Queda na osteoporose: quais as consequências e como evitar


  • +A
  • -A

A Osteoporose é uma doença crônica e degenerativa que acomete o metabolismo ósseo de forma generalizada. É caracterizada pela diminuição da densidade mineral óssea e pela deterioração da microarquitetura do tecido ósseo, levando à fragilidade dos ossos e elevando o risco de fraturas por consequência.

Conforme o envelhecimento, o metabolismo ósseo tende a desequilibrar-se e naturalmente a densidade mineral óssea tende a reduzir-se. Deste modo, a prevalência da Osteoporose possui maior relevância durante a terceira idade, principalmente para o sexo feminino.

Assim como o risco da Osteoporose eleva-se conforme o envelhecimento, o risco de quedas também. Entretanto, a combinação destes dois fatores pode ser perigosa.

Ao sofrer uma queda, um indivíduo portador de Osteoporose está sujeito a sofrer fraturas com maior facilidade e enfrentar um processo de recuperação mais longo, pois a capacidade de reparação dos ossos também se torna debilitada devido à Osteoporose.

Os ossos mais comumente fraturados após uma queda são: vértebras, punhos, quadril e fêmur. Sendo que as repercussões destas fraturas podem ser permanentes ou até mesmo fatais.

Desta forma, investigar, acompanhar e tratar a Osteoporose, assim como praticar cuidados que reduzam o risco de um episódio de queda ocorrer, torna-se fundamental. Sendo assim, seguem algumas dicas:

– Utilize, preferencialmente, sapatos fechados e com solas antiderrapantes;

-Evite caminhar de meias pela casa;

-Organize os móveis e objetos de decoração para facilitar a circulação;

-Mantenha os fios elétricos e de telefone fora da área de circulação;

-Evite o uso de tapetes soltos pela casa;

-Não caminhe no escuro. Se possível, instale interruptores de luz próximos à entrada dos ambientes;

-Instale corrimão nas escadas e fitas antiderrapantes na borda dos degraus;

-Instale barras de apoio no banheiro e em outros locais da casa, conforme necessidade;

-Utilize tapetes antiderrapantes ao lado do box ou da banheira e tiras antiderrapantes no interior dos mesmos;

-Armazene objetos e utensílios de uso diário em locais de fácil acesso.

Referências:

-Amadei SU, Silveira VAS, Pereira AC, Carvalho YR, Rocha RF. A influência da deficiência estrogênica no processo de remodelação e reparação óssea. J. Bras. Patol. Med. Lab.  [Internet]. 2006 Fev [acesso em 04 jan 2018];42(1):5-12. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442006000100003

-Riera R, Trevisani VFM, Ribeiro JPN. Osteoporose – a importância da prevenção de quedas. Rev. Bras. Reumatol. [Internet]. 2003 Dez [acesso em 05 jan  2018];43(6):364-368. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0482-50042003000600008

-Biblioteca Virtual em Saúde. Queda de Idosos [Internet]. 2009 nov [acesso em 05 jan 2018]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/184queda_idosos.html

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Central Saudável Saber

Central Saudável Saber

Clínica Médica

CRM: /

TAGS
ossos
osteoporose
problema-nos-ossos

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Queda na osteoporose: quais as consequências e como evitar"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.