A ansiedade, se não for tratada, pode se agravar com o tempo?


  • +A
  • -A

A ansiedade é uma sensação que, de uma forma ou de outra, faz parte da vida de todas as pessoas. No entanto, existem casos que atingem níveis exagerados e se tornam verdadeiros problemas, gerando sintomas físicos e atrapalhando a rotina e a convivência com amigos e familiares. Alguns destes quadros podem se agravar com o tempo se não forem tratados.

 

Ansiedade se agrava de acordo com experiências do paciente

 


“Algumas pessoas têm quadros leves de ansiedade que vão se agravando com o passar do tempo. Outras têm algum
grau de ansiedade que se mantém da mesma forma por muito tempo e também existem pessoas que iniciam um quadro ansioso leve e evoluem para sintomas graves, até com a possibilidade de eventuais crises de pânico”, afirma a psiquiatra Cláudia Chaves.

De acordo com a especialista, a forma como cada quadro de ansiedade se comporta ao longo do tempo varia conforme as vivências de cada indivíduo e também com a forma como cada paciente lida com determinadas situações estressantes do dia a dia, como a perda de um emprego, um rompimento familiar ou até mesmo um assalto.

 

Como o médico faz o diagnóstico da gravidade da ansiedade?

 


O nível da ansiedade será avaliado pelo psiquiatra a partir do tipo de prejuízos que o paciente apresenta nas atividades diárias. “Algumas pessoas apresentam sintomas (tremores,
agorafobia, sudorese, taquicardia) somente quando expostas a determinadas situações. Outras apresentam sintomas mesmo sem nenhum fator desencadeante”, explica a profissional. Há ainda um terceiro grupo que experimenta ansiedade em locais públicos ou com muitas pessoas, o que é considerado um quadro mais grave.

Independentemente da gravidade do quadro, é importante procurar auxílio médico para avaliar a necessidade de tratamento. Segundo a psiquiatra, as medidas indicadas para tratar a ansiedade não mudam, necessariamente, do nível leve para o grave. “O que pode acontecer é que casos mais graves, às vezes, precisam de acompanhamento mais próximo e de afastamento das atividades de trabalho por um período”, afirma. Boa alimentação, prática de atividades físicas e meditação são medidas importantes e que, normalmente, apresentam bons resultados, tanto no controle da ansiedade como na qualidade de vida geral do paciente.

 

Dra. Cláudia Chaves Dallelucci é psiquiatra, formada em Medicina pela Universidade de Mogi das Cruzes e atua no Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes da UNIFESP (PROAD). CRM-SP: 151077

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
ansiedade
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "A ansiedade, se não for tratada, pode se agravar com o tempo?"

Alexandra batista

ansiedade tem cura sem remedios

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Alexandra, boa alimentação, prática de atividades físicas e meditação são medidas importantes e que, normalmente, apresentam bons resultados, tanto no controle da ansiedade como na qualidade de vida geral do paciente. Abraços.

Viviane

Olá tenho ansiedade constante, passo mal, e as vezes sinto até dor no peito, às vezes tenho crise de aura ocular, já fui no Neuro e não tenho enxaqueca, isso também é um sintoma da ansiedade??? O que posso fazer para melhorar? Já tenho medo de sair de casa e passar mal na rua…….

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Viviane, dentre os sintomas da ansiedade, podemos citar dor de cabeça, perspiração, palpitações, aperto no peito, dor ou leve desconforto estomacal, inquietação, hesitação e urgência em urinar. É importante ressaltar que a gama dos sintomas ansiosos tende a variar entre as pessoas. Converse com o médico que te acompanha para que ele possa prescrever o tratamento ideal para o seu caso. Abraços.

Rayssa

Bom, eu tenho ansiedade por causa de uma perda de uma pessoa importante para mim e o cardiologista disse que era só uma ansiedade depois que fiz os exames de coração(desculpe n sei o nome desse exame) ele disse que era ansiedade e tals só que quando sai de lá não sentia mas nada…mas com um tempo depois a dor no peito voltou só que com um sintoma a mais chamada falta de ar isso só acontece as vezes quando corro e tipo o cardiologista não me passou nenhum remédio e também teve uma vez em que eu conversava no cel com uma amiga e eu meio que não conseguia levantar pois meu coração fazia pressão e também n conseguia falar a não ser baixinho pois se falasse alto doía mas e depois de uma tempinho tomei coragem e levantei da cama ficando em pé e a dor não passava e depois deitei de novo do mesmo jeito e não funcionou, depois deitei de bruços tbm n funcionou e por ultimo fiquei de lado e depois do outro lado tbm e n parava de dor só depois de um tempo que passou…poderia ser um quadro mais alto de ansiedade ou pode não ser ansiedade?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rayssa, agradecemos por compartilhar seu relato. Não é possível identificar a causa sem uma consulta presencial, pois somente após exames é possível indicar a causa dos sintomas e o tratamento mais eficaz para controla-los. Converse com seu cardiologista e procure também se necessário uma consulta com o psiquiatra, este profissional poderá identificar se existe a presença de níveis exacerbados de ansiedade e indicará o tratamento para amenizar e trazer melhora na sua qualidade de vida. Até breve.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.