Quando o herpes não é tratado, o problema apenas persiste ou os sintomas tendem a piorar?

  • +A
  • -A

Por mais que a maioria das pessoas já tenha tido contato com o vírus do herpes ao longo da vida, muitas delas não manifestam os sintomas. Ou seja, o vírus fica adormecido, em estado latente. Mesmo assim, alguns indivíduos sofrem com as lesões, necessitando aderir ao tratamento adequado capaz de controlar a infecção e suas complicações.  

“Quando o tratamento contra o vírus do herpes não é feito, pode acontecer das lesões serem ativadas novamente e mais precocemente do que antes. O ideal é fazer o tratamento sempre que houver lesão para evitar as recidivas e encurtar o tempo da infecção”, informa a dermatologista Cinthya Basaglia.

Tratamento medicamentoso contra o herpes


Segundo a especialista, o tratamento contra o herpes é feito com uso de antiviral oral. Esse tipo de medicamento ajuda a prevenir o aparecimento das lesões de forma mais eficaz, inclusive nos casos em que os sintomas aparecem e desaparecem diversas vezes, de forma repetida, contínua, incômoda.

Ainda com relação aos remédios destinados ao tratamento contra o herpes, é importante destacar o papel da lisina, aminoácido presente em alguns desses produtos. De acordo com alguns estudos, esta substância ajuda a reduzir as infecções de repetição causadas pelo vírus do herpes simples. 

Importância de respeitar o tempo do tratamento


É muito importante manter o tratamento corretamente, de forma disciplinada e respeitando seu tempo de duração (até o desaparecimento completo das lesões), pois caso contrário o processo de recuperação pode ser comprometido. Quando o tratamento é interrompido antes da hora,
aumenta-se a chance do vírus criar resistência à medicação em uso. 

 

Dra. Cinthya Basaglia

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Cinthya Basaglia

Dra. Cinthya Basaglia

Dermatologia

CRM: 52876747 / RJ

TAGS
herpes
pele
problemas-de-pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Quando o herpes não é tratado, o problema apenas persiste ou os sintomas tendem a piorar?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.