Como ajudar quem está sofrendo uma crise de pânico?


  • +A
  • -A

O transtorno do pânico é uma doença psiquiátrica ligada a níveis exagerados e perigosos de ansiedade. O problema provoca crises inesperadas e que são bastante impactantes para o doente, envolvendo tanto sintomas físicos quanto psicológicos. A ajuda de amigos e familiares é importante para que o paciente passe pela crise de pânico de forma menos traumática.

 

Controlar a respiração ajuda durante uma crise de pânico

 

“Uma crise de pânico é um período muito angustiante e inconfundível, de imenso medo ou temor, em que os sintomas do transtorno do pânico atingem seu ápice em 10 minutos, podendo se estender por até 50 minutos“, explica o psiquiatra Alexandre Proença. Entre os sintomas mais frequentes estão enjoo, suor frio, tremores, palpitações, taquicardia, fraqueza nas pernas e sensação de desmaio.

Segundo o profissional, a melhor forma de ajudar um paciente durante uma crise do pânico é tentar acalmá-lo. Para isso, vale recorrer a técnicas de respiração e meditação. Muitas vezes, quem está por perto pode auxiliar o doente a tomar a medicação prescrita especificamente para as crises.

 

Sensação de medo predomina na crise de pânico

 

Quem passa pela crise acredita que vai morrer ou que coisas muito ruins estão prestes a acontecer. O pior é que esses pensamentos dificilmente podem ser controlados. As pessoas próximas podem ajudar a redirecionar a mente para pensamentos positivos, tirando ou pelo menos ajudando a diminuir a sensação de medo do familiar ou amigo.

De acordo com o médico, ter uma crise de pânico nem sempre é sinal de que o tratamento precisa ser revisado pelo psiquiatra. “É comum que os pacientes ainda tenham algumas crises no início do tratamento. Com o tempo elas tendem a ser menos intensas e em menor frequência. Mas, caso exista uma permanência dos sintomas, é recomendável ajustar o tratamento“, aconselha Proença.

 

Dr. Alexandre Proença é psiquiatra, com residência médica em Psiquiatria pela Fundação Municipal de Saúde de Niterói (FMS/HPJ) e membro da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). CRM-RJ: 52905674

Foto: Shutterstock

 

TAGS
psicologico
panico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Como ajudar quem está sofrendo uma crise de pânico?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.