Existe diferença entre o transtorno da ansiedade e síndrome do pânico?


  • +A
  • -A
Imagem do post Existe diferença entre o transtorno da ansiedade e síndrome do pânico?

Com sintomas parecidos, a síndrome do pânico e o transtorno de ansiedade podem muitas vezes ser confundidos ou até mesmo andarem juntos. Mas é preciso prestar atenção em algumas diferenças específicas que podem ajudar na hora de identificar mais precisamente qual o seu transtorno.

As diferenças entre ansiedade e pânico

O transtorno de ansiedade se caracteriza pela preocupação desproporcional de pessoas que antecipam problemas que não acontecem, têm pensamentos obsessivos, medos e dificuldades. “Essas pessoas podem ter tendência a taquicardias, dores de estômago, diarreias, insônias, dores no corpo como alguns dos sintomas do transtorno”, define o psiquiatra Gustavo Cahú. Já uma crise de pânico é de alta intensidade, com taquicardia, sudorese, aperto no peito, tontura e principalmente o medo iminente de morrer. “Ela é muito pontual e intensa, podendo inclusive acordar a pessoa à noite. Entre os ataques, a pessoa fica preocupada, pensando naquilo”, completa Gustavo.

Crença de morte é iminente na síndrome do pânico

Assim como o transtorno de ansiedade, a síndrome do pânico também pode ser desencadeada por diversos fatores e atingir pessoas que já tenham uma tendência genética. Mas o consumo de drogas psicoativas, cafeína, álcool e estimulantes também podem estimular o desencadeamento de um crise de pânico. “Enquanto uma crise de ansiedade é mais heterogênea e a pessoa fica o tempo todo pensando naquilo, a do pânico é mais rápida e pode paralisar a pessoa onde ela estiver. Sua principal característica que a diferencia da ansiedade é a crença de morte”, explica o psiquiatra.

É comum pessoas que já tiveram uma síndrome poderem ter a outra, seja ao mesmo tempo, seja em épocas diferentes da vida, ocorrendo uma troca. O tratamento das duas é parecido, mas o pânico irá requerer o uso prolongado de antidepressivos e o ansiolítico no início para controlar as crises. Acompanhados da terapia, é possível que a pessoa consiga identificar internamente os causadores das crises de pânico e controlar totalmente a síndrome.

Gustavo Cahú é psiquiatra. CRM-RJ: 5273633-3

TAGS
ansiedade
psicologico
panico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

56 comentários para "Existe diferença entre o transtorno da ansiedade e síndrome do pânico?"

Graciana gamas

A 1 ano estou sofrendo com a síndrome da ansiedade generalizada ,cheguei o ponto de ficar 2 meses trancada dentro de casa ,e quando consegui sair pra i ao medico nao obtive sucesso com os tratamentos ,as medicações faziam com que os sintomas se tornassem mas severo ,não sei o que fazer ,porque desde então minha vida nunca mas foi a mesma ,sinto que aos poucos tudo esta se perdendo

Cuidados Pela Vida

Olá Graciana, os medicamentos para controle de ansiedade são, em sua maioria, fortes e necessitam de um tempo para adaptação. É normal que no início você sinta os sintomas de forma mais aguda., mas é importante que você siga todas as recomendações a risca e seja persistente. Espero que fique bem! Abraços

Sabrina ferreira

Olá, eu sou sabrina, e faço uso contínuo de ecitalopram,me adaptei logo com o medicamento,mais as vezes que é bem raro me da crise de pânico, uma sensação horrosa que eu acho que partirei dessa pra melhor,já aconteceu de eu dormir e acordar já local achando que ia morrer coração acelerado,os pés e mãos suando e formigando,é horrível,a doutora aumentou minha dosagem ontem de 10mg pra 15 mg disse que em março se eu estiver 100% vou ter alto,queria não ter que tomar esses remédios o resto da vida,eu não prático exercício e acordo tarde então na vida tô melhor por conta do remédio será que eu tenho mesmo que mudar minha rotina?

