Conheça os 10 grandes mitos da asma


  • +A
  • -A

Asma é uma doença respiratória comum. Cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo convivem com ela. No Brasil, cerca de 20 milhões, sendo que 60% a 78% apresentam também rinite alérgica, conhecida como fator de risco para o desenvolvimento de 20% a 38% dos casos. Embora o número ainda seja alto, atualmente é possível observar uma queda em relação ao número de crises, fato que pode ser associado ao esclarecimento das informações em relação à asma e seu tratamento e à melhora de novos medicamentos e distribuição de remédios. Que a asma é uma doença crônica e não tem cura é uma informação conhecida, porém a importância e eficácia do tratamento adequado precisam ser enfatizadas, em todas as fases, aguda ou estável, manter as indicações do médico é essencial para uma rotina segura e saudável. Neste sentido o primeiro passo é conhecer os principais mitos para viver melhor.

1- A asma tem cura?
Asma não tem cura, tem controle. Quando controlada, a vida é normal.

2- Eu só preciso tratar a asma durante as crises?
Não. A inflamação nas vias respiratórias que está presente na asma permanece mesmo quando os sintomas não estão aparentes. Por isso, o tratamento deve ser mantido diariamente para conter o processo inflamatório. É essa inflamação que torna as vias respiratórias frágeis a vários fatores desencadeando as crises. Por isso, a importância de controlar a inflamação todos os dias.

3- Praticar natação ajuda no tratamento da asma?
É comum observar melhora da asma em crianças e adolescentes que praticam natação. O que acontece é que muitas vezes a dificuldade de correr e o esforço exigido durante a prática de exercícios aeróbicos torna a natação uma boa opção para quem tem asma. Não podemos afirmar se pelo ambiente úmido ou pela posição horizontal na água, mas a natação é considerada uma atividade benéfica.

4-Pessoas com asma tem alergia a animais de estimação?
A maioria das pessoas que tem a doença tem atopia que é uma “predisposição” para alergia. As doenças atópicas são a asma, a rinite (ou rino-conjuntivite) alérgica, e a dermatite atópica.Essa alergia pode ser desencadeada por fatores inalatórios.No caso dos cães e gatos, além do pelo ser alergênico, há a descamação da pele que prejudica ainda mais. Caso não seja possível evitar o convívio com o animal de estimação, a dica é controlar a proximidade com os bichinhos. Por exemplo, não deixá-los dormir no mesmo ambiente pode ajudar a controlar a alergia daqueles que apresentam atopia.

5- Asma passa de pai para filho?
Sim,indivíduos da mesma família tem uma chance maior de desenvolver quadros alérgicos, entre eles a asma, geralmente alguém na família tem, porém as características de cada uma são diferentes, não é igual entre todos os membros da família que tem asma. 80% das crianças terão uma melhora espontânea, geralmente entre os sete e dez anos de idade, mas quando a mãe tem a doença a chance dessa melhora ocorrer diminui.

6- Bombinha mata, vicia ou faz mal ao coração?
“Bombinha” não faz mal e não vicia. Dependência é quando doses cada vez maiores se fazem necessárias para obter o mesmo efeito. Tratando-se da asma toda vez que o medicamento for utilizado ele será eficaz. Na realidade o que muda é como está a doença, qual o nível de crise e controle. Os medicamentos inalatórios são os mais eficientes no tratamento e, seguindo as recomendações médicas, ajudam a controlar a doença, evitar crises e risco de complicações. Existe diferença na indicação, entre aquelas que proporcionam alívio imediato e as que tratam a inflamação, prevenindo as crises.

7- Corticoides inalados engordam e fazem mal?
Corticoides inalatórios também não fazem mal. Atualmente o corticoide inalatório é o tratamento que muda a vida do paciente. Não engorda, não estaciona o crescimento das crianças e não tem influencia nos olhos. E muda para melhor a vida da pessoa com a doença. De maneira inalatória é segura por conta da sua formulação em doses mínimas (microgramas). Age diretamente nos brônquios, com mínimo de circulação no resto do seu organismo. É essencial o acompanhamento médico para assegurar o tratamento regular e adequado. Seguindo as características individuais e os cuidados preventivos e medicamentos recomendados vão controlar a doença.

8- Mudar para o interior pode curar a asma?
Como vimos anteriormente a doença não tem cura. Pode haver uma melhora nos sintomas pelo distanciamento de fatores agravantes como ácaros e poluição. Porém é possível ocorrer novas alergias a plantas locais, pólens ou mofo.

9- A asma desaparece sozinha?
Não. A doença precisa de tratamento sempre. Há um alto índice de melhora entre os sete e dez anos de idade, porém a gravidade da doença é diferente para cada pessoa. Há diversos perfis, entre eles estão os pacientes que apresentam asma na infância e melhoram ou erradicam os sintomas na adolescência. Também existem aqueles com asma muito leve que ficam longos períodos de tempo sem crise.

10- Asmáticos não devem sair de casa nos dias frios?
Como falamos no início, a doença controlada é vida normal. Independente da faixa etária, crianças, adolescentes, adultos ou idosos não existe restrição. O que acontece é que muitas vezes respiramos pela boca o que pode deixar o organismo vulnerável, pois o ar não será aquecido e umidificado antes de chegar nos brônquios, como acontece pela via nasal.

Fontes
SOCIEDADE BRASILEIRA DE PNEUMOLOGIA E TISIOLOGIA DO RS. Asma. Disponível em: http://www.sptrs.org.br/index.php/publico/asma. Acesso em: 23 abril. 2015.

GLOBAL INITIATIVE FOR ASTHMA. Youcancontrolyourasthma. Disponível em: http://www.ginasthma.org/local/uploads/content/files/GINA_PatientGuide2007.pdf Acesso em: 23 abril. 2015.

REDE GLOBO TV http://globotv.globo.com/rede-globo/mais-voce/v/pneumologista-desvenda-mitos-e-verdades-sobre-a-asma/2849151/Globo TV Acesso em: 23 abril. 2015.

A imagem é do website Shutterstock.

TAGS
asma
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Conheça os 10 grandes mitos da asma"

Marisa Borges

Tenho 56anos e faço tratamento para asma a 12 anos,uso formaterol(12/400) estou bem aparentemente,mas fico sempre resfriada.Como lidar com isso?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Marisa, o paciente asmático não é mais suscetível a contrair o vírus H1N1 do que outras pessoas. Assim, a prevenção é muito importante: Lave as mãos, frequentemente, com água e sabão, permaneçer, sempre que possível, em ambientes abertos para evitar a contaminação, ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com um lenço descartável e procurar orientação médica logo que surgirem os sintomas para iniciar o tratamento o mais rapidamente possível.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.