Como saber se uma mancha na pele é perigosa para a saúde?


  • +A
  • -A

Existem diferentes tipos de manchas na pele, alguns inofensivos e outros que podem indicar um quadro perigoso. As manchas mais comuns são as escuras, causadas pela exposição solar excessiva ao longo do tempo. Além da tonalidade, outros sinais das manchas podem servir de alerta para indicar possíveis riscos.

“No caso do melanoma, que é o tipo mais agressivo de câncer de pele, a regra do ABCD pode ser usada para nos ajudar a identificar uma lesão suspeita. Uma pinta que apresente alguma das características a seguir deve ser avaliada pelo médico dermatologista: A- assimetria (formato irregular); B- bordas irregulares (limites externos da lesão mal definidos, irregulares); C- cores variadas na mesma lesão (diferentes tonalidades); D – diâmetro maior que 6 milímetros”, informa a dermatologista Aline Guimarães.

Tipos de manchas de pele

 

Manchas ásperas, em geral, discretamente avermelhadas, sobretudo nas áreas expostas pelo sol, e que não regridem, podem se transformar, com o tempo, em carcinomas (tipo de câncer de pele), se não tratadas. “Essas são mais frequentes em pacientes de pele clara e que ao longo da vida se expuseram muito ao sol”, afirma a dermatologista.

Por outro lado, alguns tipos de mancha de pele muito frequentes não oferecem risco para a saúde, representando apenas uma questão estética. “Dentre elas, destacamos as melanoses solares e efélides (sardas), o melasma (manchas acastanhadas irregulares na face) e as queratoses seborreicas (lesões acastanhadas ásperas de formato regular que podem surgir em qualquer área do corpo com o passar da idade)”, explica Aline.

Tratamento e prevenção das manchas de pele

 

Na maioria das vezes, o tratamento do câncer de pele é cirúrgico (remoção da lesão) e curativo. As manchas podem ser tratadas com procedimentos realizados em consultório e prevenidas com uma série de medidas, como uso de fotoprotetores nas áreas de pele exposta, roupas, bonés/chapéus e óculos de sol com proteção UV e clareadores tópicos com ação uniformizadora e clareadora, que podem ser usado tanto isoladamente, como parte da rotina, quanto associados a procedimentos estéticos. 

 

Dra. Aline Guimarães é dermatologista formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). CRM-SP: 155914

Foto: Shutterstock

TAGS
cancer-de-pele
manchas-na-pele
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Como saber se uma mancha na pele é perigosa para a saúde?"

jarbas

muito valiosa a orientação da dermatologista

Liliane

Apareceu umas manchinhas não é branca mais chara UE minha pele uma aqui outra ali só nas pernas elas não doem não cosa nem nada devo procurá um dermatologista

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.