Falta de ar: saiba como melhorar a qualidade de vida de pacientes com DPOC


  • +A
  • -A

A doença pulmonar obstrutiva crônica, conhecida pela sigla DPOC, é, na verdade, um conjunto de doenças que engloba o enfisema e a bronquite crônica. Ela provoca o estreitamento das vias aéreas e bloqueia a passagem do ar para os pulmões, tendo como principal sintoma, a falta de ar.

Abandone o cigarro

A maior parte dos casos de DPOC é causada pela irritação do sistema respiratório ao entrar em contato com as substâncias presentes no cigarro. O fim do consumo de cigarros torna-se, portanto, a principal medida em busca de uma vida melhor. “Para impedir a progressão da doença, que leva à incapacidade, à aposentadoria precoce e à morte, é fundamental parar de fumar”, afirma o pneumologista Ciro Kirchenchtejn.

Realizar atividades simples do dia a dia pode ser difícil para um paciente com DPOC, que logo se sente cansado e com falta de ar. É importante ficar em repouso antes de fazer uma tarefa e procurar não gastar muita energia. Para isso, você pode optar por tomar banho, se secar, se vestir e escovar dentes sentado.

Dicas para o dia a dia

Caso você more em uma casa de dois andares ou em um prédio sem elevador, subir as escadas pode dar trabalho. É recomendado instalar corrimãos e procurar utilizar lentamente as escadas. Pacientes idosos devem estar acompanhados para tais atividades. Ao sair de casa, leve medicamentos broncodilatadores de curta ação, dependendo da gravidade da DPOC.

O pneumologista Kirchenchtejn aconselha se manter sempre vacinado contra a gripe. “Evitam-se exacerbações da doença com a vacinação em dia. Além disso, existe um grande arsenal de medicamentos para estabilizar e aliviar os sintomas”, explica. O médico ainda afirma que nos casos mais graves, a doença pode requerer broncoscopia, cirurgia e até transplante de pulmão.

Dr. Ciro Kirchenchtejn é pneumologista formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e atua no Hospital Alemão Oswaldo Cruz em São Paulo. CRM-SP 50579.

TAGS
dpoc

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Falta de ar: saiba como melhorar a qualidade de vida de pacientes com DPOC"

Maria Aparecida M.da Silveira

Artigo perfeito tenho todos esses sintomas e mantenho minhas vacinas em dia.

Adriana Maria da silva

É muito ruim ta com falta de ar parece que vou morrer

paulo roberto magalhaes

sou portador de dpoc,a muitos anos com piora em 31/12/2015,quando tive a 5 pneumonia,e foi neste dia que deixei de fumar ,passei muito mal ,sendo atendido na upa da engenho de dentro muito bem tratado,faço tratamento no hospital do fundao,sou medicado com:foraseq 12mcgx400mcg,duovent-n,aerolin spray,bamifix 300mg,mas mesmo uzando tais medicamentos ,sinto muita falta dear ,ando 5m no maximo tenho que sentar para melhorar ,so me sinto bem se assim posso dizer sentado ou deitado ,ai nao sinto falta de ar nenhuma ,tem horas de falta de ar que da vontade de tirar a vida,atualmente me sinto como um inutil,nao posso fazer nada ,somente ficar sentado ou deitado ,nao posso fazer relaçao sexual .andar ,nada ,que fico com muita falta de ar ,tive lendo sobre valvulas bronquicas para melhorar a respiraçao ,mas nao tem aqui no rj ,so em s,paulo ,minas ,ceara ou rio grande do sul ,agradeço a vossa atençao.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.