Por que é tão difícil se concentrar em uma atividade durante uma crise de ansiedade?


  • +A
  • -A

A crise de ansiedade normalmente ocorre com pessoas diagnosticadas com transtorno de ansiedade generalizada, que se diferencia da ansiedade normal. Esse quadro mais sério gera preocupação e apreensão excessivas, resultando em sintomas como inquietação, irritabilidade, perturbação do sono e dificuldade de concentração.

Todas as pessoas apresentam ansiedade, até porque isso é uma reação natural do organismo à chegada de eventos importantes, impactantes e que geram tensão. “A ansiedade é uma vivência emocional normal, com finalidades adaptativas ao estresse, que pode até ser benéfica em algumas situações, como avaliação de ameaças e de comportamento de proteção; é também fonte motivacional ao se lidar com novos desafios”, afirma a psiquiatra Júlia Trindade.

Características do transtorno de ansiedade


Já no transtorno de ansiedade, o nível dos sintomas é desproporcional para os fatores causadores do quadro, o que implica em muito sofrimento para o paciente, com comprometimento significativo de sua qualidade de vida, seja nas relações interpessoais, produtividade no trabalho e nas demais atividades executadas. Nesse contexto,
manter a concentração se torna muito mais muito difícil do que o normal.

Além dos sintomas já citados, o transtorno de ansiedade pode provocar sensações que afetam a parte física, como fadiga, falta de ar, dor de cabeça, aumento da pressão arterial, náuseas, tensão muscular, taquicardia e alterações nos hábitos intestinais. “Por mais que pareçam às vezes semelhantes, a ansiedade se diferencia do medo, que é um sinal de alerta, uma resposta a um estímulo externo conhecido”.

Tratamento do transtorno de ansiedade


O transtorno de ansiedade, bem como suas crises e sintomas (o que inclui a falta de concentração), podem ser tratados com o uso de medicamentos antidepressivos e ansiolíticos e/ou psicoterapia. Além dessas medidas, é essencial que o paciente busque
implementar em sua rotina atividades relaxantes, que gerem prazer. Os momentos de lazer são adjuvantes importantes ao tratamento.

Dra. Júlia Pinto Trindade é psiquiatra formada em medicina pela Universidade Federal de Pelotas/RS, com residência em psiquiatria pela Universidade Federal de Santa Maria/RS. CRM: 24363

Foto: Shutterstock

TAGS
ansiedade
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Por que é tão difícil se concentrar em uma atividade durante uma crise de ansiedade?"

JORGE GUILHERME

Bom dia!Justamente por causa da ansiedade! Eu, sofro de transtorno da ansiedade, já tive síndrome do panico, tomo remédios, mas mesmo assim tenho dificuldade para concentrar! Esqueço muito onde guardei as coisas, ai fica difícil porque eu fico mais ansioso para lembrar! Disperso com muito facilidade! Faço as coisas sem me concentrar e depois a memoria sofre para lembrar!

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.