DPOC: O paciente pode ter enfisema e bronquite crônica ao mesmo tempo?


  • +A
  • -A

A DPOC, sigla para doença pulmonar obstrutiva crônica, é um conjunto de problemas respiratórios que costuma afetar pessoas com mais de 45 anos de idade. Entre eles, os mais comuns são o enfisema pulmonar e a bronquite crônica. De acordo com o pneumologista Franco Martins, as duas condições podem atingir um paciente ao mesmo tempo.

Confira os sintomas da bronquite e do enfisema


“Ambos os acometimentos fazem parte da mesma doença, a DPOC. Porém, alguns pacientes apresentam mais um padrão que o outro. No enfisema, observamos mais
falta de ar e emagrecimento. Já na bronquite crônica, vemos pacientes com mais expectoração, catarro e tosse, além de maior tendência a ter sobrepeso e obesidade”, afirma o médico.

O enfisema e a bronquite crônica são doenças que desencadeiam um processo inflamatório nos pulmões e nos brônquios devido ao contato com substâncias tóxicas, como a fumaça do cigarro e a poluição ambiental. Como consequência, os tecidos pulmonares são destruídos, o que atrapalha gravemente as trocas gasosas e a respiração.

Como é o feito o tratamento da DPOC?


Segundo o médico, o tratamento não é mais fácil ou difícil pela presença das duas doenças, mas sim, por outros problemas de saúde e pela condição pulmonar de cada paciente. A principal medida para combater a DPOC é se afastar de sua principal causa: o cigarro. Caso o portador opte por continuar a fumar, a tendência é que a doença se agrave.

O uso de medicamentos é importante para aliviar os sintomas. Com este objetivo, são recomendados os broncodilatadores de longa duração, assim como corticosteroides inalatórios e anti-inflamatórios. O especialista aconselha também a se vacinar contra a pneumonia e a fazer fisioterapia respiratória.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Franco Martins

Dr. Franco Martins

Medicina do Sono

CRM: 138476 / SP

TAGS
cigarro
dpoc
respiracao
tosse

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

4 comentários para "DPOC: O paciente pode ter enfisema e bronquite crônica ao mesmo tempo?"

Lilian Mitsuko Urahata

Bom dia,Ano passado, aos 37 anos fui diagnosticada com DPOC. No meu caso, tanto o enfisema quanto a bronquite crônica estavam latentes a ponto de eu não conseguir nem trocar de roupa ou subir escadas. Também emagreci quase 10 kg em 40 dias. Fiz a espirometria e uma tomografia para um diagnostico mais preciso. Durante as crises, eu não conseguia nem falar normalmente devido a falta de ar. Fiz tratamento com corticóides inalatório e nas crises também tinha que utilizar a bombinha. O pneumologista me falou que tenho uma pré disposição genética, mesmo eu sendo tabagista, pois a quantidade de cigarros que eu fumava (10/dia) e o tempo que fumava (10 anos) era pouco para desencadear as crises. Este ano, mais precisamente agora que está mais friozinho, percebi que comecei a ter novamente algumas dificuldades como um cansaço ao caminhar e um pouco de falta de ar. Minha dúvida é: no outono ou inverno é mais propício para desencadear as crises? Vou marcar uma consulta com o pneumologista para saber se houve algum avanço da doença, visto que continuo fumando, mesmo em menor quantidade.Tenho consciência que preciso parar de fumar definitivamente.Desde já agradeço

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Lilian. Nas estações mais frias há um aumento considerável de doenças respiratórias, inflamatórias e alérgicas, e os casos de adoecimento estão ligados, sobretudo, a fatores climáticos, pois em todo território brasileiro a temperatura do ar diminui, há pouca umidade atmosférica e, altos níveis de poluição no ar, fatores que contribuem para prejudicar a respiração.Para cuidar da saúde respiratória, é importante lembrar de cuidados simples como: Evitar lugares com aglomeração de pessoas; Manter o tratamento de doenças respiratórias em dia; Manter uma alimentação equilibrada; Evitar exposição excessiva a poluentes; Favorecer a umidade do ar com o uso de umidificadores e/ou baldes com água espalhados pelo ambiente; Hidratar-se constantemente. Desejamos sucesso no seu tratamento!

Gilberto Martins Branco

Sou portador de enfisema pulmonar grave e procuro sempre estar descobrindo novidades

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Gilberto. Agradecemos o seu comentário! Continue conosco para mais matérias como essa. Abraços!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.