Síndrome do pânico: o que acontece exatamente no corpo de uma pessoa?


  • +A
  • -A
Imagem do post Síndrome do pânico: o que acontece exatamente no corpo de uma pessoa?

A síndrome do pânico é um exemplo de transtorno de ansiedade, cujas causas ainda estão em investigação, mas acredita-se que existam fatores genéticos envolvidos. A doença provoca crises de pânico, em que um paciente se vê tomado pelo medo intenso diante de situações do dia a dia, com manifestações físicas e mentais que costumam durar até 20 minutos.

Descarga de adrenalina: batimentos cardíacos acelerados e falta de ar


Um episódio de pânico começa com um estímulo real ou imaginário que libera adrenalina, hormônio que prepara o corpo para fugir ou lutar. “Aceleração dos batimentos cardíacos, falta de ar, dilatação das pupilas, tremores e ansiedade são os principais sintomas”, conta o psiquiatra Eduardo Aratangy. Segundo o profissional, com o fim da descarga de adrenalina, a crise acaba passando sozinha, mas pode se reiniciar depois de certo tempo.

Durante uma crise de pânico, um paciente com a síndrome deve receber o auxílio de familiares e de amigos. “É importante entender que o indivíduo não tem controle sobre esses sintomas e que o medo vivido é apavorante. Um ambiente acolhedor, em que a pessoa se sinta confortável, ajuda”, recomenda o psiquiatra.

Respirar dentro de um saco plástico ajuda durante crise de pânico


A hiperventilação é uma das consequências imediatas da síndrome. Trata-se da respiração feita de maneira muito rápida por causa da ansiedade. O problema causa falta de ar, formigamento, perda de sensibilidade e de força nas extremidades. Nesses casos, quem estiver por perto pode ajudar o paciente a respirar dentro de um saco plástico para regularizar a respiração e diminuir os sintomas.

As crises de pânico, por si só, não colocam a vida do paciente em risco, mas o medo intenso pode provocar acidentes, por exemplo, caso a pessoa esteja dirigindo no momento. A longo prazo, Aratangy explica que pode ocorrer o aumento da pressão arterial e dos níveis de cortisol. Além disso, a doença pode isolar socialmente o indivíduo, fazendo com que ele deixe de realizar suas tarefas cotidianas.

Dr. Eduardo Wagner Aratangy é psiquiatra formado pela USP e atua em São Paulo. CRM-SP: 116020

TAGS
ansiedade
psicologico
panico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

46 comentários para "Síndrome do pânico: o que acontece exatamente no corpo de uma pessoa?"

Matheus

Boa matéria.

Fabíola

Só quem já passou por isso sabe o quanto é terrível e inimaginável!

CUIDADOS PELA VIDA

É verdade Fabíola, é uma situação quase indescritível. Por esse motivo é importante falarmos sobre esse assunto, assim quem passa por isso sabe que não está sozinho e que há possibilidade de tratamento. Abraços

Conceição

Só sabe o tamanho do sofrimento quem passa, mais essa matéria de certa forma vai me ajudar! Tem umas dicas bem legais.

CUIDADOS PELA VIDA

É verdade Conceição, por esse motivo é importante falarmos sobre esse assunto, assim quem passa ou conhece alguém que passa por isso pode ter maiores informações a respeito. Abraços.

Conrado

As crises decham vc debilitado por alguns dias até, é muito ruim mesmo.

CUIDADOS PELA VIDA

É verdade Conrado, por isso é importante realizar um acompanhamento e o tratamento prescrito pelo especialista. Abraços.

márcio

eu cheguei a ter crises de 12 horas,não é somente 20 minutos não..tanto é que quase morri em uma das vezes devido a pressão sanguínea elevada

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Márcio, uma crise de pânico possui uma duração média de 20 a 30 minutos, podendo variar, pois a pessoa ainda pode experimentar batimentos cardíacos acelerados, confusão, e problemas de concentração durante horas após a crise. Por isso é importante que um paciente com a síndrome receba auxílio de familiares e de amigos, e siga as orientações passadas pelo profissional que o acompanha. Abraços.

LUIZ CLAUDIO

EU TENHO SINDRIME DO PÃNICO ESTOU EM TRATAMENTO MAIS ESTOU CINTINDO MUITAS DORDE BARRIGA O QUE EU POSSO FAZÉR PRA PARA ESTA DOR

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Luiz, toda medicação deve ser prescrita após avaliação médica. Recomendamos que você realize uma consulta. Melhoras.

