Síndrome do pânico: pacientes podem frequentar lugares com muitas pessoas?


  • +A
  • -A
Imagem do post Síndrome do pânico: pacientes podem frequentar lugares com muitas pessoas?

O transtorno ou a síndrome do pânico é um distúrbio psiquiátrico que se caracteriza por ataques de pânico que ocorrem com frequência, de maneira espontânea e sem que haja qualquer tipo de controle. Quem sofre com o problema pode sentir falta de ar, suor excessivo e dor no peito, além do medo intenso e injustificável. Ajudar amigos ou familiares com o problema é muito importante.

Medo de lugares cheios é um dos sintomas do transtorno do pânico


Um das consequências do transtorno do pânico é o medo de lugares cheios de gente. “A pessoa passa a temer novos ataques e, por conta disso, começa a evitar lugares com muitas pessoas ou de difícil saída. Esse quadro é chamado de agorafobia”, explica o psiquiatra Miguel Angelo Boarati.

Entretanto, de acordo com o médico, é preciso enfrentar o medo. Pacientes podem e devem frequentar locais movimentados, já que essa é uma das atitudes que devem compor o tratamento do transtorno: “É importante, como parte do tratamento, que o paciente seja exposto a situações que lhe provocam medo como forma de ser dessensibilizado.”

O especialista afirma que existem técnicas de terapia comportamental que possibilitam ao paciente retomar sua funcionalidade e sua capacidade de frequentar os mais diversos lugares com segurança e conforto. Para que isso ocorra, é fundamental procurar ajuda médica para iniciar o tratamento adequado.

Locais e situações que possam desencadear uma crise devem ser evitados


Outras situações, no entanto, devem ser evitadas para impedir uma piora dos sintomas e uma maior frequência dos ataques de pânico. “Toda situação que funcionar como deflagrador de crise pode ser considerada um problema. É comum que o paciente evite transportes públicos, reuniões, salas de teatro e cinema”, alerta o psiquiatra.

Isso pode causar um grande impacto no funcionamento do indivíduo e atrapalhar o desempenho no trabalho, a convivência social e o lazer, diminuindo significativamente a qualidade de vida.

Dr. Miguel Angelo Boarati é psiquiatra formado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP e atende em São Paulo. CRM-SP: 85105

Foto: Shutterstock

TAGS
ansiedade
psicologico
panico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Síndrome do pânico: pacientes podem frequentar lugares com muitas pessoas?"

ivanildo

sofro muito com essa doença, me ajudem por favor, não consigo mas sair de casa por conta disso, tenho medo de sair de casa e passar mal e morrer.

Cuidados Pela Vida

Olá Ivanildo. Já pensou em procurar ajuda médica? Sofrer com síndrome do pânico é mais comum do que parece, mas existem tratamentos eficazes para controlar essa doença.
Abraços

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.