Como agem os cremes anti-idade na nossa pele?


  • +A
  • -A

A procura por produtos dermatológicos que reduzem ou retardam os efeitos do envelhecimento da pele é cada vez maior entre os brasileiros, seja por causa do maior número e maior eficácia dos itens encontrados nas farmácias ou por serem menos invasivos que alguns procedimentos estéticos. Os cremes anti-idade são um exemplo e são muito recomendados pelos médicos.

 

Cremes anti-idade ajudam a reduzir manchas na pele

 

“Existem vários tipos de cremes anti-idade com substâncias diferentes e, por isso, cada um tem uma função específica dependendo da sua fórmula. Os cremes anti-idade podem agir melhorando a textura da pele, deixando-a mais macia, dando mais brilho e melhorando manchas”, explica a dermatologista Marcela Benez.

Já outros cremes anti-idade agem diminuindo a flacidez e combatendo os radicais livres, substâncias que estimulam o envelhecimento quando encontradas em excesso no organismo. De acordo com a profissional, o tratamento de prevenção ao envelhecimento pode ser feito a partir dos 30 anos. Quanto mais velho for o paciente e mais presentes os sinais da idade, mais concentrados poderão ser os produtos.

 

Cremes anti-idade devem ser usados junto com protetor solar

 

A recomendação é sempre procurar um dermatologista para avaliar qual creme anti-idade é mais indicado para o seu tipo de pele e para saber quais outros dermocosméticos são necessários para frear o envelhecimento precoce da pele. “Inicialmente, é indicado fazer uso de filtro solar pela manhã, que pode ser associado a um creme antioxidante. À noite, é interessante usar um ácido ou clareadores”, diz a especialista.

É importante ainda ter o hábito de retirar a maquiagem e o acúmulo de sujeira no final do dia com tônicos e sabonetes próprios para o rosto. Além disso, para resultados ainda mais expressivos, você pode combinar o uso dos cremes anti-idade com procedimentos estéticos feitos por um especialista, como peelings, lasers, preenchimento com ácido hialurônico e injeções de toxina botulínica, o famoso botox. O mais importante, segundo Marcela, é estabelecer uma rotina e fazer o tratamento indicado corretamente.

 

Dra. Marcela Benez é dermatologista pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). CRM-RJ: 52-80226-3

Foto: Shutterstock

 

TAGS
manchas-na-pele
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Como agem os cremes anti-idade na nossa pele?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.