Como é realizado o diagnóstico da asma?


  • +A
  • -A

A asma, segundo o Ministério da Saúde, é uma das doenças respiratórias mais comuns e que tende a piorar durante a manhã e à noite. O problema pode provocar crises bastante desconfortáveis nos pacientes e, para evitá-las, é importante procurar auxílio médico. Na consulta, o profissional irá fazer o diagnóstico da asma e indicar as medidas do tratamento. 

Para diagnóstico da asma, médico analisa sintomas do paciente


“O diagnóstico da asma é realizado a partir da história clínica do paciente, associada ao exame físico compatível”, afirma a pneumologista Nilva Pelegrino. O médico perguntará, por exemplo, se o paciente apresenta alguns dos sintomas típicos da doença, como
falta de ar, tosse, chiado no peito, sudorese e ansiedade.

Além disso, em alguns casos, o médico também poderá pedir a espirometria com broncodilatador. “É um exame pulmonar que mostra a presença ou ausência da obstrução das vias aéreas”, informa a profissional. Essa é uma das principais características da doença (considerada uma doença inflamatória) e que provoca a falta de ar nos asmáticos. 

O paciente deve procurar ajuda para receber o diagnóstico da asma assim que notar os primeiros sintomas da doença. “Além de facilitar o tratamento e favorecer a melhora dos sintomas e da qualidade de vida do paciente, o diagnóstico e o tratamento precoces irão interferir na evolução do problema, prevenindo complicações futuras”, lembra Nilva. 

Saiba como é feito o tratamento da asma


O tratamento da asma é feito com
medicações corticosteroides, usados pela via inalatória, endovenosa, intramuscular ou oral, e que funcionam como prevenção às crises, diminuindo o processo inflamatório das vias aéreas. Existem também os broncodilatadores, utilizados para aliviar os sintomas durante a crise de asma. Outras medidas importantes para o tratamento são a prática de exercícios físicos, a vacina da gripe, evitar o contato com a fumaça do cigarro e outras substâncias como poeira e ácaros. 

Dados do Ministério da Saúde: http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/asma

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Nilva Regina Gelamo Pelegrino

Dra. Nilva Regina Gelamo Pelegrino

Pneumologia

CRM: 88692 / SP

TAGS
asma
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Como é realizado o diagnóstico da asma?"

Beatriz de Cassia Gardino

Vou começar a fazer o uso contínuo

Katia

Meu filho de dois anos iniciou a um mês tratamento pra asma …com bombinha….mesmo assim ele vive tendo crises de tosse…e quando levo no médico e faz raio x sempre dizem que é catarro nos brônquios…isso seria consequência da asma …ou o catarro nos Brônquios constante pode ser outra coisa…a Pneumologista ainda não me disse nada

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Kátia. Segundo o Dr. Fernando Maia: “O catarro gerado por conta do estabelecimento de infecções respiratórias nada mais é do que o resultado de uma reação do organismo ao agente agressor, ou seja, as próprias infecções.” Recomendamos esta leitura com informações sobre infecções respiratórias:https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/asma-e-bronquite/por-que-infeccoes-respiratorias-catarro. Torcemos pelo sucesso no tratamento de seu filho.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.