Por que o cigarro pode causar enfisema pulmonar?


  • +A
  • -A

Não é de hoje que as principais organizações de saúde ao redor do mundo alertam para os riscos que o cigarro traz ao corpo, não só piorando mas também causando doenças, como câncer de pulmão, laringe e faringe; hipertensão arterial e até mesmo contribuindo para o desenvolvimento da osteoporose. O enfisema pulmonar é outro problema que resulta do tabagismo e faz parte de um grupo de doenças chamado de DPOC.

Enfisema provoca falta de ar e tosse com chiado

“Chamamos de DPOC, doença pulmonar obstrutiva crônica, este quadro de tosse e falta de ar provocado pela bronquite crônica e pelo enfisema pulmonar, associado a alterações no exame de espirometria“, afirma o pneumologista Ciro Kirchenchtejn. As substâncias tóxicas presentes no cigarro são as responsáveis pelo desenvolvimento do enfisema.

Ao serem inaladas, os agentes tóxicos inflamam os alvéolos pulmonares, que se tornam rígidos e aumentam de tamanho, destruindo o tecido pulmonar. Como consequência, o oxigênio não consegue entrar em contato com o sangue, prejudicando o funcionamento dos pulmões e de todo o sistema respiratório. Respiração ofegante, chiado no peito e falta de energia também são sintomas do enfisema pulmonar.

Parar de fumar evita piora do enfisema pulmonar

“O principal tratamento é parar de agredir o pulmão com o cigarro. Mas, hoje temos vários medicamentos e cuidados que prolongam e dão qualidade de vida aos portadores de enfisema”, afirma o profissional. O uso de broncodilatadores de ação prolongada, por exemplo, ajuda a aliviar os sintomas da doença.

No outono e no inverno, devido ao frio e ao acúmulo de poluentes, as crises do enfisema pulmonar podem piorar. “Vale a pena aos fumantes procurar um clínico ou pneumologista para receber orientação sobre como parar de fumar e evitar essas exacerbações”, recomenda o especialista. Além disso, é importante ficar de olho em outras doenças associadas ao tabagismo, como a doença coronariana e os diversos tipos de câncer.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Ciro Kirchenchtejn

Dr. Ciro Kirchenchtejn

Pneumologia

CRM: 50579 / SP

TAGS
cigarro
dpoc
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

16 comentários para "Por que o cigarro pode causar enfisema pulmonar?"

Rosimar Machado

Tenho 64 anos tabagista a 50 anos, ja sou portadora DPOC.Ontem dia 10 de Julho DE 2018 PAREI DE FUMAR estou sendo ajudada com palestra na Clinica da Familia em Vila Isabel (RJ) e me forneceram o bandaide de 70mg, 1 comprimido de BUP pela manhã, e um calmante a noite.Adoro fumar pode parecer ridículo mas é verdade mas preciso parar urgentemente tive uma crise de Asma fortíssima, não conseguia nem falar, tomar banho sem força alguma pensei que fosse morrer e fumando assim mesmo.Esta difícil mas vou conseguir, preciso conseguir !!!!! Os remédios são caríssimos que são ULTIBRO E OXIMAX 400.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Rosimar, obrigada por compartilhar sua história conosco! Parabéns pelo empenho na busca de uma maior qualidade de vida. Desejamos sucesso no seu tratamento. Abraços.

Tânia dos Santos

Sou fumante crônica há quarenta anos, tenho sessenta por cento do pulmão comprometido, entre outros problemas, entre várias internações, ainda continuo fumando, a médica me receito o BUP, por várias vezes, mas tenho muito medo deste medicamento, o adesivo também não resolveu, não sei mais o que fazer.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Tãnia, segue o link de uma de nossas matérias com informações para você: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/asma-e-bronquite/qual-melhor-forma-largar-cigarro
Abraços.

Affonso Neto

TB tô nessa guerra. DPOC diagnósticada, respiração curta e com chiado no peito. Outros problemas aparecendo devido ao cigarro. Já parei e já voltei muitas vezes, já usei adesivos, medicamentos, gomas de nicotina e grupos de ajuda em postos de saúde o que ainda frequento. Tenho 38 anos e não aguento mais esse vício maldito.Socorro!

Rosi santana

Fumei por 42 anos. Tenho DPOC e tb já tive trombose por conta desse maldito vício.Fiz td que se.pode fazer para largar porém acho que foi meu pensamento positivo e o medo de deixar meus filhos pequenos, que me fizeram no dia 01/10/2008 fumar meu último cigarro. Portanto vou comemorar 10 anos que um milagre se deu sobre mim.Hj vivo sem tosse nenhuma, mas por.conta da DPOC tomo seretide e spiriva que pego na farmácia de.alto custo.Não desistam pessoal, com fé e muita força de vontade todos podemos… creiam em vocês… abraco

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Rosi, obrigada por compartilhar sua história conosco! Parabéns pelo empenho na busca de uma maior qualidade de vida. Abraços.