Cuidados Pela Vida

Olá Sabrina. Entendo como é difícil seguir o tratamento, mas é importante ser persistente. Uma rotina saudável, como uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios regulares podem te ajudar a melhorar e ter mais qualidade de vida.
Abraços

Gabriela Ferreira Machado

Ola, boa tarde !! Meu nome e Gabriela tenho 19 anos a um ano mais ou menos e tenho crises de ansiedade recorentes em uma semana chego a ter ate 2 a 3 crises mas o que eu sinto e mais parecido com a sindrome do panico eu me paraliso onde estou sinto como se fosse morrer muita dor no peito, tonteiras, meu coraçao despara e meu corpo começa a formigar. Ainda nao comecei a fazer tratamento, cheguei a ser demitida do meu emprego por conta das crises. Nao sei mais o que fazer, alguem pode me ajudar ?

Cuidados Pela Vida

Olá Gabriela, reconhecer que tem um problema já é o primeiro passo. O Segundo passo é procurar um tratamento adequado e o terceiro passo é se recuperar e ser feliz!! Abraços

Adriele Wermelinger alves

Olá boa noite eu sofro de anciedade nunca fui ao medico. Mas já andei pesquisando .meus pensamentos são acelerados. Quando chego á fazer alguma coisa passo muito mal .muito enjoo mexe com meu estômago. Parece que nunca vai passa .passo muito mal .queria uma ajuda.

Márcia

Olá meu nome é Márcia. Já a alguns anos sofro de ansiedade porém nunca me concentrei nas crises, Como tinha uma vida bem corrida o desconforto q sempre sentia passava batido, contudo no início desse ano 2017 comecei a passar muito mal pensei várias vezes q estava infartando até q uma crise veio com tudo e fui parar na emergência tremia da cabeça aos pés sentia falta de ar, aperto no peito, sensação de q ia engolir a língua, meu rosto e todo o corpo formigava fui medicada porém não me disseram o q eu tinha, voltei pra casa e no dia seguinte procurei um neurologista q me pediu alguns exames como tomografia e eletro e me encaminhou para psicóloga. Fui diagnosticada com TAG transtorno de ansiedade generalizada, ataques de pânico e início de depressão, não adaptei com a primeira medicaçãoamedicação a venlafaxina, me deu mtas reações até q meu médico a trocou pela sertralina e a tomo até hoje e faço terapia. Melhorei muito aconselho a procurarem ajuda médica pois essa doença é terrível.

Graciana

Estava fazendo uso de sertralina para o transtorno de ansiedade generalizada, não obtive resultados e procurei outro medico ,que me receitou bupropiona , mas continuo dando as crises.Gostaria de saber se esse medicamento e realmente pra isso.Obs : passado por endrocnologista

Cuidados Pela Vida

Olá Adriele, o ideal é realizar uma consulta para que o médico possa avaliar os sintomas, realizar o diagnóstico e prescrever um tratamento caso seja necessário. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Olá Márcia, obrigado por compartilhar sua história conosco! Parabéns pela recuperação. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Olá Graciana, é muito difícil recomendar algum outro medicamento se o médico já receitou outro. Você pode procurar uma segunda opinião. Abraços.

Priscilla

Bom dia, a anos sofro de ansiedade e tenho crises recorrentes, penso q estou doente o tempo todo e fico em alerta a cada respiração diferente, todos os dias acordo com fadiga, tontura e indisposição, isso é normal na ansiedade? Ja fiz exames e graças a Deus estou bem mas sinto mal estar todo dia. Fui ao médico e me passou ansitec 5mg de manhã e 5 mg a tarde, a uma semana estou tomando, mas parece que no começo intensifica os sintomas e normal? Esse remedio faz efeito em quantos dias? Ele é bom? Haa comecei a fazer academia mas parece q fico mais agitada será só o começo?

