Mal da montanha: por que brasileiros sofrem ao jogar futebol na altitude?


  • +A
  • -A

O mal da montanha é uma condição que se origina quando pessoas ambientadas ao nível do mar se expõem a grandes altitudes. É muito comum ver esse tipo de situação no futebol profissional, especialmente quando atletas de equipes brasileiras vão até países como Bolívia e Equador para disputar partidas. Por si só a mudança de altitude já é suficiente para gerar sintomas incômodos. Com o exercício físico esgotante, esses sinais tendem a piorar.   

Entendendo a altitude


Os atletas brasileiros costumam sofrer ao jogar futebol na altitude porque não têm o hábito de se exercitarem em alta intensidade nas montanhas com mais de 2 mil metros de altitude, que é a altura em que o ar começa a ficar significativamente mais rarefeito, com pressão parcial de oxigênio 25% mais baixa em relação ao nível do mar”, explica o Dr. João Felipe Franca.

Quanto maior a altitude, menor é a pressão atmosférica e, com isso, menor é a quantidade de moléculas de oxigênio no ar, o qual vai ficando cada vez mais rarefeito. Isso causa um impacto no corpo que resulta em alguns sintomas. A manifestação destes varia de pessoa para pessoa e costuma começar em altitude moderada (a partir de 2.400 metros).

Sintomas do mal da montanha


“A doença da altitude ou mal da montanha é caracterizada por cefaleia (dor de cabeça), dormência de extremidades (sintomas leves), falta de ar ou tontura (sintomas moderados) e até mesmo desmaios, confusão mental e morte (sintoma grave). Esses sintomas mais graves ocorrem porque a pressão atmosférica mais baixa faz com que haja edema intersticial, principalmente pulmonar e cerebral”, explica o médico especialista em exercício e esporte.

A ocorrência desses sintomas depende, além da altitude, da velocidade da subida. Por isso, para que o incômodo seja prevenido, recomenda-se que a ascensão seja feita lentamente, com paradas ao longo do caminho que ajudem no processo de adaptação do corpo à nova altitude. Muitas equipes, inclusive, procuram chegar dias antes ao local do jogo para que haja essa adaptação.

Bom condicionamento físico ajuda a evitar riscos do mal da montanha


O bom condicionamento físico dos atletas é um fator importante para encarar bem a altitude, mas isso não significa que eles estão isentos dos sintomas, especialmente quando a altitude for muito grande. Mesmo assim, os maiores riscos estão mais associados a pessoas em condições opostas. “Praticar esportes em grandes altitudes pode ser perigoso para brasileiros cardiopatas e pneumopatas ou mesmo sedentários, mal condicionados”.  

 

 

Foto: Pexels

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. João Felipe Franca

Dr. João Felipe Franca

Medicina Esportiva

CRM: 5276659-3 / RJ

TAGS
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

4 comentários para "Mal da montanha: por que brasileiros sofrem ao jogar futebol na altitude?"

Robson Nascimento

Como a atitude favorece eventos de curta duração (provas de velocidade, lançamentos e arremessos, etc.) e faz a bola viajar uma distancia maior, que ao nível do mar? Obrigado!

paralelepipedo

oi

Tarciane

Está otimo

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Tarciane. Ficamos felizes em saber que agradamos! Continue conosco. Abraços!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.