Nova pessoa! Assistente contábil alivia décadas de asma com exercícios físicos


  • +A
  • -A

Ver uma criança doente dá uma peninha, não é? Agora, imagine sofrer todos os dias com uma bronquite alérgica, que é uma doença respiratória crônica e atrapalha muito a qualidade de vida das pessoas? Não é fácil conviver com esse problema, ainda mais na infância. Isso aconteceu com Dilma A. Cunha, que felizmente, deu a volta por cima e hoje, aos 46 anos de idade, vive muito melhor.

Problemas respiratórios geraram visitas recorrentes ao pronto-socorro

 

Os problemas respiratórias de Dilma começaram a se agravar aos sete anos. Foi a partir daí que ela viu a infância e adolescência ficarem comprometidas. “Eu ficava mais internada do que em casa. Sentia falta de ar, era uma sensação horrível”, lembra a paulista, que contou ao Cuidados Pela Vida que precisava ir toda semana ao hospital para tomar inalação e injeção na veia para amenizar as crises.

Com as visitas ao pronto-socorro frequentes, Dilma cresceu com o problema, mas nunca procurou uma forma eficaz de tratamento para a bronquite. Até que, já com 36 anos, descobriu que tinha diabetes e, com o alerta de alguns médicos, se viu na necessidade de perder peso. Foi aí que surgiu a busca por uma atividade física.

“Comecei a praticar a corrida de rua. Melhorou tudo! Meu condicionamento físico, diabetes e colesterol foram reduzidos”, afirma a assistente contábil, que, não satisfeita, preencheu seu dia a dia com outras atividades. “Hoje pratico exercícios todos os dias na academia, como jump, dança, musculação, em um período de três horas. À noite, três vezes durante a semana, faço exercícios funcionais e corrida no Ibirapuera”, conta.

A atividade física é uma parte importante no tratamento de doenças respiratórias. “A melhora do condicionamento físico está relacionada à melhora no metabolismo do corpo como um todo”, afirma o pneumologista Dr. Rodrigo Abensur Athanazio. “Estudos desenvolvidos na própria Universidade de São Paulo (USP) demonstraram que pacientes asmáticos que fazem atividade física regular apresentam redução do processo inflamatório relacionado à asma, associado à redução dos sintomas respiratórios e menor necessidade de remédios para seu controle”.

Vida nova, fôlego renovado

 

Hoje, com uma “disposição incrível” e totalmente satisfeita com a vida nova, Dilma celebra sua nova fase, deixando para trás o sedentarismo, os problemas de saúde e alertando as pessoas que lutam contra a bronquite a mudarem seus hábitos. “Não conseguia subir uma escada, nem correr. Qualquer esforço já sentia falta de ar e fiquei muitas noites sem dormir. Mas perdi peso e isso me ajudou em tudo atualmente, sou uma nova pessoa. Se eu tivesse escutado os médicos desde o início, não teria sofrido tanto. Graças a Deus e muita força de vontade, mandei todas as doenças para o espaço!”, comemora.

Dr. Rodrigo Abensur Athanazio é formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e doutorado em Pneumologia pela Universidade de São Paulo (USP). CRM-SP: 122658

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
asma
respiracao
superacao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

12 comentários para "Nova pessoa! Assistente contábil alivia décadas de asma com exercícios físicos"

Rogerio Nunes

Boa noite essas informacoes ajudam muito eu tenho asma e achava que nao poderia fazer exercicio para nao piorar .

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rogério. Ficamos felizes em poder ajudar. Temos uma matéria que aborda informações sobre as atividades físicas mais adequadas para quem possui essa patologia. Clique no link abaixo e confira. Abraços.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/asma-e-bronquite/exercicios-internos-externos-asma

Zair

Bom dia!Por favor, qual melhor exercício para quem tem DPOC?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Zair. Para a indicação das atividades físicas mais adequadas para você, é necessário uma consulta presencial com o especialista, pois cada paciente possui sua particularidade e deve ser orientado de forma individual pelo médico. Abraços.

Leila

Tenho asma , DPOC preciso fazer uma função pulmonar pra saber como está meu pulmão mas não consigo não faço nem um exercício pois né canso com facilidade até mesmo pra andar como devo agir pois n é fácil si não sinto canceira se estou parada😔😞

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Leila. Antes de inciar qualquer atividade física é crucial para sua saúde buscar orientação com o especialista. Diante de uma consulta presencial será possível indicar o tratamento mais eficaz, e as atividades mais adequadas para você. Até breve.

SONIA

QUEM TEM BRONQUITE PODE TOMAR A VACINA DA FEBRE AMARELA? UNS DIZ QUE PODE OUTROS Q NÃO . PRECISO DE AJUDA.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Sonia. É recomendado conversar com seu médico, para que ele possa lhe tirar essa dúvida. É importantíssimo lembrar que nenhum paciente deve suspender o tratamento sem a recomendação explícita e o acompanhamento médico. Até logo.

Rubens Evaldo Kolbe

Olá, estou praticando caminhadas e um pouco de exercícios leves de musculação, mas sem orientação profissional, por conta mesmo, percebi que realmente existe uma melhora na respiração, porém sem o Foraseg 400 ao menos uma vez ao dia e pela manhã eu não tenho resultados positivos em qualquer momento do dia, exceto quando estou dormindo. Valeu.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rubens. Agradecemos por compartilhar seu relato. É importante para sua saúde conversar com seu médico antes de iniciar qualquer atividade. Diante de uma consulta presencial será avaliado sua condição clínica e física e assim será indicado os exercícios mais adequados para você. Até breve.

Fátima de Jesus Oliveira

Boa noite!Tenho sinusite e não sei se tenho asma. Todos os médicos me perguntam se tenho asma. Sei que o meu problema respiratório se agravou por causa do meu marido que fuma. Nunca fumei mas sou passiva. Mesmo pedindo para ele ir para bem longe de mim, ele sempre acende o cigarro perto de mim e depois sai. Durmo sentada pois me sinto melhor e as vezes tenho muita dificuldade de encher meu pulmão. Tenho um muco que não me deixa e é ele que me prejudica. Já fui ao alergista, ao pneumologista e ao cardiologista. A medicação me alivia mas quando paro um mês depois volta tudo. Faço exercícios físicos, não sou sedentária e estou sempre ativa. Quando canso de dormir sentadada e deito de barriga para cima acordo com o muco que não me deixa respirar mas depois vou melhorando. Me sinto muito cansada. Tenho 66 anos.

Gil Abreu

Tenho bronquite desde os 3 anos e como a Dilma, passei infância e adolescência dentro de um hospital. Entrei no mundo da corrida há 2 anos e realmente senti uma melhora significativa com as crises. Faço uso do alenia, mas estou tão bem, que às vezes, até esqueço de tomar por vários dias kkkkViva à atividade física.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.