Siirlei

Olá, descobri que tenho síndrome do pânico em 2006, procurei um cardio pois achava que tinha problema no coração mas não era , então fui no psiquiatra! Fiz tratamento com psicóloga mas não conseguia tomar remédio pois o que o médico passou na época me fez muito mal aí fiquei com pânico de remédio! Segui a vida com muita ansiedade e sofrendo com as crises! Em 2012, mw senti mal com crises e coração sempre acelerado, então o medico me passou citalopran , tive crise com o remédio, ele aumentou a dose, aí deu certo! Desde então, não parei mais de tomar o remédio , tive crise uma vez só depois disso mas me sinto bem mais equilibrada agora! Não é fácil, ainda tenho restrições como entrar em um elevador, não comsigo sair pra uma viagem muito longa, enfim…to matando um leão por dia e tentando me superar!

Luciana

Tenho sindrome do pânico tem dias que estou bem mas a maioria das vezes sinto mal do nada mi da taquicardia sudorese e sensaçao que minha garganta esta se fechando sinto um mal terrivel dae ja mi vem a tontura e sensaçao que estou perdendo o controle parece que nao estou no meu corpo uma sensaçao fora do normal tomo rivotril 0,25mg subLingual e reconter de 20 mg toda manha mas tenho medo de ter o panico e a ansiedade generalizada

vanda

Estou tendo ansiedade todos os dias, tomo tomo 2 rivotril 2mg como a dra receitou mais não faz efeito, ansiedade tem 3 meses, não tomava de dia so 1gm a noite agora q estou tomando de dia mais não faz efeito desejado.

Karen Franz

Tive uma crise de pânico em 2013 fui medicada com Escitalopran e dentro de 1 ano fiquei bem, só que abandonei o tratamento por conta própria, maio de 2016 tive TAG e hoje me trato com Paroxetina, uma dica para quem quer melhorar os sintimas é praticar exercícios físicos que ajudam a relaxar e ter uma boa noite de sono.

Scarllet

Olá não sofro de nenhum ,único transtorno q tenho é o de personalidade mais já estou em tratamento .Apenas passando pois me interesso pelo assunto vou ser uma futura psiquiatra haha ❤️

Boa noite! Eu sempre fiquei nervosa ao falar em público, até porque a minha profissão é de bastante exposição. Mas, depois do parto, isso piorou. Tive um parto prematuro e fique com mais pânico. Fiz acompanhamento psiquiátrico e bastante terapia. Tinha melhorado, porém venho piorando. Qd tenho que palestrar, fico tão nervosa que parece que vou desmaiar, perder o sentido… É uma sensação horrível! Me dá vontade de correr, mas com muito esforço, consigo chegar ao final da fala. Depois, tenho muita dor de cabeça, náuseas… O que faço para melhorar?

Carmem Lúcia

A algun tempo tenho tido um almento de ansiedade ,tenho hiportireodirismo ,a minha indocrina me recomendou um remedio a qual tive uma crise mt forte ,agora fui a outro medico q me receitou um bem fraquinho de 05,mg o outro era de 150 mg

Cláudia

Oi Graciana tenho ansiedade e síndrome de pânico e tomo paroxetina a 8 anos não posso ficar sem remédios é uma química que falta no cérebro e que nos deixa assim.Faço yoga terapia não deixe de tomar remédio.Qualquer coisa me chame no whatsapp 19997656353.

Aline

Olá.Meu nome é Aline. Passei anos com tonturas,passando mal no emprego por um motivo até então desconhecido. Procurei um psiquiatra e iniciei um tratamento pra depressão. Quando pensei que tudo tivesse passado,veio o pior. A síndrome do pânico. Hoje sou técnica em enfermagem e talvez por esse motivo não tenho mais medo da doença. Estou em tratamento com sertralina e estou muito bem obrigada. Não tenho dificuldades em realizar minhas obrigações,pelo contrário isso me traz ainda mais força. A minha dica é uma medicação adaptável e exercícios de respiração durante a crise. Ela passa, basta a gente ter força e lutar contra ela. Ninguém é mais forte do que nós mesmos. Paz e luz pra todos. Abraços

Márcia

Olá, infelizmente, acabei de ter uma crise de pânico. Tomo sertralina todo dia de manhã, Rivotril, 4 gotas pra dormir. Neste momento estou me sentindo culpada….muito mal. Fazia muito que eu não sentia nada parecido, apenas ansiedade “normal.” Gostaria de saber se é normal ter oscilações na pressão arterial por causa de um ataque de pânico, e ainda estou com um pouco de dor no peito, como se fosse um mal jeito, me sinto triste agora. Obrigada.

