O mal de Alzheimer tem cura? Especialista explica tratamento!


  • +A
  • -A

O Mal de Alzheimer, também conhecido como Doença de Alzheimer, é uma das formas mais conhecidas de demência. A ciência ainda não chegou a uma conclusão sobre as causas desse problema, mas acredita-se que o depósito de proteínas beta-amiloide entre os neurônios e a formação de emaranhados neurofibrilares resultam na perda de neurônios e na diminuição da produção do neurotransmissor acetilcolina, importante para o aprendizado e para a memória.

Tratamento visa retardar a evolução do Alzheimer


De acordo com a geriatra Thaísa Segura da Motta Rosa, a doença ainda não tem cura, mas há opções de tratamento que buscam evitar uma piora do quadro: “Existem medicamentos que têm a finalidade de retardar ou estabilizar a evolução da doença e também de atenuar as alterações de comportamento que o paciente possa vir a apresentar”. Ela ressalta que, quanto antes iniciar o tratamento, melhores serão os resultados.

O tratamento para o Mal de Alzheimer consiste em abordagens diferentes e incluem medidas não farmacológicas. Estímulos cognitivos, terapia ocupacional, fisioterapia e fonoterapia são algumas delas. Segundo a especialista, praticar atividades físicas e manter uma alimentação balanceada também são medidas que devem ser contempladas.

Antidepressivos podem ser utilizados no tratamento do mal de Alzheimer


O tratamento medicamentoso nas fases iniciais da doença é feito com os inibidores da acetilcolinesterase, que inibem as enzimas que degradam a acetilcolina. No entanto, o paciente pode apresentar efeitos colaterais gastrointestinais e circulatórios. “Outra opção terapêutica, nas fases moderada e grave, é o antagonista memantina, que atua reduzindo um mecanismo específico de toxicidade das células cerebrais”, afirma Thaísa.

Há ainda opções de medicamentos que não interferem na evolução da doença, mas que podem levar mais conforto e qualidade de vida ao idoso e a sua família. São as medicações que controlam alterações de comportamento e que atuam nos sintomas, como antidepressivos, antipsicóticos e estabilizadores de humor.

Dra. Thaísa Segura da Motta Rosa é médica geriatra, formada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e membro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). CRM-SP: 133363 – www.drathaisa.com.br

Foto: Shutterstock

TAGS
alzheimer
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "O mal de Alzheimer tem cura? Especialista explica tratamento!"

Sandra Regina Pedreira

A neuro de minha mãe (85 anos) indica donila e alois. E u discuto com ela do intenso sono de minha mãe; manhã, tarde e noite. Agora disse que ela não tem qualidade de sono, porque foi detectada uma apneia severa. Agora estamos usando uma máscara CPAP. ela passou um medicamento que me assustou ao ler a bula: quetros 25 mg. É tudo muito novo para mim, pois é a terceira idosa de minha família que cuido, todos foram longevos e só minha mãe tem essa doença.

Cuidados Pela Vida

Olá Sandra,o ideal é que você esclareça essa dúvida com o médico que prescreveu o medicamento.
Entretanto os pacientes cadastrados nos medicamentos Donila e Quetros possuem um benefício a mais, um acompanhamento de enfermeiros 24h via telefone para esclarecimento de dúvidas sobre saúde, doenças e tratamento.
Você pode contatá-los através do número 0300 118 1006 para verificar informações a respeito do tratamento com os medicamentos cadastrados. Abraços.

João Adriano

Boa noite.Gosta de saber se a doença sífilis tem os mesmo sintomas de mal de Alzheimer.Minha mãe se encontra com o vírus sífilis e tem 64 anos e aparenta os mesmo sintomas de Alzheimer.Já fizemos ressonância magnética e vários exame mas não constava Alzheimer.Gostaria de mas algumas Dicas.Att:João Adriano.

Rejane Andrade

Minha mae ha um ano teve um infarto e um avc e foi diagnosticada com inicio de demencia, so que no hospital ela teve uma hemorragia em decorrencia de ter tomado um remedio pra o avc,pois elatem uma pan gastrite cronica.Ela pode tomar algum remedio antidepressivo ou estabilizador do humor pra melhorar a qualidade de vida dela sem atingir seu estomago?

Cuidados Pela Vida

Olá João Adriano, a sífilis possui sinais e sintomas diferentes dependendo da fase em que se encontra, de forma geral é caracterizada por manchas ou lesões cutâneas que não dói, não coça e não arde. Já o mal de Alzheimer é uma doença degenerativa que provoca lesões cerebrais que resultam em prejuízo para as funções cognitivas. O paciente começa a perder a memória, se torna desatento, apresenta dificuldade para falar, compreender e até mesmo para comer sozinho. O indicado é procurar um especialista para que ele faça o diagnóstico correto e indique o tratamento para o caso. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Olá Rejane, qualquer medicação somente pode ser indicada após avaliação de um profissional médico. Recomendamos que sua mãe realize uma consulta com um especialista afim de identificar o tratamento indicado para o caso. Melhoras.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.

x

Parabéns

Em breve sua revista chegará em sua casa

Percebemos que você gostou do nosso conteúdo. Quer receber nossa revista em casa?

Preencha o formulário com seus dados que enviaremos para você!

* IMPORTANTE: Isso não é uma assinatura. Você receberá apenas esta edição da Revista CUIDADOS PELA VIDA.