Qual é a relação do herpes com o estresse?


  • +A
  • -A

O herpes é uma infecção viral capaz de produzir bolhas e feridas na boca e na região genital. Segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), ao infectar uma pessoa, o vírus permanece no organismo por toda a vida e pode causar várias crises ao longo dos anos. Por isso, é importante conhecer e evitar os fatores que facilitam o retorno dos sintomas, como é o caso do estresse.

Estresse favorece a multiplicação do vírus 


O estresse consegue prejudicar as defesas do corpo humano que ajudam a manter o herpes adormecido. O
organismo mais fragilizado abre espaço para que a infecção volte a se manifestar. “O estresse diminui a imunidade, permitindo que o vírus que estava latente se multiplique, causando lesões”, afirma a dermatologista Marcela Benez.

Antes dos sinais visíveis que tanto caracterizam o herpes, o paciente pode sentir coceira e ardência. Além do estresse, é importante destacar ainda o cansaço, o período menstrual e o esforço físico como fatores que facilitam o retorno dos sintomas.

É possível tratar o herpes e o estresse?


Uma das melhores maneiras de evitar que o estresse abale a atuação do sistema imunológico na defesa do corpo contra o vírus é fazer o tratamento do herpes corretamente. “Pacientes com muitos episódios de herpes ao longo do ano têm indicação de prevenir novos episódios com o
uso de L-lisina associada a medicação antiviral”, aconselha a médica.

No entanto, é fundamental também combater o estresse, não só para evitar o incômodo causado pela infecção, mas para evitar outros tipos de problemas de saúde, como doenças mentais. Medidas aplicadas no dia a dia, como a prática de atividades físicas, boa alimentação e até ajuda terapêutica profissional são recomendadas.

 

Dados da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI): https://www.infectologia.org.br/pg/985/herpes-simples

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Marcela Benez

Dra. Marcela Benez

Dermatologia

CRM: 52802263 / RJ

TAGS
estresse
herpes
herpes-genital
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Qual é a relação do herpes com o estresse?"

Maria Augusta Franco Filha

Isso é fato, pelo menos comigo.Todas as vezes que estou com stress, tenho herpes.No inicio eram herpes pequenas, como já são vários anos que tenho, o tamanho mais que multiplicou. Agora meu stress, além de herpes, já é a segunda vez que meu organismo está me dando cocheiras no corpo.Elas coçam tanto, que não consigo ficar sem coçar, me dando alergia com vermelhidão.E quando secam, criam cascas nas feridas, que incomoda mais ainda pois quando vem a coceira, cada vez vai ferindo mais, estragando toda a minha pele.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Maria Augusta. Agradecemos por compartilhar seu comentário! A Dra.Renata Demarque informa que “Quanto mais durar o estresse, pior será para sua mente e seu corpo. Você pode se sentir fatigado, incapaz de se concentrar ou irritado sem nenhuma boa razão, por exemplo. Além disso, o estresse pode piorar os problemas existentes e o estresse crônico pode causar doenças, seja devido às mudanças em seu corpo ou devido aos maus hábitos que você adquire para lidar com ele”. Por isso, orientamos que procure um especialista, para verificar sobre o caso da Herpers que está aumentando e também sobre as coceiras no corpo que começaram a aparecer. Desejamos sucesso no seu tratamento. Abraços!

Arcanjo

Tenho um blog muito bom que irá ajudar vcs que tem essa doença!!! Confiram lá, vale muito a pena… https://herpesgenitalhelp.blogspot.com/

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.