Carol

Graciana, eu também sofro de ansiedade, me trato faz um ano, mas comecei a tomar setralina faz menos de 6 meses.Antes disso tomava bupropiona prescrito pelo endocrino pra controlar a vontade de comer.Quando contei isso para minha psiquiatra, ela disse que essa medicação não era indicada e que fazia os sintomas piorarem. Hoje tomo 4 comprimidos de sertralina por dia e estou melhor.Convém passar em um psiquiatra.Abraços e melhoras, sei o quanto é ruim esses sentimentos.

Rosi

Boa noite eu tenho uma ansiedade muito agressiva,já fiz uso de vários medicamentos durante dois anos, mais o problema é que já desde muitos anos que sofro desse mal,só há dois anos atrás que resolvi buscar ajuda isso porque a minha vida parou literalmente e vi que não tinha como viver mais como estava, só que não tive muito progresso,continuo ainda do mesmo jeito as vezes acho que não vou conseguir sair dessa,deixei de fazer tudo é como se eu não vivesse mais eu falo para mim mesma que eu deixei de viver e passei a existir pois há uma diferença entre essas duas palavras, tenho medo de tudo,me afastei dos meus amigos e das coisas que gostava de fazer isso é horrível. Obrigado pelo o espaço para o desabafo e poder compartilhar com vocês a minha história valeu.

Jessica

Eu estou tendo diarreia, vontade de vomitar , sensação de morte ,dor no peito , desde q meu segundo filho nasceu sogri muito no começo era muito intenso agora com 1ano e 5 meses so tenho crise quando fico muito precupada !! A maioria das vezes q aconteceu foi ao acorda qualquer hora do dia ou da bNoite vom enjoo e sensação de morte e a diarreia quando acontece tenho muito medo de voltar a dormi então tenho insonia tbm preciso muito de ajuda de espesialista .

Girlene

Bom dia! EU me chamo Girlene e sofro da sindrome do pânico há 22 anos. Iniciei o tratamento com o psiquiatra desde do início da doença. Fiz uso de medicamentos, mas foi por pouco tempo. Com o tratamento com o psiquiatra fui adquirindo segurança e fui aos poucos voltado a ter uma vida tranquila. Mas nunca me senti curada, pois ainda tenho crise de pânico. Tenho uma vida bem agitada e sentir que ando bem ansiosa e inquieta. Voltei a procurar um psicólogo para retomar o meu tratamento e assim ficar curada de vez. Não é nada fácil viver com essa doenças pois todos os dias você está lutando para ter um dia em paz e sem medo. A particitação da família e ter fé em Deus são de extrema importância para a recuperação. Graças a Deus e a minha família consegui vencer a minha primeira crise. Continuo na luta e na busca para retomar o meu tratamento e consegui viver bem e sem medo.Boa sorte e torço para as pessoas que sofrem dessas doenças psicológicas consigam ficar curadas.

Cuidados Pela Vida

Oi Priscilla, infelizmente não temos como esclarecer sua dúvida pois o medicamento Ansitec não é fabricado pelos Laboratório Aché e Biosintética.

Cuidados Pela Vida

Olá Siirlei, obrigado por compartilhar sua história conosco! Parabéns pelo empenho e busca de uma maior qualidade de vida. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Oi Lú, é necessário realizar avaliação com o médico especialista para que ele possa realizar o diagnóstico e, caso seja necessário, prescrever um tratamento. Melhoras.

Cuidados Pela Vida

Olá Aline, obrigado por compartilhar sua história conosco! Parabéns pelo empenho e busca de uma maior qualidade de vida. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Olá Márcia, de acordo com o psiquiatra Dr. Alexandre Proença, “os ataques de pânico geralmente são inesperados e acontecem de forma abrupta. Palpitações, coração acelerado, sudorese, tremores, falta de ar, dor ou desconforto no peito e náuseas são sintomas característicos”. O ideal é que você tente se acalmar durante o ataque, já que os sintomas tendem a desaparecer em alguns minutos. Melhoras.

