A ansiedade pode atrapalhar a boa qualidade do sono?


  • +A
  • -A

A ansiedade é uma resposta normal do organismo que surge diante de situações estressantes ou de possíveis ameaças, uma sensação experimentada por todo mundo ao longo da vida. Em alguns casos, no entanto, essa sensação de apreensão pode surgir sem motivo aparente, em diferentes intensidades, e pode atrapalhar a rotina e prejudicar a qualidade de vida. Por deixar o corpo inquieto e em estado de alerta, a ansiedade pode, entre outras coisas, atrapalhar a qualidade do sono e dificultar o descanso.

 

Ansiedade leve pode fazer indivíduo acordar no meio da noite

 


“Em períodos mais difíceis, podem ocorrer
níveis mais leves de ansiedade e é natural que as pessoas observem certa dificuldade para dormir, passem a acordar muitas vezes durante a madrugada ou a despertar cedo demais, sem conseguir voltar a dormir”, afirma a psiquiatra e especialista em Medicina do Sono Camilla Pinna.

A médica explica ainda que, em graus leves, a ansiedade pode provocar uma piora da qualidade do sono capaz de tornar as pessoas mais cansadas e sonolentas durante o dia. “Nesses casos mais leves de ansiedade, esses problemas do sono acontecem apenas em algumas noites e melhoram espontaneamente, após alguns dias ou poucas semanas”, destaca a profissional.

 

Ansiedade moderada pode diminuir qualidade do sono e provocar irritação

 


Já em níveis moderados e elevados, a ansiedade passa a interferir na capacidade de enfrentar os eventos difíceis e estressantes do dia a dia de forma adequada. “A dificuldade para pegar no sono ou para manter um sono de qualidade passa a ser mais frequente e intensa, podendo causar irritabilidade, sonolência durante o dia e dificuldade de concentração”, diz Camilla.

Nestes casos, a ansiedade passa a ter muitas repercussões negativas na saúde e no bem-estar das pessoas. Outros sintomas frequentes são tensão muscular, dificuldade para relaxar e preocupações muito intensas, duradouras e de difícil controle. A partir daí, é fundamental que o paciente busque o auxílio de profissionais da saúde para tratar o problema.

 

Dra. Camilla Moreira de Sousa Pinna é psiquiatra formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), especialista em Medicina do Sono e atua no Rio de Janeiro. CRM-RJ: 52-82109-8

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
ansiedade
insonia
sono

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

9 comentários para "A ansiedade pode atrapalhar a boa qualidade do sono?"

Virgínia Garcia

Como fasso para tratar da ansiedade? Eu tenho e meus filhos TB. Por favor me ajude

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Virgínia, como cada caso tem suas particularidades, o indicado é que você e seus filhos realizem uma consulta com o médico especialista. Abraços.

Lindalva

Insônia: muita dificuldade de conciliar o sono? E quando consigo acordo várias vezes e por vez demoro novamente pra dormir..No dia seguinte a cabeça fica oca e caminhando em cima de espuma. Me Mude por favor. Já fui em especialistas,.passam remédios mas só resolve.se tomar o remédio todos os dias, só que eu tenho medo de viciar.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Lindalva, não é indicado interromper o tratamento sem autorização do médico. Você tem que segui-lo corretamente e, comparecer a consultas regulares para que o médico possa acompanhar sua evolução. Melhoras.

Fabiana

Acordo varias vezes durante a noite. Minha cabeca nao para. Nao consigo controlar meus pensamentos. Preciso ir a um psiquiatra? Ou so o psicologo pode ajudar?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Fabiana, você pode atrelar o tratamento com os dois profissionais. Abraços.

Ana lucia

Isto é angustiante

Bruna

Boa noite.. Tem vezes que pego no sono e quando pego menda um estalo e fico suspirando porque sinto que estou ficando com falta de ar.. Mas logo em seguida quando acordo e abro os olhos ja me sinto normal com aa respiração tranquila.. O que isso pode ser ? Tenho hipoxondria.. Sindrome do panico.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Bruna, é complicado diagnosticá-la apenas com essas informações. É necessário realizar avaliação com o médico especialista para que ele possa realizar o diagnóstico e, caso seja necessário, prescrever um tratamento. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.