indicado pelo médico. Dessa forma pode-se combater a doença amenizando os sintomas e trazendo maior qualidade de vida. Abraços.

Sou fumante não consigo parar sinto umas dores nas costa o que serar.

Jovita

Sou fumante. Parei 6 anos e voltei… Parei 3 anos e voltei… Parei 2.3 meses e voltei e agora não consigo me livrar. Estou com boa parte desses sintomas. Marquei pneumologista e estou aguardando a consulta. Pela primeira vez estou preocupada acho que estou com enfisema.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Jovita, não é de hoje que as principais organizações de saúde ao redor do mundo alertam para os riscos que o cigarro traz ao corpo, não só piorando mas também causando doenças, como câncer de pulmão, laringe e faringe; hipertensão arterial e até mesmo contribuindo para o desenvolvimento da osteoporose. O enfisema pulmonar é outro problema que resulta do tabagismo e faz parte de um grupo de doenças chamado de DPOC. de acordo com o Dr. Ciro Kirchenchtejn o principal tratamento é parar de agredir o pulmão com o cigarro. Mas, hoje temos vários medicamentos e cuidados que prolongam e dão qualidade de vida aos portadores de enfisema. Até logo.

Sandra Francisca Alves

Retirei um câncer de mama a seis meses, fiz radioterapia,agora faço acompanhamento e tomo anastrazol diariamente. Anteriormente ao diagnóstico, fiz um exame que deu dpoc e enfizema, uma pergunta será que a radioterapia eliminou esses problemas?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Sandra, a enfisema pulmonar e o dpoc são doenças cronicas, e é muito importante buscar ajuda de um pneumologista para que seja verificado o quadro atual da doença e iniciar o tratamento mais adequado. Até logo.

Maria Ruth Gomes de Jesus.

Estou chiando como se tivesse bronquite, só quando estou deitado, de madrugada e isso está me incomodando muito, o que pode estar acontecendo?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Maria, Para que seja identificado a causa do sintomas é necessário a busca por pneumologista para que diante de exames seja identificado a causa e o tratamento mais adequado para você. Até breve.

celia saad

Tds nós tabagistas sofremos esses sintomas e nunca nos empenhamos a parar com esse vicio …é terrivel …pelo menos devemos nos conscientizar …o qto amamos viver

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Celia, conforme informado pelo Dr. Ramiro Sienra o cigarro é uma das maiores causas para o desenvolvimento do problema. O principal fator de risco é o tabagismo. Outros fatores de risco, mas menos importantes, são morar em casas com fogão à lenha e trabalhar em ambientes com queima de materiais orgânicos. A exposição à fumaça e a outras substâncias tóxicas inflama as estruturas do sistema respiratório e dá início à doença. Confira mais uma matéria sobre a doença no link abaixo. Até breve.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/asma-e-bronquite/dpoc-irreversivel-doenca-pode-controlada

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.