Qual é a importância da relação médico x paciente nos casos de dermatite?


  • +A
  • -A

A dermatite atópica é um dos tipos mais comuns de dermatite, uma doença crônica que afeta a saúde da pele. O problema provoca o ressecamento do órgão, coceira, vermelhidão, inflamação, surgimento de bolhas e até mudanças no tom da pele. Diante dos sinais e sintomas, é fundamental procurar auxílio médico para combater a doença e evitar complicações.  

Pacientes sentem vergonha dos sintomas da dermatite


Ao realizar o tratamento, médico e paciente devem manter uma boa relação para entender a doença e o que está por trás de suas crises. “De uma forma geral, a dermatite atópica é associada a outras alergias, como rinite, sinusite e bronquite, as famosas ‘ites’. A relação entre os dois é muito importante porque o ‘gatilho’ é essencialmente o estresse“, afirma o dermatologista Murilo Drummond.

Esse estresse pode vir tanto de uma rotina repleta de compromissos, quanto pode ser o resultado de outro problema ligado à dermatite: o preconceito que muitos pacientes sofrem por causa da visibilidade dos sinais, especialmente nos casos moderados e graves. Os pacientes sentem vergonha das lesões na pele e não são raras as vezes em que sofrem com ansiedade e depressão, o que prejudica a qualidade de vida.

Psicólogo pode ajudar paciente a lidar com sintoma da dermatite


É necessário que o dermatologista tenha certa sensibilidade ao abordar o paciente para entender seu quadro e sua vivência com a dermatite e até mesmo indicar o acompanhamento psicológico. “O dermatologista pode recomendar novos hábitos, atenuar os sintomas e ajudar a aceitá-los com naturalidade, e aí pode sim entrar o psicólogo também”, aconselha o médico.

O tratamento da dermatite atópica é feito com o uso de medicamentos, como cremes e pomadas aplicados diretamente na lesão, além de corticoides, anti-histamínicos e imunossupressores, dependendo da gravidade dos sintomas. O especialista também poderá indicar medidas simples para o dia a dia, como manter a pele hidratada, evitar banhos quentes, poeira e produtos químicos.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Murilo Drummond

Dr. Murilo Drummond

Dermatologia

CRM: 52337051 / RJ

TAGS
dermatite
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Qual é a importância da relação médico x paciente nos casos de dermatite?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.