Asma e qualidade de vida: você pode conviver muito bem com a doença


  • +A
  • -A

A asma é uma doença crônica que se apresenta de diversas formas. Você pode ser diagnosticado com asma, mas não apresentar praticamente sintoma algum, ou manifestar sintomas diários de chiadeira, tosse e falta de ar. Mesmo nos casos mais graves, um bom controle pode ser atingido com utilização correta de medicação prescrita, com qualidade de vida semelhante à de quem não tem o problema.

Tratamento da asma evita novas crises e possibilita melhora na qualidade de vida


“O tratamento da asma é dividido em sintomático e de controle. O sintomático é baseado em broncodilatadores, tanto de curta (4 horas), quanto de longa (24 horas) duração. Você deve sempre associar esse tipo de terapia ao tratamento de controle, pois o sintomático isoladamente acaba resultando na piora do quadro ao longo do tempo”, explica o pneumologista Alexandre Kawassaki.

Já a terapia de controle é baseada em corticoide inalatório, que tem baixa dosagem e é administrado diretamente nas suas vias respiratórias, através de inaladores específicos. “Essa terapia tem a capacidade de reverter a inflamação crônica da asma, evitando que você tenha novas crises e até mesmo mantendo a doença dormente”, completa.

Prevenção, sintomas e causas da asma


Ainda segundo o especialista, o que você pode fazer
para prevenir a asma é evitar contato com alérgenos. “Reduzir carpetes, tapetes, cortinas e quaisquer materiais com potencial de acumular pó em seus aposentos, contribui para reduzir os sintomas”. Dentre os sinais que fazem a composição do quadro clássico, destacam-se a tosse, sibilância e falta de ar. “Normalmente acontece em crianças e idosos, entretanto pode acometer pessoas de qualquer idade”.

A asma ocorre pela combinação da predisposição genética com a exposição a fatores causadores de alergia. Uma pessoa predisposta, ao entrar em contato com o alérgeno (ácaros, por exemplo), desenvolve a doença. “Como os fatores causadores de alergia estão espalhados em diversos lugares e é impossível se manter completamente afastado deles, você acaba desenvolvendo a asma se for predisposto”.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Alexandre de Melo Kawassaki

Dr. Alexandre de Melo Kawassaki

Pneumologia

CRM: 117803 / SP

TAGS
asma
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

11 comentários para "Asma e qualidade de vida: você pode conviver muito bem com a doença"

Gianfranco Tassoni

Olá, Bebida alcóolica leva a pessoa ao enfisema?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Gianfranco, o enfisema pulmonar é uma doença respiratória crônica que afeta diretamente os alvéolos, pequenas estruturas presentes nos nossos pulmões que são responsáveis pela troca gasosa entre o ar e o sangue. Uma vez doente, os alvéolos ficam irritados e comprometem a capacidade respiratória. A patologia, na maioria dos casos, é produto de muitos anos de fumo de cigarro, mas também há outros agentes que podem provocar o enfisema, como a inalação de poeira, poluentes e fumaças tóxicas em grande escala.

Carmen santos

Achei a matéria bem instrutiva, pois tenho uma neta com asma, procuro sempre saber mais sobre esta doença.

Vera Lúcia Feliciano

Obrigada pela dica, já faço o controle a um certo tempo. Porém saber mais a respeito ajuda e muito.

Ronaldo Vieira

Achei a matéria muito boa, mas gostaria de saber também um pouquinho mas sobre enfisema e seus tratamentos.

Janete Rosa da Silva Santana.

Tenho asma desde os meus 15 anosHoje tenho 54.Creio que seja genética por parte da minha mãe. Tenho vários parentes com esse problema. A minha asma e controlada. A não ser quando pego uma gripe, a primeira coisa que mexe é o sistema respiratório.Aí então tenho que entrar com antibióticos. Mas convivo bem com a doença. De qualquer maneira gostei muito das informações. Grata.

Alyne Fernandes Barros

Adoro essas matérias, são bem esclarecedoras. Tenho asma desde os 8 anos de idade, assim como outras doenças crônicas e adoro ler sobre.

Maria do Socorro André

Tenho asma deste 12 anos hoje tenho 52,mais não consigo controlar, faço tratamento à 10 anos,não consigo nem tomar um banho direito sem cansar,às vezes fico triste porque as pessoas dizem que é possível conviver bem e porque não tenho? tomo os remédios direito. De qualquer fôrma gosto muito deste assunto.

nilmarlima

Tenho asma desde criança, hoje estou com 65 anos e tenho tido crises frequentes, tive pneumonia e faço tratamento constante, gostaria de receber informações como controlar as crises. Uso Fostair. Abraços.

Maria Lucia

Convivo com a asma desde os 6 anos de idade, hoje com 66 anos. Faço nataçao a mais de trinta anos e houve um período que não tinha nenhuma crise, mas de uns quatro anos para cá sou obrigada a fazer uso de medicação diária. Não sei o que fazer para não precisar mais dessa medicação?

ISAAC VIANA E SILVA

Tenho asma(não sabia até este ano), hoje estou com 55 anos e ultimante tenho tido crises frequentes, tive pneumonia e faço tratamento, gostaria de receber informações como controlar as crises. Uso Fostair. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.