A claustrofobia tem relação com a síndrome do pânico?


  • +A
  • -A
Imagem do post A claustrofobia tem relação com a síndrome do pânico?

O ser humano pode aprender muito com o medo, até mesmo a se proteger de situações perigosas. No entanto, quando este sentimento sai do controle e começa a prejudicar a qualidade de vida, atrapalhando atividades do dia a dia e se tornando uma barreira para o bom convívio com outras pessoas, passa a ser algo negativo e deve ser tratado.

O que é a claustrofobia?


É o caso da claustrofobia. “A claustrofobia é uma fobia específica, é o medo de estar em lugares fechados como um elevador ou uma sala fechada e de fazer um exame de ressonância magnética, por exemplo. A pessoa sente grande desconforto e tende a evitar essas situações”, explica o psiquiatra Ricardo Torresan.  

De acordo com o especialista, a claustrofobia e a síndrome do pânico não são o mesmo distúrbio. O médico afirma que pessoas claustrofóbicas podem ter ataques diante da exposição ao estímulo ao qual têm fobia, como ficar preso em um túnel. Já alguém com síndrome do pânico tem ataques de forma espontânea inicialmente e depois passa a ter medo de ter uma nova crise.

Claustrofobia é um transtorno de ansiedade


Entretanto, os dois problemas compartilham algo em comum: “Ambos são transtornos de ansiedade, mas com sintomas, curso e impactos diferentes, assim como o tratamento para cada caso”. Segundo Torresan, não existe causa específica para o desenvolvimento da claustrofobia e mesmo que nunca teve medo diante de um ambiente fechado pode passar a tê-lo.

Para tratar a claustrofobia que não é acompanhada de outros transtornos psiquiátricos, o paciente pode recorrer à psicoterapia comportamental. Nela, o profissional expõe o indivíduo às situações temidas gradualmente e repetidamente. Em alguns casos, como quando há outros distúrbios associados, o uso de medicamentos antidepressivos e calmantes podem ajudar bastante na recuperação.

Dr. Ricardo Cézar Torresan é graduado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e atua em Botucatu. CRM-SP: 100415

Foto: Shutterstock

TAGS
ansiedade
psicologico
panico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "A claustrofobia tem relação com a síndrome do pânico?"

Celi

eu tenho Clautrofobia e acredito que tem relação com o Pânico, sinto como se meu coração fosse explodir e sufocar só em pensar de estar em lugares de onde não posso ter controle de ação imediata ex.fazer uma ressonância em tubo fechado. lugares pequenos fechados e escuros.ou de ficar imobilizada.

Cuidados Pela Vida

Oi Celi, a claustrofobia é uma fobia específica, que é o medo de estar em lugares fechados, como um elevador ou uma sala fechada; a pessoa sente grande desconforto e tende a evitar essas situações. Já a síndrome do pânico é um transtorno psiquiátrico caracterizado por crises recorrentes de ansiedade e medo e, de acordo com o psiquiatra Alexandre Proença, na maioria dos casos, as crises de síndrome do pânico não têm hora para acontecer. Os dois problemas compartilham algo em comum: ambos são transtornos de ansiedade, mas com sintomas, curso e impactos diferentes. Procurar um atendimento especializado é fundamental para que o médico possa realizar o diagnóstico e prescrever o tratamento adequado ao seu caso. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.