Síndrome do pânico: As crises têm hora para acontecer?


  • +A
  • -A
Imagem do post Síndrome do pânico: As crises têm hora para acontecer?

A síndrome do pânico é um transtorno psiquiátrico caracterizado por crises recorrentes de ansiedade e medo. Uma das principais diferenças entre a ansiedade considerada normal e o transtorno do pânico é a intensidade dessa sensação, que provoca desconforto e muito sofrimento no paciente, atrapalhando até mesmo o desempenho no trabalho e nos estudos.

Crises de síndrome do pânico são inesperadas


De acordo com o psiquiatra Alexandre Proença, na maioria dos casos, as crises de síndrome do pânico não têm hora para acontecer: “Os ataques de pânico geralmente são inesperados e acontecem de forma abrupta. Ou seja, o ataque parece vir do nada”. As crises podem se repetir aleatoriamente e, com o tempo, o paciente pode passar a sofrer apenas com o medo de ter uma nova crise.

Durante um ataque de pânico, é comum o paciente sentir que está prestes a morrer, já que os sintomas atingem o pico em poucos minutos. “Palpitações, coração acelerado, sudorese, tremores, falta de ar, dor ou desconforto no peito e náuseas são sintomas característicos”, exemplifica o especialista. Calafrios, tontura, formigamentos, medo de enlouquecer e desconforto abdominal também podem aparecer durante uma crise de síndrome do pânico.

Como agir durante uma crise de pânico


O ideal, segundo Dr. Proença, é que o paciente tente se acalmar durante o ataque, já que os sintomas tendem a desaparecer em alguns minutos. Nessas horas, técnicas de relaxamento e de respiração, como o yoga, podem ajudar a superar a crise. O apoio de familiares e amigos no momento do ataque também é importante para transmitir calma ao paciente.

Procurar atendimento especializado é fundamental para impedir novas crises e controlar os sintomas. Casos leves podem ser tratados por meio da psicoterapia, mas os mais graves devem receber medicação antidepressiva e calmante prescritas por um médico. Praticar atividades físicas regularmente e evitar situações e lugares capazes de desencadear uma nova crise são atitudes primordiais para vencer a síndrome do pânico.

Dr. Alexandre Proença é psiquiatra, membro da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) atende em Niterói e São Gonçalo (RJ). CRM-RJ: 52905674 – www.alexandreproenca.com.br

Foto: Shutterstock

TAGS
ansiedade
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

21 comentários para "Síndrome do pânico: As crises têm hora para acontecer?"

Perivaldo Lima Silva

Dr. Alexandre tudo bem!Me chamo Perivaldo, desde Outubro de 2014 que convivo com a Síndrome do Pânico, na época pensei que iria morrer a todo instante, eu trabalhava embarcado em plataforma de petróleo no mar em regime de confinamento, era muita pressão no ambiente de trabalho e comecei a ficar com medo de embarcar de helicóptero também. Um certo dia fiz um embarque com tempo chuvoso, já embarquei com receio, ao chegar na plataforma o helicóptero arremeteu e eu não entendi nada, logo fiquei ansioso e com calafrios, sem saber o que fazer preso no helicóptero, o medo tomou conta de mim. Graças a Deus o helicóptero conseguiu retornar e pousar em terra. No dia seguinte já fui embarcar preocupado. Ao 10 dia de trabalho passei mal com pressão alta e arritmia cardíaca e medo de morrer a todo instante. Tive que desembarcar urgentemente pois aquele lugar para mim estava ficando cada dia pior e só pensava em ir embora pra casa. Ao me consultar com o cardiologista quando desembarquei, fiz vários exames pra saber se tinha pressão alta porque os sintomas eram de pressão alterada e medo. Depois de examinar todos os meu exames o Dr. disse que eu não tinha nada só um pouco de ansiedade e me receitou Assert de 50mg e Rivotril sublingual de 5mg. Depois de certo tempo de uso dos remédios comecei a ficar melhor, controlado. Tive que ficar acompanhado com psiquiatra e psicólogo até o dia de hoje. Hoje continuo tomando Sertralina de 75mg (Tolrest), Rivotril 5mg e o Patz 5mg. Tudo que o Dr. citou acima eu passei na pele até hoje, mais Graças a Deus estou controlado a base de remédios psicoativos e com acompanhamento de psicólogo.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Perivaldo, a crise trás realmente uma sensação muito ruim. Ficamos felizes que o tratamento e acompanhamento médico realizado tenham te proporcionado uma melhora na saúde e qualidade de vida; por isso a busca do auxílio de um profissional habilitado é tão importante.
Abraços.

Ahmad

Oi td bom queria pergunta a sindrome do panico mata E pq fico respirando fundo as vezes a maioria do tempo?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Ahmad, durante um ataque de pânico é comum o paciente sentir que está prestes a morrer, já que os sintomas atingem o pico em poucos minutos, dentre eles palpitações, coração acelerado, sudorese, tremores, falta de ar, dor ou desconforto no peito e náuseas, estes são sintomas característicos que podem aparecer durante uma crise de síndrome do pânico. Orientamos a realizar uma consulta com um especialista, afim de identificar o tratamento adequado para o seu caso. Melhoras.

Kakau

Dr tenho sindrome do panico ha 2 anos. Gostaria de perguntar o seguinte as crises pode da qualquer momento qndo a pessoa nao esta em tratamento? As vezez tive um dia tranquilo e feliz e me da crise. Fico sem entender pode ser reflexo de alguma coisa q passei tipo umas 2 semanas atras. Obrigado

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Kakau. Você segue algum tratamento? Para quem sofre com crises de ansiedade é muito importante seguir os tratamentos recomendados pelos médicos, pois todos os tipos de doenças psicossomáticas estão sujeitas às crises.

