Pele oleosa: é preciso ter uma rotina específica de cuidados para lidar com o excesso de oleosidade?

  • +A
  • -A

Por mais que a oleosidade da pele seja produzida naturalmente e desempenhe função importante para sua saúde e bem estar, o excesso de sebo não faz bem à pele. Por isso, pessoas que sofrem com a pele muito oleosa devem buscar sempre ajuda médica para analisar o problema e iniciar o tratamento que o profissional julgar mais adequado, de acordo com as características apresentadas. 

Principais cuidados para lidar com a pele oleosa


Quem tem a pele oleosa muitas vezes se incomoda com o excesso de brilho e engorduramento da pele. Também é comum a queixa pela presença marcante de cravos e espinhas, decorrente do aumento da atividade das glândulas sebáceas, que produzem oleosidade. Os que possuem tal característica devem higienizar bem a pele e usar os produtos corretos para controlar a atividade das glândulas sebáceas”, orienta a dermatologista Alexandra Bononi.

Ainda segundo a especialista, é comum os médicos recomendarem sabonetes e tônicos adstringentes específicos, que contenham, por exemplo, ácido salicílico, zinco, sulfacetamida sódica e enxofre. Esses passos devem ser realizados de manhã e à noite. “De dia, pode-se usar algum produto para controle da oleosidade embaixo do filtro solar (também específico para pele oleosa). À noite, podem ser usados produtos como ácido retinóico, azelaico, glicólico, adapaleno e peróxido de benzoíla”, informa a médica.

Outra orientação importante é não exagerar na lavagem do rosto. Isso porque a pele ressecada pode inflamar e desencadear efeito rebote, que leva a uma maior produção de oleosidade. O dermatologista poderá orientar a melhor combinação de produtos de acordo com o grau de oleosidade e sensibilidade da sua pele.

Skin care é ainda mais importante em tempos de pandemia


A pandemia não deve ser pensada como uma desculpa para abandonar o skincare. Na verdade, torna a rotina ainda mais importante. “Em tempos de uso constante de máscara por conta da pandemia do novo coronavírus, é mais fácil ainda haver formação de cravos e espinhas onde a máscara cobre e toca a nossa pele. Isso aumenta ainda mais a importância de manter a rotina de cuidados com a pele, lançando mão dos exemplos citados anteriormente”, acrescenta Bononi. 

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Alexandra Bononi

Dra. Alexandra Bononi

Dermatologia

CRM: 97012 / SP

TAGS
limpeza-de-pele
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Pele oleosa: é preciso ter uma rotina específica de cuidados para lidar com o excesso de oleosidade?"
Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.