Produtos Participantes

Não tome medicamentos sem a orientação do seu médico. A persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.

Produto

Carregando...
Leucogen

Não tome medicamentos sem a orientação do seu médico. A persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.

Compre Agora

Leucogen

Princípio ativo: Timomodulina

Apresentação: Cápsulas – MS 1.0573.0062.010-0 | Xarope - MS 1.0573.0062

Indicação: Leucogen é destinado ao tratamento e prevenção de infecções das vias respiratórias, como auxiliar na doença infecciosa, viral e bacteriana, para deficiência da formação de anticorpos.

Contraindicação: Não use Leucogen se você for alérgico à timomodulina.

  • COMPOSIÇÃO
  • POSOLOGIA
  • INFORMAÇÕES
  • VER BULA
Cada cápsula de Leucogen contém:

timomodulina (equivalente a 20 mg do peptídeo) --------- 80 mg

Excipientes: celulose microcristalina, povidona, dióxido de silício e talco.
Leucogen cápsulas é de uso oral.

A posologia é de uma a duas cápsulas ao dia. O limite máximo diário é de duas cápsulas.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

  1. PARA QUÊ ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?


Leucogen é destinado ao tratamento e prevenção de infecções das vias respiratórias, como auxiliar na doença infecciosa, viral e bacteriana, para deficiência da formação de anticorpos.

  1. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?


Leucogen atua aumentando a defesa do organismo contra infecções. É um medicamento que estimula o sistema imunológico.

  1. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?


Não use Leucogen se você for alérgico à timomodulina.

  1. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?


Pelas características especiais de ação de Leucogen cápsula como imunomielomodulador (regulador das funções de defesa do organismo), não foram descritas interações medicamentosas com outros grupos de medicamentos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

 

  1. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?


As cápsulas de Leucogen possuem o corpo laranja avermelhado e a tampa vermelha e contêm pellets de cor creme.

Leucogen cápsulas deve ser armazenado em em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC) e e protegido da luz e da umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

 

  1. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?


Leucogen cápsulas é de uso oral.

A posologia é de uma a duas cápsulas ao dia.

O limite máximo diário é de duas cápsulas.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

 

  1. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?


Retomar o tratamento de acordo com a dose recomendada.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

 

  1. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?


O produto é bem tolerado e não há relatos de reações adversas. Podem ocorrer eventualmente reações alérgicas em pessoas sensíveis.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

  1. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?


 

Não há relatos de superdosagem com Leucogen.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.
Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009

I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

LEUCOGEN

Timomodulina

APRESENTAÇÕES

Cápsula gelatinosa 80 mg: embalagem com 10, 20 e 30 cápsulas.

USO ORAL

USO ADULTO

COMPOSIÇÃO

Cada cápsula de Leucogen contém:

timomodulina (equivalente a 20 mg do peptídeo) --------- 80 mg

Excipientes: celulose microcristalina, povidona, dióxido de silício e talco.

 

II- INFORMAÇÕES AO PACIENTE

  1. PARA QUÊ ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?


Leucogen é destinado ao tratamento e prevenção de infecções das vias respiratórias, como auxiliar na doença infecciosa, viral e bacteriana, para deficiência da formação de anticorpos.

  1. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?


Leucogen atua aumentando a defesa do organismo contra infecções. É um medicamento que estimula o sistema imunológico.

  1. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?


Não use Leucogen se você for alérgico à timomodulina.

  1. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?


Pelas características especiais de ação de Leucogen cápsula como imunomielomodulador (regulador das funções de defesa do organismo), não foram descritas interações medicamentosas com outros grupos de medicamentos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

 

  1. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?


As cápsulas de Leucogen possuem o corpo laranja avermelhado e a tampa vermelha e contêm pellets de cor creme.

Leucogen cápsulas deve ser armazenado em em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC) e e protegido da luz e da umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

 

  1. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?


Leucogen cápsulas é de uso oral.

A posologia é de uma a duas cápsulas ao dia.

O limite máximo diário é de duas cápsulas.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

 

  1. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?


Retomar o tratamento de acordo com a dose recomendada.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

 

  1. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?


O produto é bem tolerado e não há relatos de reações adversas. Podem ocorrer eventualmente reações alérgicas em pessoas sensíveis.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

  1. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?