Lueny

Eu comecei à ter esses sintomas à um tempo atrás. Daí com um tempo, eles passaram, mas nunca mais consegui me sentir normal, no caso, me sentir como se tivesse saudável. Agora, depois de algum tempo, está voltando. Eu odeio sentir isso, tenho apenas 17 anos. Meu marido trabalha à noite inteira, fico sozinha até a madrugada, fico com a minha filha de 1 ano e 5 meses e morro de medo de algo acontecer comigo e ela ficar sozinha. As vezes parece até que estou morrendo, Deus me livre guarde, não sei distinguir o que é isso, só quero me livrar o mais rápido possível…

Christian

Olá galera, eu tenho transtorno de ansiedade, e pela primeira vez na semana passada eu acabei tendo um Ataque de Pânico, gente é a pior sensação do mundo, a minha sorte foi que eu já tinha estudo sobre isso, sobre os sintomas para mim ja estar preparado se acontecesse, então tive calma e consegui acalmar um pouco, mas depois que o Ataque passa, parece que ele deixa rastros, depois eu tive despersonalização que por mais que seja uma coisa terrível é tão curioso quando a gente passa, a minha dica para vocês é lerem mais sobre os sintomas para quando ocorrer um ataque vocês saberem se controlar, porque só quem passa sabe o quanto é terrível ! Uma boa sorte pra todos <3

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Christian, obrigada por seu depoimento, ele com certeza poderá ajudar outras pessoas que como você, estão em busca de uma maior qualidade de vida. Abraços.

gilmar

A sindrome de pánico pode durra mais de um, ano sofri com isto e ainda sofro.

CUIDADOS PELA VIDA

OI Gilmar, temos uma matéria em nosso site que pode esclarecer sua dúvida: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/ansiedade/sindrome-do-panico-recaida

Janaina

Pior sensação que existe, parece que esta ficando louca perdendo o controle, nunca tive umaCrise de 20 min sempre duraram horas noite toda… Nas crises fico muiiiito agitada como se quisesse correr o tirar algo de dentro de mim … Deus tenha misericórdia de nós … porém gostaria de saber porque estudos dizem ser 15 a 20 min porém na verdade dura horas …

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Janaina, uma crise de pânico possui uma duração média de 20 a 30 minutos, podendo variar, pois a pessoa ainda pode experimentar batimentos cardíacos acelerados, confusão, e problemas de concentração durante horas após a crise. Por isso é importante que um paciente com a síndrome receba auxílio de familiares e de amigos, e siga as orientações passadas pelo profissional que o acompanha. Abraços.

Suelen

Oi bom dia. Eu comecei com os sintomas tem uns 5 meses. Já estou fazendo tratamento, mas o que mais me incomoda são as dores no peito. Já fiz vários exames e não acusaram nada.😘

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Suelen, caso os sintomas persistam é recomendável que você retorne com o médico para uma reavaliação. Melhoras.

Lisandra Ribeiro de Souza

Eu também tenho essa crise de síndrome de pânico e é horrível, Eu sinto uma angústia e medo intenso de me isolar na cama e deixar tudo fechado e um desespero de tristeza e começo a sentir calafrios e saideira, dor forte de cabeça e falta de ar, e qualquer atividade que eu estiver fazendo tenho que parar tudo e de minutos em minutos vai passar e volta a sentir

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Lisandra, realize uma consulta com o médico especialista para que ele possa receitar o tratamento adequado para minimizar os seus sintomas. Melhoras.

Joana

É muito ruim mesmo. Entendo cada um dos sintomas que cada um descreveu pois eu também sentir isso. Quando sentimos parece que não teremos mais qualidade de vida .É terrível! Eu penso, tudo o que eu quero é voltar a ser normal. Estou indo para o caminho religioso pois a mente fica um pouco mais tranquila e confiante quando temos fé. Acreditem vcs ficarão curados. Ajudem-se

Solange Cardoso

Olá gostaria de saber se existe ataque de pânico nos níveis leve, moderado e grave?

Nelci Teixeira

OI, minha primeira crise tive dia 24 de janeiro de 2018, a endocrinologista já havia desconfiado que eu estava acometida desse mal,porém desacreditei e pensei ser tudo sintomas do climatério. Eu pensava que para ter essa crise a pessoa tinha que demonstrar esta doente. Hoje sei que é uma doença da mente,minha psiquiatra me aconselhou a não tomar remédio, tentar controlar com a respiração,meditação e atividade física. Ate agora estou conseguindo graças a DEUS. So sabe o que é isso quem tem.

Carla

Bom dia eu estou passando por isso é muito Rui ano passado fiquei com um problema de saúde fui internada sai do hospital fique bem ,mais depois de seis meses voltou de novo mais não fiquei enternada aí começou tudo trastorno de anciedade dor no peito desânimo fiquei sem apetite enjoada sem dormir parei no pronto socorro três vezes no mesmo dia fiquei 15 dias com isso mais to me tratando .

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Carla, desejamos sucesso em seu tratamento. Abraços.

Adilson

Minha esposa faleceu tô sofrendo com sidromi do pânico tá atrapalhando minhas atividades no trabalho sinto fraqueza dor no no peito batimentos no centro do peito pofavo presizo de ajudar

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Adilson, sentimos muito por sua perda. Procure marcar uma consulta com o psiquiatra/psicólogo para que possam te auxiliar com o tratamento adequado. Abraços.

Ítalo

Até hoje eu quero saber pq toda vez que fico ansioso, sinto um bolo na garganta e sensação que vai cair.

