Fumar cigarro acelera o envelhecimento da pele do rosto?


  • +A
  • -A

Fumar cigarros frequentemente gera vários riscos à saúde. Este hábito está ligado, por exemplo, ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares e diversos tipos de câncer, como de pulmão, esôfago, estômago e laringe. Outra consequência do tabagismo, que não é tão falada, é a aceleração do envelhecimento da pele do rosto.

Cigarro atrapalha o trabalho das fibras de colágeno da pele


O
envelhecimento da pele do rosto pode ser classificado em intrínseco, determinado por fatores genéticos, e extrínseco. O envelhecimento extrínseco, como o próprio nome diz, é provocado por fatores externos e pode ser influenciado por nossos hábitos. “O cigarro, assim como a radiação ultravioleta, são os principais fatores externos envolvidos no envelhecimento da pele”, afirma a cirurgiã plástica Silvia Hirata.

O cigarro reduz a circulação do sangue na pele, causando como consequência, a destruição das fibras elásticas e a diminuição das fibras de colágeno, responsáveis por hidratar e dar sustentação e firmeza à pele. Com o passar do tempo, o paciente poderá perceber o envelhecimento da face, assim como o surgimento de rugas, especialmente perto dos olhos, e mudanças na tonalidade da pele, que tenderá a ficar mais amarelada.

Tabagismo deve ser tratado para impedir o envelhecimento da pele


Parar de fumar o quanto antes
é a melhor forma de prevenir o envelhecimento da pele e outros prejuízos à saúde do corpo. O tabagismo é uma doença crônica e deve ser tratado com auxílio médico. No entanto, é importante prestar atenção a outros fatores externos que podem envelhecer a pele precocemente, como a poluição ambiental e o consumo de bebidas alcoólicas.

O dermatologista Tiago Silveira faz ainda um alerta para outros fatores: “Exposição à radiação ultravioleta, má alimentação e já foi descoberto que até o sedentarismo, a falta de sono e o estresse conseguem prejudicar o colágeno da pele“. Esses problemas podem ser modificados, mas existem ainda os aspectos intrínsecos, como o tom de pele mais claro, que mostra sinais do envelhecimento mais cedo por causa da menor quantidade de melanina.

Dra. Silvia Hirata é cirurgiã plástica graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás e atua no Rio de Janeiro. CRM-RJ: 52-74536-7 – https://silviahirata.com.br

Dr. Tiago Silveira Lima é dermatologista, formado pela Universidade Federal de Juiz de Fora, com residência médica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. CRM-RJ: 52-86397-1 – http://www.tiagosilveira.med.br

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
cigarro
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Fumar cigarro acelera o envelhecimento da pele do rosto?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.