Nebulização: entenda o auxílio ao tratamento de problemas respiratórios


  • +A
  • -A

Se você tem asma ou conhece qualquer outra pessoa que sofre com alergias respiratórias, com certeza já ouviu falar sobre a nebulização, uma forma muito útil de auxiliar no tratamento de tais complicações. Vamos entender como essa prática pode ajudar a melhorar a qualidade de vida dos pacientes?

O que é a nebulização?

O objetivo da nebulização é desentupir as vias respiratórias, transmitindo uma sensação de prazer e alívio ao paciente que tenta voltar a respirar normalmente. Ela é indicada para as doenças que acometem, principalmente, as vias aéreas inferiores, como asma e bronquite, tanto agudas como crônicas. “A nebulização atua levando a solução administrada ao trato respiratório. Como, frequentemente, essa solução inclui medicamentos, como corticoides e broncodilatadores, permite-se melhor controle de problemas respiratórios diretamente no sistema acometido”, explica o Dr. Marcelo Vivolo Aun, membro da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai).

O procedimento tem ação rápida e menor ocorrência de efeitos adversos do que medicações de mesmos grupos por via oral ou injetável. A posologia deve ser orientada por um médico especialista, pois varia de acordo com as substâncias utilizadas.

Além da nebulização

O tratamento de problemas respiratórios de vias aéreas inferiores também pode ser feito com spray ou pó seco. Já em vias superiores, como o nariz, a nebulização tem pouco efeito, pois a maior parte da solução utilizada entra pela boca. A melhor saída nesses casos são as medicações de aplicação intranasal, que são mais eficazes e seguras.

Nebulização em crianças

Há vantagens e desvantagens quando a nebulização é utilizada em crianças. O ponto positivo nos pequenos é que não há uma necessidade de técnica apurada, como “prender o ar”, por exemplo, e ela pode ser feita durante o sono. “Porém, como costuma demorar mais de dez minutos, pode ser difícil manter a criança quieta e colaborando por todo esse tempo. Assim, às vezes, essa técnica é difícil nos pequenos”, contrapõe o alergista.

Dr. Marcelo Vivolo Aun é alergista, imunologista, graduado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e membro da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai). CRM: 117190

TAGS
alergias-respiratorias
asma
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Nebulização: entenda o auxílio ao tratamento de problemas respiratórios"

Julia Palmarin

O que pode administrado na nebulização de bebês de 4 meses além de soro fisiológico?Parece não fazer efeito.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Julia, recomendamos que você leve seu bebê para uma consulta com o pediatra para que ele possa te orientar, pois posologias variam de acordo com as substâncias utilizadas para cada caso específico. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.