Vivian

Comecei a ter muitas crises na semanaEstou com o problema de dor de barr Nas crises e a vergonha de ir para o trabalho por que as crises do acontecem lá É difícil controlar, respirar e aceitar que você tem que fazer o tratamento e não vai morrer em uma criseMeus sintomas são Visão embaçada, tontura, dor de cabeça, falta de ar, formigamento, dor no peito Batimentos acelerados A pressão sobeE acho que vou desmaiar

Bia

Tive uma crise hoje forte, muito mal estar, tonteiras, tremedeira, parecia que ia desmaiar. Entrei em desespero, graça a Deus minha mãe estava comigo, sai batendo no portão do vizinho para me levar na emergência, mas com muita oração fui acalmando. Mas agora estou com fortes dores no estômago e enjôo. Não vejo nada relacionado como fica o nosso organismo depois das crises. Porque a crise passa mas não ficamos 100% como se nada tivesse acontecido

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Bia, segue o link de uma de nossas matérias com informações para você: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/ansiedade/quanto-tempo-dura-crise-panico
Abraços.

Meu Deus, foi uma das piores sensações que já vivi ao longo dos meus 61 anos. Cada crise é bem diferente da outra. Umas vem com muito enjôo, dores abdominais, falta de memória, muita sede .... Mas estou com um bom psiquiatra e acertamos a medicação. Agora consigo me socializar, mas nada de multidões, gritos , som alto... enfim , quero paz!

Meu Deus, foi uma das piores sensações que já vivi ao longo dos meus 61 anos. Cada crise é bem diferente da outra. Umas vem com muito enjôo, dores abdominais, falta de memória, muita sede …. Mas estou com um bom psiquiatra e acertamos a medicação. Agora consigo me socializar, mas nada de multidões, gritos , som alto… enfim , quero paz!. ABS , Excelente matéria

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, obrigada por compartilhar sua história conosco! Parabéns pelo empenho na busca de uma maior qualidade de vida. Abraços.

Maria Bruna

Tenho síndrome do pânico desde meus nove anos de idade , é a pior sensação , não desejo pra ninguém isso , estou tomando medicamento , fiz terapia , mais as vezes volta às crises e ficou com aquele medo de morrer na crise , muito ruim sentir isso

Dagilza

Passo por isso desde 2015 mas achei que não era nada demais. 2016 outra crise. Achei ainda que era só sobrecarga de trabalho e o peso de uma vida atribulada. Em outubro 2017 a coisa ficou feia… dirigindo e a crise veio. A partir daí comecei o tratamento e hoje já me sinto melhor.O apoio da família e dos amigos foi fundamental para que eu continuasse o tratamento e hoje me sinto muito melhor. Tenho consultas periódicas ao psiquiatra e faço terapia 2 vezes ao mês. Já me sinto muito melhor. Uma vida quase normal. Mas sigo a recomendação médica a risca.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Dagilza, obrigada por compartilhar sua história conosco! Parabéns pelo empenho na busca de uma maior qualidade de vida. Abraços.

Fabi

Materia bem resumda. faltaram tantos sintomas. Quem nao tem conhecimento previo pode pensar que sao so esses

maria lelis camargo leitao

minhas crises duram muito mais que 20 minuros. tenho usado 5gotas de rivotril receita medica pra melhorar. to cansada disto.

Gislaine F oliveira

A menos de 1 mês tive a crise do Pânico….acho q foi a pior sensação que ja senti na vida..a todo momento achava que iria morrer, mais com muito apoio da minha família e amigos tenho superado a cada dia, com tratamento e muito pensamento possitivo que posso vencer td isso…claro que o medo de dar é muito grande, mais aprendi a me controlar com a respiração…realmente funciona e ajuda muito..

Vina

Eu sofria disso e não tinha conhecimento. Até que tive uma crise que pensei que estava infartando me levaram no ponto Socorro,aí a doutora chamou minha filha e falou que era síndrome do pânico mas ansiedade,mais não parou aí depois ainda tive várias crises e ficava debilitada depois.Agora tomo remédio pra ansiedade e Rivotril passado pelo neoro ,mas sinto os sinto os sintomas aí começo a respirar fundo porq da taquicardia é horrível só que tem e que sabe.Mas graças à Deus não tem dado,não fico sem o medicamento.

Cacia Galdino

Esses dias cheguei a desmaiar, antes tinha só a sensação, fui parar no PS , não sabia que podia acontecer 7

Gilson

Pessoal a um mês venho sentindo , mãos e pés frios e suados, coração acelerado , tonturas , visão turva e falta de ar, o psiquiatra me falou que era uma ansiedade generalizada , não consigo nem entrar no ônibus só , que os sintomas aparecem , estou tomando paroxetina e clonezepam , temelhorado um pouco as crises , mais os efeitos colaterais são muitos do remédios , não sei se vale a pena continuar , ou se tem outra opção de cura

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Gilson! Chegou a conversar com seu médico sobre os efeitos colaterais? O acompanhamento médico é extremamente importante, não desista do tratamento. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.