Quanto mais idosa for a pessoa, maiores as chances de desenvolver Alzheimer?


  • +A
  • -A

O mal de Alzheimer é uma doença que surge em pessoas de idade mais avançada, já na velhice, tendo como principal sintoma a perda gradativa da memória. “O fator de risco mais importante para o desenvolvimento do Alzheimer é a idade. Portanto, quanto maior a idade, maior a probabilidade de desenvolver a doença”, afirma o geriatra José Eduardo Martinelli.

 

Alzheimer pode se iniciar antes da velhice

 

Não se sabe exatamente o motivo para a idade ser o fator de risco mais importante para a doença, mas a perda gradativa da função cerebral com o passar dos anos ajuda a evidenciar essa relação. “As perdas de neurônios e sinapses contribuem para o desenvolvimento da doença em pessoas mais velhas, além de alterações anatomopatológicas, como a formação das placas senis e emaranhados neurofibrilares”.


O Alzheimer pode surgir em idades menos avançadas também, apesar disso ser menos comum. Quando há um início precoce, a evolução costuma ser mais rápida. “Normalmente, o Alzheimer de início tardio evolui mais lentamente, pois os indivíduos mais velhos apresentam uma reserva cognitiva maior do que aqueles com menos de 65 anos de idade”.

 

Tratamento do Alzheimer em diferentes idades

 

A terapêutica medicamentosa é a mesma tanto num caso como no outro, isto é, tanto no Alzheimer de início precoce, quanto no de início tardio. A eficácia da resposta depende da diagnóstico e do início do tratamento serem feitos precocemente. “O mesmo vale para a terapêutica não medicamentosa. Esta deve priorizar a sociabilidade, que nas fases iniciais da demência traz mais resultado do que nas fases tardias”, afirma.

 

A diferença entre a pessoa mais jovem e a mais idosa com Alzheimer, que coloca a mais velha em desvantagem, é que o idoso normalmente apresenta outras doenças concomitantes, muitas vezes fazendo uso de vários outros medicamentos. “Isso pode gerar interações medicamentosas com reações adversas ao tratamento do Alzheimer”, completa Martinelli.

 

 

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. José Eduardo Martinelli

Dr. José Eduardo Martinelli

Geriatria

CRM: 27875 / SP

TAGS
alzheimer

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "Quanto mais idosa for a pessoa, maiores as chances de desenvolver Alzheimer?"

Viviana Remígio Coelho

Bom dia! Sou médica radiologista. Meu pai e minha mãe estão com Alzheimer. Peço a gentileza de me indicar algum livro para que eu possa me aprofundar no assunto. Desde já agradeço. Muito obrigada.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Viviana, segue o link de acesso a alguns vídeos com informações para você: https://cuidadospelavida.com.br/especiais/saude-mental
Abraços.

Rubens Kennedy dos Santos

Minha mãe tem alzaimer mais está controlado graças ao medicamento.muito boa a matéria pena que não existe cura

Cristiane

Olá, minha mãe faz uso do Donila 10mg.Desde quando foi diagnosticada com M.A o médico recomendou que ela tomasse o medicamento a noite.Gostaria de saber da opinião de vocês, se realmente deve tomar a noite ou no período da manhã .Obrigada e parabéns pelo site, pois tem me ajudado muito para compreender a doença e tomar os devidos cuidados com minha mãe

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Cristiane, os pacientes cadastrados no medicamento Donila possuem um benefício a mais, um acompanhamento com profissionais de saúde 24h via telefone para esclarecimento de dúvidas sobre saúde, doenças e tratamento. Sua mãe pode contatá-los através do número 0300 118 1006 para verificar informações e tirar dúvidas a respeito do tratamento com o medicamento Donila. Abraços.

Lucia Brazao

Meu marido tem 82 anos e a quatro anos esta com alzhaimer e toma Donola duo, Quet XR de 25 e Quetiapina para dormir,ele fica violento algumas vezes, e passa horas sem dormir.Mas gracas a Deus e muiyo sadio fisicamente nao tem diabetes,nem pressao altarins notrmal,intesftino normal e so a demencia e so usa fraldao mas anda muito bem.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.