Por que pessoas com DPOC tendem a desenvolver tosse crônica?


  • +A
  • -A
Imagem do post Por que pessoas com DPOC tendem a desenvolver tosse crônica?

DPOC é a sigla utilizada para abreviar doença pulmonar obstrutiva crônica, um problema respiratório que inclui o enfisema e a bronquite crônica. Ela prejudica a saúde do corpo gradativamente, afetando os alvéolos, os brônquios e diminuindo a capacidade de respirar.

A tosse crônica

Junto com a falta de ar, a tosse crônica é um dos principais sintomas da DPOC. “A tosse é consequência da inflamação dos brônquios desencadeada pelas inúmeras substâncias tóxicas presentes na fumaça do cigarro”, explica o pneumologista Rodrigo Athanazio. Outras substâncias presentes no ar também podem desencadear a inflamação.

A inflamação dos brônquios e dos alvéolos são as consequências da doença para o sistema respiratório. Eles se tornam estreitos e acabam dificultando tanto a inspiração quanto a expiração, fazendo com que o ar fique preso nos pulmões e exigindo um esforço muito maior para a respiração.

Os sintomas da DPOC

O Dr. Athanazio afirma que todo paciente acima dos 40 anos e tabagista deve realizar um exame, chamado de espirometria, para avaliar a presença de DPOC. “O paciente se queixa de tosse crônica e falta de ar. O pigarro matinal também é um sintoma muito comum. A falta de ar se apresenta, inicialmente, somente aos grandes esforços”, diz o pneumologista. Entretanto, sem tratamento adequado, a falta de ar pode piorar e impedir que o indivíduo realize simples atividades do dia a dia.

Além da interrupção do tabagismo e do fim da exposição a substâncias irritáveis em casa ou no trabalho, o uso de medicamentos é importante para controlar a tosse: “Os broncodilatadores são parte essencial desse tratamento. Existem diversos medicamentos disponíveis em variados mecanismos de uso, como bombinhas e pó seco. Além disso, os anti-inflamatórios também podem ser usados por via oral ou inalatória”, conta o médico. É fundamental se consultar com um médico para avaliar as melhores combinações de acordo com o caso.

Dr. Rodrigo Abensur Athanazio é formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutorado em Pneumologia pela Universidade de São Paulo (USP). CRM-SP: 122658

TAGS
dpoc
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

5 comentários para "Por que pessoas com DPOC tendem a desenvolver tosse crônica?"

Dirce dos Santos

Sou fumante ! Há uns 08 anos sinto cancasso para caminhar pequenas subidas , coração acelera , já disse ao médico que isso ocorre quando como QQ coisa enlatados ou empacotados , pão de forma , pão bisnaga , massa de tomate , enfim tudo que estiver com conservante me da falta de ar , secreção nós brônquios e coração acelerado , só como arroz , frango , temperos naturais , até o óleo de soja me da falta de ar , passei a usar óleo de girassol , milho , canola , aí fico bem , não sinto nada , mas QQ deslise com alimentos passo mal .

Isaura alves

Em 2013 apresentou no meu pulmão atelectasias, fiz uma tomografia, uma cintilografia e não acusou nada. O pneumonia disse que não sabia a causa. Foram-se passando os dias e sumiu as atelectasias. Disse que poderia ser um nervo causando dor muscular ou mesmo da idade. A verdade é que agora voltou a atelectasia e ele pediu pra fazer novamente a tomografia. Puxa já fiz uma vez, não acusou nada e agora vou ganhar uma irradiação sem necessidades. Sinto o mesmo sintoma de 2013. Fico cansada as vezes não é sempre. Não é falta de ar, um cansaço como se eu tivesse corrido. Às vezes ando o dia inteiro e não sinto nada. Gostaria de saber qual a causa dessa atelectasia e sem algum risco? Obg

José peessoa

Suores e arrepios são sintomas

Edina

Não sou fumante , mas meu esposo é ele fuma fora de casa lava as mãos pra que eu não sinta o cheiro, procuro ficar o mais longe possível dele, mas eu sempre tive problemas respiratórios apartir dos 12 anos de idade mais ou menos quando tive pneumonia é água no pulmão apartir daí tenho falta de ar, durmo com dois travesseiros, fiz um tratamento longo com alergologista e peneumologista fiquei bem por um bom tempo só que agora aos 48 anos tenho piorado muito , não posso com cheiro de nada qualquer gripinha que me desencadeia crises terríveis, chiado , tosses constante fui no posto de saúde me receita prendisona a estou enjoada de tomar e não obter resultados….

Cuidados Pela Vida

Olá Edina, para quem sofre com problemas respiratórios é importante manter uma rotina de exames médicos e, principalmente, seguir o tratamento recomendado.
Abraços

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.