Cuidados Pela Vida

Oi Jessica, realize uma avaliação com o especialista, assim ele poderá te ajudar a se livrar desses sintomas que tanto te afligem. Melhoras.

Cuidados Pela Vida

Olá Girlene, obrigada por compartilhar sua história conosco! Parabéns pelo empenho na busca de uma maior qualidade de vida. Abraços.

Elisângela

Olá, me chamo Elisângela e a mais de 2 meses venho sentindo coisas horríveis sensação de morte é constante, fui ao médico em um posto de saúde contei o que eu estava sentindo e ela me me passou o diagnóstico de TAG transtorno de ansiedade generalizada, ela me receitou um medicamento bem fraco pois estou amamentando e esse é o único que poderia tomar o Alprazolam, o medicamento terminou e não adiantou nada continuo do mesmo jeito, tenho crises diária porém bem fracas onde consigo suportar, tem dias que passo o dia todo bem mas a noite tenho crise, é horrível, resolvi pesquisar bem e parece que desencadeou a síndrome do Pânico, digo isso por conta dos sintomas. Resolvi então que o meu melhor remédio é a minha fé e cura em DEUS, não quero me dopar de remédios, busco em Deus a minha cura diária. Boa sorte a todos e muita fé em Deus.

Leila

Boa noite! Recentemente meu noivo vem apresentando alguns sintomas que ainda não temos certeza se são devido a ansiedade ou síndrome do pânico. Ele marcou uma consulta com uma psicóloga e vai iniciar um tratamento. Gostaria de saber se essas síndromes, mesmo depois de tratadas, poderiam impedi-lo de ingressar na carreira militar, que é o sonho dele, uma vez que os candidatos são submetidos a testes psicotécnicos. E também se o tratamento sempre inclui medicmedicamentos, pois, no meu caso passei por um período em que tinha algumas crises de ansiedade. Tive taquicardia, sudorese, tremores, respiração acelerada, pensamentos confusos e acelerados, insônia, pesadelos, dores de estômago, entre outros. Cheguei a me prejudicar em alguns testes importantes para meu crescimento profissional. Fui aconselhada a tomar remédios, mas sempre tive uma certa resistência. Então antes de partir para os medicmedicamentos, decidi procurar uma psicóloga e deu bastante certo. Os sintomas diminuíram bastante e não precisei de medicamentos.

Cuidados Pela Vida

Oi Leila, o médico, após uma avaliação dos sintomas do paciente, é que poderá indicar se o tratamento deverá ser medicamentoso ou não. Quanto ao seu noivo, não há como prever se ele será reprovado nos testes, só fazendo para saber. É importante incentivá-lo a seguir o tratamento corretamente. Abraços.

Erica

Olá, quero compartilhar minha história porque quero que de alguma forma ajude quem sofre ou já sofreu como eu desses dois transtornos.A primeira coisa que quero dizer é que você vai ficar bem, primeiro procure ajuda, vá ao psicólogo, psiquiatra, terapeuta e procure trazer a tona o que desencadeou todo esse mau estar!O autoconhecimento te ajudará muito! Busque fazer atividade física, faça caminhada, yoga, meditação, busque pensamentos e sobre tudo atitudes positivas! Podemos (pude) tirar muitas lições positivas da síndrome do pânico e ansiedade! Tudo é aprendizado…

Cuidados Pela Vida

Oi Erica, obrigada por compartilhar sua história conosco! Parabéns pelo empenho na busca de uma maior qualidade de vida. Abraços.

cassius

ola, quando tinha meus 17 anos passei por isso,naquela época senti o coracao acelerado,desconforto no estomago e muita angustia,naquela época nao quiz procurar por ajuda médiaca, sofri calado por mais ou menos 5 mês, os sintomas sumiram, hoje com 28 anos a 2 meses, o inferno voltou, sinto dor no peito uma angustia no peito(tristeza muito grande) nao consigo me concentrar a cabeça muita confusao,e um medo tremendo de morrer,nao gostaria de procurar ajuda médica pois os medicamentos sao muito pesados,quando que isso vai passar? segunda feira comeco a trabalhar,1 dia de servico, nao sei se vou conseguir.

