Como funciona um protetor solar voltado para peles oleosas?


  • +A
  • -A

Quem tem pele oleosa sabe que os cuidados diários devem ser especificamente voltados para esse tipo de pele, assim como a escolha dos produtos que irá usar. Óleos, cremes muito hidratantes e até mesmo simples protetores solares podem estimular o aumento da produção de gordura da pele e, consequentemente, aparecerem mais cravos e espinhas. “A pele oleosa tem como características principais a produção de sebo em excesso, poros aumentados e fica brilhosa ao longo do dia”, explica a dermatologista Renata Roxo.

Produtos oil free podem conter ativos extras

Como os raios do sol podem ajudar a estimular a produção de óleo pela pele – além de outros malefícios como manchas e câncer de pele – é essencial o uso do protetor solar diariamente. Os com formulação oil free (ou seja, sem óleo na composição) são ideais, pois evitam deixar a pele brilhante ou com aspecto oleoso. “Esses protetores funcionam da mesma forma que os para peles normais e secas, protegendo dos raios UVA e UVB”, acrescenta Renata.

O que pode ser um diferencial são ativos extras que a formulação desses protetores pode conter. “Existem os com toque seco, os que disfarçam poros, e com substâncias que controlam a umidade e oleosidade também. Esses ativos são um plus, mas não protegem mais ou menos dos raios solares”, explica a dermatologista. Além dos protetores solares oil free, é indicado que pessoas com pele oleosa procurem também outros produtos com a mesma formulação e lavem o rosto duas vezes ao dia no máximo com produtos adequados para evitar provocar a oleosidade.

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Renata Roxo

Dra. Renata Roxo

Dermatologia

CRM: 52685585 / RJ

TAGS
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Como funciona um protetor solar voltado para peles oleosas?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.