De que forma o tabagismo contribui para o desenvolvimento da DPOC?

  • +A
  • -A

O cigarro é apontado como o principal fator para a ocorrência da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), pois sua fumaça provoca a obstrução da passagem do ar pelos pulmões. Sendo assim, parar de fumar é considerado crucial tanto para a prevenção quanto para o tratamento do quadro.

Cigarro e demais fatores de risco da DPOC

“O cigarro leva a uma inflamação crônica dos brônquios (bronquite crônica) e uma destruição dos alvéolos – que são as células que formam os pulmões – originando o enfisema pulmonar”, informa o pneumologista Mauro Gomes. Vale destacar que a doença se instala depois que há um caso persistente de bronquite ou enfisema pulmonar.

Além do cigarro, a exposição a fumaças, poluição e queima da lenha (fogão à lenha e lareiras) pode também levar à doença. Os sintomas mais marcantes da DPOC são falta de ar, fadiga, tosse, pigarro e catarro em excesso. Estes serão fundamentais no diagnóstico, o qual deve ser realizado o quanto antes para que se possa iniciar logo o tratamento, aumentando, assim, as chances de recuperação.

Tratamento da DPOC

A DPOC não tem cura, mas seus sintomas têm tratamento. O primeiro e principal passo é parar de fumar. Hábitos saudáveis de vida, como alimentação balanceada e prática regular de atividades físicas ajudam a controlar os sintomas. Os medicamentos, no entanto, são os protagonistas no tratamento, atuando também no alívio dos sintomas e na estabilização do quadro como um todo

“Os principais medicamentos são os chamados broncodilatadores, que aumentam o diâmetro dos brônquios e facilitam a passagem do ar. Isso alivia a sensação de falta de ar e melhora a capacidade de realizar as atividades diárias. Pacientes em fases mais avançadas podem precisar do uso contínuo de oxigênio para repor os baixos níveis no sangue”, completa Gomes. O uso de corticoides por via inalatória também é uma parte importante do tratamento e contribui para a redução da inflamação nos brônquios, mantendo os sintomas sob controle e reduzindo a quantidade e intensidade de crises.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Mauro Gomes

Dr. Mauro Gomes

Pneumologia

CRM: 59917 / SP

TAGS
cigarro
dpoc
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

10 comentários para "De que forma o tabagismo contribui para o desenvolvimento da DPOC?"

Fernando Silva do Santos

As pessoas enquanto nova por determinados, problemas, pessoais, familiares ou por achar que um (a) amigo faz uso do cigarro, é charme, é bonito, não tem noção do que o tabagismo é capaz de fazer com a sua saúde. Com o passar do tempo surge sintomas do tipo resfriado constante, mal estar, fadiga,falta de apetite entre outros fatores, tudo isso é uma constante corrida aos postos de saúde a procura de atendimento médico. É quando se torna mais difícil o tratamento da saúde do paciente, isso se da pelo quadro avançado do paciente. Tem cura! Mas se as pessoas não se policiarem no que diz respeito a parar de fumar, dificilmente terá uma boa saúde. Parece uma febre que a maioria das pessoas que fazem uso do cigarro é do sexo feminino, se eu não estiver engando, mas se fizer uma estatística terão uma resposta bem conclusiva principalmente na faixa etária entre quinze e quarenta anos de idade.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Fernando. Agradecemos por compartilhar conosco seu comentário. O tabagismo contribui para o desenvolvimento não só do DPOC mas também de varias outras patologias. Abandonar esse habito de fumar é de suma importância para melhorar a saúde de qualquer pessoa. Continue por aqui para acompanhar mais matérias como essa. Abraços.

Sebastião Resende dos Santos

De tempo em tempo ou seja umas duas vezes por ano escarro sangue e tenho constantemente muito catarro faço o uso de alenia 2 vezes por dia obrigado.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Sebastião. Agradecemos por compartilhar seu relato. É importante conversar com seu pneumologista para identificar a causa desses sintomas e assim readequar o tratamento de acordo com suas necessidades. Até a próxima.

CICERO MELGAÇO RAMOS

EU TENHO DPOC E TENHO ENORME DIFICULDADE PARA PARAR DE FUMAS. TENHO REDUZIDO A QUANTIDADE DE CIGARROS DIÁRIA. USO, DIARIAMENTE, ALENIA, SPIRYVA E AEROLIN. EXISTE ALGUM MEDICAMENTO QUE SUBSTITUA ESSES COM MAIOR EFICÁCIA?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Cicero. O cigarro é apontado como o principal fator para a ocorrência da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), pois sua fumaça provoca a obstrução da passagem do ar pelos pulmões. Sendo assim, parar de fumar é considerado crucial tanto para a prevenção quanto para o tratamento do quadro. Converse com seu médico para que ele possa reavaliar seu caso e verificar a possibilidade de indicar um novo tratamento ou readequar o tratamento atual. Até a próxima.

J.L.M

Pare de fumar enquanto vc tem ar para respirar.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá ! O tabagismo é um dos principais fatores para o desenvolvimento da doença, deixar essa pratica de lado é crucial para o tratamento da doença e prevenção. Continue nos acompanhando para receber mais informações e matérias como essa. Até breve.

WANDERLEY FARIA ARRUDA

TENHO DPOC;TOMO TODOS OS DIAS:BAMIFIX E ULTIBRO(este último um pouco caro($250,00)EXISTE OUTROS REMEDIOS MAIS FORTES E MAIS BARATO?CHÁS OU ERVAS TEM BOM RESULTADO E QUAIS CHÁS QUE É BOM(obs:raramente OU quase nada,uso AEROLIN,parei totalmente com o cigarro.abracos😎😇👍🏻

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Wanderley. Obrigado por compartilhar seu comentário conosco. Só é possível fazer a indicação dos medicamentos diante de uma consulta presencial. Seguir o tratamento indicado pelo seu médico é de suma importância para sua saúde. Continue nos acompanhando para receber mais dicas e informações como essa. Desejamos sucesso no seu tratamento. Até logo.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.