Cuidados Pela Vida

Oi Cassius, é necessário que você passe por uma avaliação de um profissional, ele poderá te orientar adequadamente e prescrever o tratamento adequado para o alívio dos sintomas. Melhoras.

Luciana

Olá ! Meu nome é Luciana há cinco anos tomo imipramina para depressão resolvi parar de tomar por conta própria por uma semana mas com medo dá depressão voltar comecei a tomar de novo mas na primeira noite que tomei vivi uma noite de horror acordei com o coração acelerado pressão alta e bastante agitada parecia que estava enlouquecendo fui parar no hospital pois a pressão na abaixava contei ao médico o que aconteceu e ele me orientou que procurasse um médico da unidade de saúde onde moro para trocar o remédio fui ao médico mas a dra me falou para continuar tomando e passou paroxetina para tomar junto durante quinze dias pra daí sim suspender o uso do imipramina a primeira noite que tomei os dois medicamentos juntos juntos começaram os mesmos sintomas só que mais agitada do que no dia anterior voltei à medica e ela me disse que é assim mesmo e tenho que continuar tomando até sumirem os sintomas e passou o rivotril sub lingual se ser crise é assim mesmo os sintomas sumirão após duas semanas de uso ?

Cuidados Pela Vida

Oi Luciana, siga as recomendações de tempo de uso que sua médica prescreveu, caso os sintomas permaneçam retorne em consulta com ela para uma reavaliação. Melhoras.

Adimy

Procura no Google Mauro Lisboa Ansiedade e Panico As Dicas Deles São Ótimas De Vez Em Quando Eu Tenho Ansiedade e Pânico Vejo as Dicas e Me Ajudam Muito https://www.google.com.br/url?sa=t

Ricky

Ola o meu nome Ricky tenho ansiedade generalizada e síndrome do pânico há 2anos to tomando antidepressivos e ansiolíticos tomo todo direito mas não vejo melhoras continuam os mesmos sintomas mesmas crises ,será que devo procurar um psicólogo ou devo trocar de psiquiatra

Cuidados Pela Vida

Oi Ricky, verifique com o seu psiquiatra a possibilidade de atrelar ao tratamento consultas com o psicólogo. Abraços.

Thyele

Olá! De uns 3 anos veio passado por um problemas pessoal bem complicado aonde tenho como frequência ataque de ansiedade, onde sinto forte dores no peito, vômito, azia um mal estar sem explicar… Ainda por cima gente sentido um certo medo da morte isso me pretuba todos os dias, e agora venho tendo está crise direto. Preciso de ajudar ?

Maria luiza

Olá! Fui convocada em um concurso e comecei a ter crises de ansiedade durante o processo de contratação. Tal indisposição tal como acordar de repente com uma queimação na cabeça e no peito, insônia, indisposição e falta de paciência para trabalhar tem me deixado ainda mais insegura se conseguirei ficar bem neste novo trabalho. Tenho me sentido mto pessimista diante disso. Consultei um psiquiatra que me passou escitalopram 10 mg. Estou tomando há dez dias e os sintomas tem piorado. Estou há três dias sem dormir e faltando ao trabalho. O que eu faço? Meu Deus!!!

