O médico pode mudar a dosagem do medicamento para asma? Por que?


  • +A
  • -A

A asma é uma doença cuja intensidade pode variar ao longo do tempo, visto que seus sintomas tendem a piorar quando o paciente é exposto aos agentes desencadeadores das crises, como poeira, fumaça e pelos de animais. Sendo assim, para responder a alterações no grau dos sintomas, o médico pode mudar a dosagem do medicamento utilizado no tratamento.

“O tratamento da asma é dividido em etapas. Quando há maior gravidade, associam-se novos medicamentos. Conforme a doença é controlada, reduzem-se as doses e o número de medicações utilizadas”, afirma o pneumologista Mauro Gomes. É importante ressaltar que essas mudanças nos medicamentos devem ser sempre indicadas por um especialista.

Mudanças no tratamento medicamentoso da asma

Independentemente das alterações na dosagem dos medicamentos, é fundamental que o tratamento se mantenha constante, já que a asma é uma doença crônica, ou seja, que exige cuidados para o resto da vida. “As mudanças quanto aos remédios são realizadas para o melhor controle da doença. Portanto, são necessárias”, afirma o pneumologista.

Um dos períodos em que as crises de asma aumentam é o inverno. O frio e o fato das pessoas ficarem mais em locais fechados, em maior contato com os gatilhos da doença, estimulam a piora dos sintomas. Nessa época, é comum que os pneumologistas mudem a medicação dos pacientes, acrescentando remédios e/ou aumentando as doses.

Principal remédio no tratamento da asma

Os principais remédios para o tratamento da asma são os corticoides, que agem como anti-inflamatórios, associados ou não aos broncodilatadores, administrados por vias inalatórias. Vale destacar que a asma consiste na inflamação das vias aéreas e, por isso, esse tipo de remédio é tão importante. Nos períodos em que as crises não se fazem presentes e os sintomas se encontram controlados, as doses desses medicamentos podem diminuir ou até mesmo ser momentaneamente suspensas, dependendo da avaliação clínica.  

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Mauro Gomes

Dr. Mauro Gomes

Pneumologia

CRM: 59917 / SP

TAGS
asma
respiracao
tratamento

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

8 comentários para "O médico pode mudar a dosagem do medicamento para asma? Por que?"

Maria Zilmar de sousa

Tenho bronquite crônica uso 3tipos de bombinha a quatro meses não tenho melhoras sempre fica voltando as crises vivo no pneumologista não sei mais o que fazer

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Maria, é muito importante que você comunique seu médico que a utilização das medicações indicadas não estão surtindo o efeito desejado, para que se possa adequar o tratamento e verificar a possibilidade de tratamentos alternativos. Temos uma matéria que poderá te auxiliar com mais informações. Clique no link abaixo e confira. Até a próxima.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/asma-e-bronquite/bronquite-causas-sintomas-tratamento

ODAIR JOSE DE SOUZA

Sempre estou com os peitos cheios de catarros meio amarelado, em 1971 sofri uma pneumonia e deu uma mancha no pulmão, fiz o tratamentos por 6 meses e nunca mais tive problema, agora já tem um mês que tomo o Muscosolvan, foi receita medica mas continua os peitos cheios.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Odair, converse com seu médico sobre os sintomas para que ele possa indicar o tratamento mais adequado para você. O pneumologista é o profissional mais indicado que poderá te auxiliar. Abraços.

Ester Acácio Nunes RIbeiro

Oi.Eu e meus filhos somos portadores de asma alérgica. .eu sou portadora de cardite reumática e uso válvula biológicas. .mais velho desenvolveu renite. O menor foi mais grave com crises intensas fez acompanhamento c pneumo.e otorrino vai retirar as amígdalas. Tem de estômago devido ao refluxo durante as crises. Hoje ele tem 9 anos cursa o 5 ano. As crises cada vez mais esparsas. Mas eu faço revisão no seu tratamento e de olho nas novidade. Otimo

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Ester, realizar o acompanhamento médico seguindo o tratamento indicado são fatores cruciais para amenizar os sintomas da doença e trazer grande melhora na qualidade de vida do paciente. Realizar revisões rotineiras e exames de prevenção também é muito importante. Continue por aqui para acompanhar mais matérias como essa, com dicas de saúde e informações sobre doenças e tratamentos. Desejamos sucesso no tratamento dos seus filhos. Até breve.

dorival ria

tenho 69 anos, sou portador de asma alérgica há aproximadamente 6 anos, pergunto se há tratamento alternativo(homeopático, outros)

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Dorival, fazer o tratamento da asma conforme as orientações médicas é a melhor maneira de controlar os sintomas e evitar as crises da doença. Uma das medidas mais recomendadas é o uso de medicamentos. Além disso, algumas atitudes adotadas no dia a dia podem complementar o tratamento. Clique no link abaixo e confira. Até logo.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/asma-e-bronquite/complementar-tratamento-para-asma

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.