Cirurgia de varizes: em quais casos esse procedimento deve ser adotado?

  • +A
  • -A

Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), as varizes são veias superficiais, tortuosas e alongadas que surgem como consequência de alterações na circulação sanguínea. Uma das principais formas de tratar esse problema é a cirurgia de varizes. Entenda em que circunstâncias esse procedimento passa a ser a forma de tratamento mais indicada. 

Cirurgia de varizes é feita nas veias salientes

 

O procedimento de cirurgia de varizes, a princípio, pode ser adotado na maioria dos casos como um método de tratamento já muito bem sedimentado na história da cirurgia vascular. Esse procedimento é simples e rápido e consiste no arrancamento das varizes”, afirma o angiologista Jayme Ramos. O médico faz pequenos cortes nas veias defeituosas e, depois, as remove. 

A cirurgia de varizes, também chamada de microcirurgia de varizes ou flebectomia ambulatorial, é indicada principalmente para os casos em que a veia fica bastante visível, até mesmo se elevando sobre a pele. Pode ser feita nos casos em que há incômodo estético, em que surgem sintomas ou quando há risco de complicações, como a embolia pulmonar. 

Escleroterapia é opção de tratamento mais adequada para vasinhos

 

Já para os casos de telangiectasias, também conhecidas como vasinhos, de acordo com a SBACV, a melhor aposta é a escleroterapia. Este procedimento consiste na aplicação de uma espuma densa dentro das veias dilatadas. O objetivo é fechar as veias para que o sangue pare de circular por elas. 

Segundo Dr. Ramos, outra opção bastante utilizada de tratamento para varizes é a cirurgia a laser. O laser é aplicado diretamente sobre varizes e vasinhos pequenos, gerando um calor que destrói completamente o vaso sanguíneo. 

Nos casos menos graves e em que nenhuma abordagem foi experimentada, é possível recorrer ao uso de meias elásticas e de medicações para facilitar a circulação sanguínea e impedir o surgimento de novas varizes, assim como evitar uma piora das veias já deformadas. 

Tratamento de vasinhos e varizes deve ser feito com especialista

 

De acordo com a SBACV, a escleroterapia pode até parecer um procedimento simples, mas é mais complexo do que parece. Por isso, é importante que o tratamento seja feito por um especialista no assunto – angiologista ou cirurgião vascular -, que estudou o funcionamento do sistema circulatório e sabe como a técnica deve ser empregada. O mesmo pode ser dito das outras opções de tratamento, que também devem ser conduzidas por um médico especializado. 

 

Dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV): https://sbacv.org.br/varizes/

https://sbacv.org.br/por-que-tratar-vasinhos-e-varizes-com-angiologista-e-ou-cirurgiao-vascular/ 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Jayme Ramos de Almeida Filho

Dr. Jayme Ramos de Almeida Filho

Angiologia

CRM: 52663859 / RJ

TAGS
circulacao
varizes

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Cirurgia de varizes: em quais casos esse procedimento deve ser adotado?"
Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.