 

Não há relatos de superdosagem com Leucogen.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

 

 

III- DIZERES LEGAIS

MS – 1.0573.0062

Farmacêutica Responsável: Gabriela Mallmann CRF-SP 30.138

 

Fabricado por:

Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.

Guarulhos – SP

 

Registrado por:

Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.

Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 – 20º andar

São Paulo - SP

CNPJ 60.659.463/0029-92

Indústria Brasileira

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Esta bula foi aprovada pela Anvisa em 08/08/2016.
Download da Bula

Quero me cadastrar!

Clique aqui e cadastre-se para obter os benefícios do programa.

CADASTRE-SE

Temas Populares

Fique por Dentro

Asma ou DPOC: Descubra como diferenciar as duas doenças respiratórias

Asma e Bronquite

Asma ou DPOC: Descubra como diferenciar as duas doenças respiratórias

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

Quem tem asma pode ter DPOC também?

Asma e Bronquite

Quem tem asma pode ter DPOC também?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

A asma e a DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica) são problemas diferentes, mas apresentam algumas semelhanças: ambas afetam a saúde dos pulmões e de outras estruturas do sistema respiratório e compartilham sintomas, como tosse, falta de ar e chiado no peito
DPOC: Quais são os primeiros sintomas dessa doença?

Asma e Bronquite

DPOC: Quais são os primeiros sintomas dessa doença?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

O médico pode mudar a dosagem do medicamento para asma? Por que?

Asma e Bronquite

O médico pode mudar a dosagem do medicamento para asma? Por que?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

Qual o papel dos corticoides no tratamento de doenças pulmonares como a DPOC?

Asma e Bronquite

Qual o papel dos corticoides no tratamento de doenças pulmonares como a DPOC?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

É possível controlar a asma sem dispositivos inalatórios?

Asma e Bronquite

É possível controlar a asma sem dispositivos inalatórios?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

Qual é o médico mais indicado para o tratamento da asma?

Asma e Bronquite

Qual é o médico mais indicado para o tratamento da asma?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

Assim como em toda doença crônica, o tratamento da asma exige acompanhamento constante com um médico apropriado. É especialmente importante e necessário manter contato com este profissional com frequência nos casos em que o tratamento engloba uso de medicamento (o que é bastante comum no caso
O tratamento da asma pode mudar durante o ano? Se sim, por que isso ocorreria?

Asma e Bronquite

O tratamento da asma pode mudar durante o ano? Se sim, por que isso ocorreria?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

As asma é uma doença que se manifesta por estímulos, ou seja, o paciente com potencial para desenvolvê-la manifestará os sintomas quando entrar em contato com agentes ou condições adversas. Portanto, há épocas no ano em que esses agentes são mais presentes e outras em que são menos.
Quais são os diferentes tipos de asma que existem?

Asma e Bronquite

Quais são os diferentes tipos de asma que existem?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

Quais são os primeiros sintomas de uma crise de asma?

Asma e Bronquite

Quais são os primeiros sintomas de uma crise de asma?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

Uma das doenças respiratórias mais frequentes entre a população, a asma é um problema crônico que torna os brônquios mais sensíveis, facilitando sua inflamação e consequentemente, dificultando a passagem do ar para os pulmões. A doença pode prejudicar gravemente a qualidade de vida
Depois de recorrer até a simpatias, professora controla asma com medicação

Asma e Bronquite

Depois de recorrer até a simpatias, professora controla asma com medicação

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

A asma é uma doença que pode surgir logo nas primeiras semanas depois do nascimento. Nesta faixa etária, o sistema imunológico ainda está em formação e, portanto, mais fragilizado, o que acaba dificultando o controle dos sintomas nos bebês e nas
O que são nebulizadores? Eles podem auxiliar o tratamento da asma?

Asma e Bronquite

O que são nebulizadores? Eles podem auxiliar o tratamento da asma?

saude-e-tratamento

Asma e Bronquite

Falta de ar, tosse, cansaço e chiado no peito são os principais sintomas da asma. A doença é um dos problemas respiratórios mais comuns entre a população e suas crises podem prejudicar bastante a rotina dos pacientes.