Gabriel

Boa tardeEu sofria com a crise do pânico mas em outubro de 2016 consegui solucionar problemas que desencadeavam essas crises… sendo assim parei com a medicação, e hj sofro novamente com a ansiedade, voltou e.com tudo dia 30 de junho me fazendo visitar quase que diariamente o pronto atendimento com aceleração cardíaca de até 160 bpm, pressão alta e sudorese. Com a ajuda de um psiquiatra e de uma irmã psicóloga e a volta de medicação ( venlafaxina 75mg e rivotril sublingual) as crises diminuíram

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Gabriel. Você nunca pode interromper o tratamento por conta própria. É importante sempre seguir até o final. Que bom que está se recuperando! Abraços

Ewerton Santos

Olá estou sofrendo com a crise de pânico, mais já faz uma semana que estou tendo o ataque no mesmo período que chego no meu trabalho isso é normal ?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Ewerton, de acordo com o psiquiatra Alexandre Proença, na maioria dos casos, as crises de síndrome do pânico não têm hora para acontecer: “Os ataques de pânico geralmente são inesperados e acontecem de forma abrupta. Ou seja, o ataque parece vir do nada”. As crises podem se repetir aleatoriamente. Procurar atendimento especializado com o médico especialista é fundamental para impedir novas crises e controlar os sintomas. Abraços.

Willian

Olá Dr.tenho ansiedade me dá taquicardia e formigamento nas mãos ….falta de ar.e isso vem derrepente,isso é normal?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Willian, pacientes que sofrem com ansiedade podem ter esses sintomas relatados por você. O ideal é que você realize uma consulta com o médico especialista, ele poderá realizar o diagnóstico correto e indicar a conduta adequada para o seu caso. Abraços.

Valdirene Marlene da Silva Melo

ola! eu sou portadora de fibromialgia e tenho tbm disturbio ancioso e crise de panico estou sem tratamento por que estou esperando o SUS me chamar nesse intervalo as crises vem de uma forma que perco o controle. tentei suicidio varias vezes por nao aguentar o nervosismo. eu tento me controlar e fico numa tremedeira terrivel parece que estou tendo uma crise apletico. isso ocorre por causa das crises de panico

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Valdirene, o ideal é que você tente se acalmar durante o ataque, já que os sintomas tendem a desaparecer em alguns minutos. Você pode utilizar técnicas de relaxamento e de respiração, como o yoga. Enquanto você aguarda a consulta, tente praticar atividades físicas regularmente e evitar situações e lugares capazes de desencadear uma nova crise, essas são atitudes primordiais para vencer a síndrome do pânico. Melhoras.

Erlane

Olá boa noite !! Olha não tô aguentando mais mim ajude por favor sinto muita falta de ar o tempo todo doi o meu peito as costas tampa a minha garganta minhas mãos soam fico sem força pra ficar de pé,Não sei p que eu tenho fico tonta sinto isso todo dia e não faço uso de nenhum medicamento. Me ajude.

Sueli

Dr. Me trato de sidrome de pânico há muito tempo mas agora estou numa fase muito boa de minha vida as crises se foram mas to meu remédio lorax de 2mg há mais de 10 anos e me sinto muito bem acreditm se quiserem rezo o terço todos os dias e me sinto cada vez melhor o medo está dando lugar para a calma tranqüilidade antes não sentida já ando com mas segurança estou indo a missa coisa que passei mas de cinco anos sem ir agora já saio com familiares e claro mas antes nem isso fazia só ficava em casa sem motivos para fazer nada cuido de minha lan house e saio mas agora já vou a restaurantes mas acredito numa força maior Deus e com Ele tenho sido mas feliz tenham fé em Deus mas tomem os medicamentos certos e procurem a Deus e o Terço que e muito importante um acompanhamento espiritual venci os medos e gostaria de ensinar a quem estiver com vontade de ficar boa este meu método hj mas feliz e querendo repartir com vcs a boa nova…se se enteressar mande para meu email que terei o prazer de falar toda minha história de superação ….

Clara

Estou sentido esses sintomas a duas semanas, após um acontecimento traumático. Muita palpitações, dores no peito, fadiga. As vezes bate desespero porque acho que não vai ter cura, que eu vou morrer. Isso pode se normalizar?

Isabel

Olá, tenho crises de pânico faz um tempo ja… eu me trato com remédios, mas não adianta mto..gostaria de saber se durante uma crise é possível eu ter um infarto? Pq os sintomas são bem parecidos né

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Isabel, segue o link de uma de nossas matérias com informações para você:
https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/ansiedade/panico-fabio-de-melo
Abraços.

Aristeia barros

Ola,a algus meses venho sentindo coraçao acelerado ,da falta de ar tremor ,sensaçao de desmaio ,sem vontade de fazer nada,eu era uma pessoa calma e agora fico ner isa o tempo td ate cheguei arremeçar o controle remoto no meu esposo em uma brincadeira comigo ,ontem tive muita dor no peito,falta de ar muto forte, tremor parecia q ia morrer,esse tive no bospital q medicaram cm rivotril entre outros e ñ deram muito efeito pois ficou age mais forte q me comocaram no oxigenio mais medicamentos e ai sim tive melhoras e me liberaram ,mas continuo cm o coraçao acelerando e pouca falta de ar e so vontade de fica izolada,isso e normal, dura muitos dias esses sintomas ,pode dar forte de novo ,tenho q procurar o medico de novo?me ajuda por favor.obrigada

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Aristeia, o ideal é que você realize uma consulta com o psiquiatra para que ele possa indicar o tratamento adequado para o seu caso. Melhoras.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.