Eliane

Fui diagnosticada com enfisema pulmonar há exatos dois meses, tenho 38 anos , descobri devido a uma pneumonia consolidada que não melhorava,fumei desde os meus 14 anos,em abril deste ano minha mãe faleceu com câncer de pulmão de pequenas células, um tipo muito avassalador e cruel, hoje completo dois meses sem fumar com ajuda de adesivos e medicamentos que ainda bem funcionaram para mim e muita força de vontade, pois é um leão que a gente derruba todo santo dia.

GILBERTO

Fumei durante 18 anos estou com 44 agora, em 2010 tive uma hemoptise e fui internado porque quando tossia saltava sangue pela boca, resultado, estava com uma grave infecção pulmonar, pequenos pontos de enfisema, e uma DPOC, parei de fumar porque a doutora disse que foi tudo por causa do cigarro, tomei uns tempos o Alenia mas depois parei porque achei que não precisava pois mesmo sendo fumante nunca tive falta de ar e trabalhava normalmente, hoje graças a Deus fiz uns exames com uma pneumologista e ela falou que meus pulmões estão bons, na época eu tinha dois vícios o cigarro e a cerveja, mas hoje estou só com a cervejinha, mas só de vez em quando, faz 8 anos que parei de fumar e não achei nada difícil, basta ter vontade.

Maria da Conceição

Olá não sou fumante mais cuido do meu pai ele tinha 80 ano fumou até os 70 ele parou de fumar mais tinha a mania decheirar o pó de fumo conclusão nunca parou a dois meses descobrir que ele estava com câncer de pulmão e já tinha se alastrado cabeça boca o corpo todo foi muito difícil receber esse diagnóstico por meu pai não quis saber foi 30 dias de muito só ferimentos mais Deus com sua infinita glória teve misericórdia dele após um mês que recebemos o diagnóstico ele veio a óbito e muito triste o fim de um fumante pare pessoal pela sua mãe seu filho por vocês mesmos pare 😔

Alessandra Anacleto

Oi, tenho 43 anos e sou fumante a 29 anos, descobri no ano passado o enfisema pulmonar, estou ainda na batalha para parar de fumar, passo até uma semana sem fumar, mas é só ficar sozinha que mesmo sem ter vontade eu fumo, faço uso de adesivos. Sei que tenho que ter força de vontade, chingo a mim mesma pela minha incompetência e por ser tão fraca. Tenho 2 filhos lindos e um marido maravilhoso, mas o cigarro é mais forte que eu. Maldito vicio

Cintia Remi

Bom dia colegas!Situação muito triste essa nossa, os fumantes! Somos “mal vistos” pela sociedade, frequentemente alguém fala sobre os malefícios do cigarro (como se o fumante não soubesse), e ainda tem aqueles que dizem que é só ter vontade, que ninguém nasce fumando, que não pára porque não quer… Tenho 33 anos, fumo desde os 14. Já tomei o bup, usei adesivos, chicletes e nada! Fico pensando, que tipo de vício é esse? Em uma das vezes que tentei parar de fumar, fiquei 2 dias sem cigarro. A tristeza que eu senti foi tão grande que eu só levantei da cama para ir ao banheiro, mais nada! É inexplicável…Vi muitos relatos de pessoas que tomaram o Champix e conseguiram parar de fumar. Mas o preço do remédio é caríssimo! Gostaria de conversar com alguém que tenha feito o uso deste medicamento e conseguiu mesmo parar de fumar. Se o preço do remédio Vale o resultado.Abçs

Luis Guimarães

Fumei por 45 anos. Parei da noite pro dia e estou a 5 anos sem fumar. Achei que nunca iria conseguir mas parei de fumar, sem precisar de remedios. Simplesmente parei como se nunca tivesse fumado. Simplesmente disse a mim mesmo. “Não fumo mais. E parei…” Acho que é questão de querer e força de vontade. Descobri a 1 ano que estou com enfisema. Faço uso de Fostair pq tenho falta de ar.

Ezequias Conegero

Faz 35 anos que eu parei de fumar, eram 3 (três) maços por dia, durante a madrugada levantava para fumar, após 18 anos que tinha parado , comecei com tosse e pequena falta de ar , que foi agravando com passar do tempo, consultando o médico no pronto socorro, com simples raio x solicitou a minha internação, para exame posteriores, sempre examinado pelo medico pneumologista, solicitando vários exames entre eles tomografia, broncoscopias , foi detectado DPOC, passei a usar vários medicamentos, mais não sentia melhoras, era como fosse uma adaptação, sendo internado em varias ocasiões, sendo dependente do uso de oxigênio , após varias tentativas de outros medicamentos foi a receitado ( ALENIA ) composto fumarato de formoterol di-hidratado 12 mcg, budesonida 400 mcg, inalando uma capsula a cada 12,oo horas,sendo que este medicamento foi compatível as minhas necessidades, sendo usuário aproximadamente 15 (quinze) anos, nesse tempo raramente tive crises e internações prolongadas, estando muito satisfeito com uso dessa medicação, a minha idade atual é de 70 (setenta) anos.

Rogerio

Estou com falta de ar e pigarros que parece cola,fui a 2 pneumologista,fi espirometria,exame de tórax,e eles dizem estar normal?

Rogerio

Obs:tenho 45 anos e fumo desde os 15

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.