Quadro avançado de Alzheimer: como se preparar para eventuais momentos difíceis com a progressão da doença?


  • +A
  • -A

A fase mais avançada do quadro de Alzheimer é bastante delicada e exige que o cuidador e toda a família reúnam esforços para auxiliar o paciente. Ter consciência das dificuldades dessa fase e das responsabilidades necessárias para cuidar da melhor maneira possível do indivíduo com a demência é o primeiro passo para que você consiga lidar com a progressão da doença.

Quando o diagnóstico da demência da doença de Alzheimer é estabelecido, é importante que você e sua família sejam avisados da fase clínica em que o paciente se encontra (leve, moderada ou grave), de quais são as principais alterações clínicas presentes e qual o prognóstico de evolução do quadro, para saberem como proceder”, aponta o geriatra José Eduardo Martinelli.  

 

Dificuldades do quadro avançado de Alzheimer

 


O médico explica que essas fases vão se sucedendo à medida em que a doença progride e que não há uma marcação precisa indicando a mudança para a fase avançada do quadro. “O que se sabe é que os sintomas antes estabelecidos vão piorando, até que na fase final  todos os pacientes ficam em mutismo, com incontinência urinária e fecal, deixam de comer (sendo necessário a passagem de sonda nasoenteral ou gastrostomia) e assumem posição fetal no leito, podendo ficar nessa situação por 2 a 3 anos”.

Segundo o geriatra, o Alzheimer não é uma doença apenas do paciente, mas da família inteira, pois todos devem se envolver na prestação de cuidados em todas as fases. “A colaboração pode ser das mais variadas formas: passar a noite na casa do pai ou da mãe demenciado, levá-lo um final de semana na casa de cada filho, levá-lo para comer fora quando possível etc. Não podemos esquecer que a sociabilidade é um dos principais fatores para retardar a evolução da doença”, afirma Martinelli.

 

Fase avançada do Alzheimer não tem recuperação

 


É importante que você saiba que, atualmente, não existe qualquer forma de recuperação quando o paciente está na fase mais avançada do Alzheimer, uma realidade difícil que deve ser enfrentada por você e por outros familiares envolvidos no tratamento. “
Os medicamentos utilizados no tratamento não influenciam na evolução da doença, justamente porque ela não irá se estabilizar. São apenas sintomáticos”, finaliza. O objetivo do tratamento, especialmente nessa fase, é dar a melhor qualidade de vida e tranquilidade possível para o paciente.

 

Dr. José Eduardo Martinelli é pneumologista e geriatra, sócio fundador e responsável técnico pelo Instituto Martinelli de Geriatria e Gerontologia em Jundiaí (SP). CRM-SP: 27875 – Site oficial

Foto: Pexels/Matthias Zomer

TAGS
alzheimer
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Quadro avançado de Alzheimer: como se preparar para eventuais momentos difíceis com a progressão da doença?"

MARLENE F. A. CORRÊA

A ORIENTAÇÃO DOS MÉDICOS SÃO MUITO ÚTEIS PARA MIM QUE SOU A CUIDADORA DO MEU MARIDO. OBRIGADA

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Marlene, ficamos felizes que nossas matérias estejam te auxiliando. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.