As redes sociais favorecem a ansiedade leve ou moderada?


  • +A
  • -A
Imagem do post As redes sociais favorecem a ansiedade leve ou moderada?

Curtir as fotos dos amigos, ficar de olho nas principais notícias do dia, ver vídeos engraçados e conversar com familiares que moram longe são apenas algumas das utilidades das redes sociais. Estes sites e aplicativos trouxeram inúmeras facilidades, mas seu uso deve ser feito com cautela, já que podem deixar seus usuários propensos a desenvolver problemas psiquiátricos, como o transtorno da ansiedade.

Redes sociais aumentam estresse e ansiedade


“O uso das redes sociais como único ou principal meio de comunicação pode aumentar o estresse, muito por não permitir uma comunicação total com trocas adequadas, cara a cara, mas igualmente por manter o usuário muito tempo utilizando os eletrônicos”, explica o psiquiatra Marcelo Calcagno Reinhardt.

O resultado desse uso exagerado é um indivíduo mais ansioso e estressado. Alguns sinais podem ajudar a indicar quando as redes sociais deixam de ser um hobby e podem se tornar um problema. “Quando se passa muito tempo nelas, quando sente necessidade de checar constantemente se alguém fez contato, deixando de curtir o momento, seja uma conversa pessoal ou deixando de sair”, exemplifica o psiquiatra.

Uso intenso de redes sociais causa isolamento


O isolamento é outro problema causado pelas redes sociais. Um estudo feito por psicólogos americanos e publicado no Periódico Americano de Medicina Preventiva detectou que o uso destas plataformas por mais de duas horas aumenta consideravelmente as chances dos internautas se sentirem isolados. Os pesquisadores concluíram que as redes sociais expõem as realizações de outras pessoas, despertando sentimentos de exclusão e inveja.

A melhor maneira de evitar esses problemas é não exagerar. As redes sociais existem para facilitar o início da comunicação, quando não é possível falar com alguém devido à distância ou em situações em que o contato precisa ser feito rapidamente. Segundo Calcagno, as redes sociais não podem substituir o contato pessoal, nem as atividades sadias do cotidiano, como sair com os amigos e praticar exercícios físicos.

Dr. Marcelo Calcagno Reinhardt é formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e atua em Florianópolis (SC). CRM-SC: 10573

Foto: Shutterstock

TAGS
ansiedade
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "As redes sociais favorecem a ansiedade leve ou moderada?"

Luciana Maria cruz

Espero que posso min ajunda esse remedio

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.