Cristiane

Olá!!! Fui diagnosticada com síndrome do pânico a 12 anos atrás, na época fiz tratamento e melhorei depous de uns 2 anos. Tem mais ou menos uns 3 anos atrás que comecei a ter insônia e às vezes começava a ficar nervosa e parecia que ía voltar a sentir os sintomas de quando tive a síndrome. Aí falei com minha psiquiatra e ela me receitou o escitalopram de 10mg, comecei a tomar e a partir daí não tive mais insônia e com o passar di tempo passei a tomar só 5mg por minha conta e às vezes nem tomava. Só que tem 2 meses que passei mal na rua com uma tonteira, nervoso, uma sensação de agonia e lembeanças das crises e vontade de chorar porque tinha a sensação de que voltaria a ter tudo novamente. Liguei pra psiquiatra e ela pediu imediatamente pra eu voltar a tomar os 10mg do escitalopram. Só que eu tive alguns mal estar de leve , mas o medo de voltar a ter td não sai da minha mente e ela disse então pra eu fazer terapia. Já comecei a terapia , mas segundo a psicóloga ela acha que eu não tenho pânico, pq ela disse que as crises do pânico são muito intensas como se fôssemos realmente morrer e eu apesar de ter muito medo de morrer nunca parei no pronto socorro com crise.. O que eu sinto é medo de passar mal em qualquer lugar e as pessoas ficarem olhando pensando que sou doida. Na verdade o pensamento de que vou passar mal me persegue e as vezes parece que quando coloco na cabeça que vai acontecer, acabo começando a ter alguns sintomas ruins como taquicardia, enjoo, uma sensação de agonia e ai mesmo tempo uma vontade de chorar por ter esse problema. Gostaria que me ajudase no meu diagnóstico… o que eu posso ter realmente, síndrome do pânico ou transtorno de ansiedade?

Lenildo

Tenho Muita ansiedade e horrivel to tomando pondera de 10mg gas 14 dias nao ainda melhorar

Cuidados Pela Vida

Oi Lenildo, não temos como esclarecer dúvidas a respeito do tratamento com o medicamento Pondera pois ele não é fabricado pelos Laboratórios Aché ou Biosintética. Realize uma consulta com o médico que prescreveu o medicamento, assim ele poderá te orientar. Abraços.

Larissa

Olá! Eu sofro de transtorno de ansiedade, já fiz terapia cognitivo comportamental, entretanto, ainda sofro com os sintomas. Eu gostaria de saber se deveria voltar para a terapia ou deveria buscar um tratamento medicamentoso?

Cuidados Pela Vida

Oi Larissa, é importante fazer um acompanhamento periódico com o médico que prescreveu o tratamento, assim ele poderá reavaliar o tratamento e fazer as alterações necessárias. Melhoras.

Juliana

Boa noite, meu nome é Julisna, fui diagnosticada pela crise de ansiedade a 1 ano, comecei o tratamento com um psiquiatra e o mesmo me indicou o fluoxetina 1 comprimido por dia, é a noite 5 gotas de clonazepam. Parei com os medicamentos por conta própria, agora voltei ter a crise, passei no caps onde a médica me orientou a continuar com o fluoxetina mais a noite ela me passou um outro medicamento para dormir o solpidem, primeira noite q eu tomei e achei bem mais eficaz que o clonazepam pois com ele não acordo a noite. Tem dias que estou bem, mais outros não… gostaria de saber quando o remédio começa a fazer efeito, pois estou tendo oscilações tem mais de 10 dias, eu só desejo que isso passe logo. Obg a todos pela atenção, é quem puder me ajudar com dicas sou grata. 11 9 4876 60 27 so me chamar no whats, pois nessas hrs de angustia so quem tem sabe que qualquer ajuda é bem vinda. Amém!

Rhuana Santos

Olá! Meu nome é Rhuana, tenho 21 anos.Desde o mês de abril de 2017 ando tendo muita ansiedade, tem semanas que não sei o que é isso, depois retorno a ter novamente…Tem vezes que meu pensamento está tão acelerado que meu corpo reage com tonturas, formigamento, aceleração no coração, insônia e já cheguei a ter diarréia.. fiquei uns dias que tudo eu me tremia..Eu tenho um bebê de 1 ano e 5 meses, e tudo penso que ele irá morrer ou estar em perigo.Esses dias estou muito emotiva, tudo choro, porém com crise de ansiedade, nervosa e irritada,.. tento descarfar minha tristeza, porém é impossível às vezes Ainda não compartilhei com minha família Fui somente em 2 consultas com psicóloga e desisti…Algumas pessoas têm sido tóxica, dizer que é falta de fé tbm, chamar atenção.. então evito falar para me poupar dos comentários.Abraços!

Cuidados Pela Vida

Oi Rhuana, é importante que você continue com o tratamento com o psicólogo e se possível, faça uma avaliação com o psiquiatra, assim você vai conseguir auxílio para aliviar os sintomas. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.