html Doença de Alzheimer: Além do geriatra, que outros especialistas podem ajudar no tratamento?

Doença de Alzheimer: Além do geriatra, que outros especialistas podem ajudar no tratamento?


  • +A
  • -A

A doença de Alzheimer é um distúrbio que afeta os idosos e que, se não for tratado, tende a avançar e a prejudicar cada vez mais a memória e outros aspectos cognitivos do paciente. O geriatra é o médico mais indicado para conduzir o tratamento da doença, mas existem outros especialistas que podem contribuir para dar mais qualidade de vida ao idoso acometido.

 

Gerontólogos ajudam no tratamento da doença de Alzheimer

 

“Além do geriatra, os gerontólogos que tenham qualificação para oferecer terapias voltadas ao paciente com demência podem auxiliar no tratamento da doença de Alzheimer”, afirma o geriatra Ricardo Komatsu. Os gerontólogos são profissionais voltados para o desenvolvimento de melhores formas de prevenção, reabilitação e cuidados paliativos com o objetivo de melhorar a vida do idoso.

Além disso, outros especialistas podem ser importantes para o tratamento da doença de Alzheimer, de acordo com as características particulares de cada caso. “Uma equipe multiprofissional, que atue de forma colaborativa, pode melhorar a qualidade de vida do paciente, proporcionando um cuidado mais global, integrado e focado nas suas necessidades específicas”, explica o médico.

 

Equipe multidisciplinar melhora dia a dia do idoso

 

Entre os profissionais que podem integrar essa equipe multidisciplinar estão dentistas, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais. Eles avaliam as necessidades do idoso e propõem medidas para tratar e prevenir quaisquer problemas que possam aparecer.

A necessidade de uma equipe multiprofissional e quais profissionais são mais indicados para compô-la devem ser avaliados pelo geriatra que acompanha o paciente. “Deve ser considerado o grau do comprometimento cognitivo e funcional, avaliando aspectos como linguagem e comunicação, mobilidade, função executiva e as alterações do comportamento”, completa Komatsu.

 

Dr. Ricardo Komatsu é geriatra, médico clínico e chefe da Disciplina de Geriatria e Gerontologia da Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA). CRM-SP: 56604

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
alzheimer
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Doença de Alzheimer: Além do geriatra, que outros especialistas podem ajudar no tratamento?"

Ivanilda

Tomo conta da minha tia ,ela tem a doença de Alzheimer , levo ao geriatra e ao neurologista.Ela não fala direito, tipo tudo pra ela é celularComer , fazer xixi passear é celular

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Ivanilda, o pneumologista e geriatra Dr. José Eduardo Martinelli afirma que Não se deve deixar que o paciente se isole, porque a doença de Alzheimer parece progredir mais rápido quando isso é permitido. Também é importante não tirar sua independência, enquanto for possível, aconselha o médico. Quando o idoso é encorajado a fazer o maior número possível de atividades por conta própria, mesmo que sejam bem simples, como vestir e tirar sua própria roupa, ele estará ajudando a controlar o avanço do transtorno. Confira outra matéria que também trás mais informações sobre essa patologia clicando no link abaixo. Até breve.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/alzheimer/nao-discutir-paciente-doenca-de-alzheimer

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.